Pesquisa no PPG Enfermagem

atomo com logo unifesp no nucleo

Conheça os projetos de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Unifesp.

Competências gerenciais e seus fatores relacionados

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Subprojeto 1 - Estudos que investigam as competências gerenciais dos enfermeiros nos diversos ambientes de assistência à saúde e ensino. Os subprojetos são: 1-) Mediação de conflitos na equipe de enfermagem: estratégias utilizadas por enfermeiros no contexto hospitalar; 2-)Competências socioemocionais do enfermeiro docente em curso técnico em enfermagem. Subprojeto 2 - Trata-se de um estudo multicêntrico com os seguintes objetivos: 1-) conhecer como os conteúdos de empreendedorismo e comunicação interpessoal têm sido abordados na formação do enfermeiro; 2-) identificar a tendência empreendedora de estudantes de enfermagem; 3-) identificar o nível de competência de comunicação interpessoal de estudantes de enfermagem; e, 4-) analisar a relação entre a tendência empreendedora e competência de comunicação interpessoal de estudantes de enfermagem.

Liderança e seus fatores relacionados

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Estudos que contemplem os fatores relacionados à liderança do enfermeiro nos diversos cenários da assistência em saúde. Os subprojetos são: 1-) Liderança e ascensão profissional de enfermeiros que ocupam cargos gerenciais em hospitais; 2-) A Liderança do enfermeiro na atenção primária à saúde e sua relação com o ambiente de trabalho; 3-) Impacto de um programa de mindfulness sobre inteligência emocional de enfermeiros em cargos de liderança; 4-) Liderança de enfermagem e qualidade do atendimento em ambiente hospitalar.

Abordagens compreensivas sobre o comportamento suicida

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Subprojeto 1: Análise das tentativas de suicídio atendidas em emergências públicas do município de São Paulo Descrição do Subprojeto: Analisar os fatores compreendidos nas tentativas de suicídio atendida em emergências públicas do município de São Paulo Ano de Início: 2011 Situação: Cancelado. Subprojeto 2: O comportamento suicida em estudantes de Enfermagem Descrição do Subprojeto: Verificar os fatores relacionados ao comportamento suicida em estudantes de Enfermagem Ano de Início: 2016 Situação: Concluído em dezembro de 2018. Subprojeto 3: Análise das tentativas de suicídio atendidas em emergências públicas do município de São Paulo. Descrição: Estudo exploratório-descritivo utilizando metodologia quantitativa, com aplicação de questionário para detecção dos fatores envolvidos na tentativa de suicídio de indivíduos atendidos em hospital geral universitário. Início: 2011 Situação: Dissertação defendida. Concluído. Subprojeto 4 SINTOMATOLOGIA DEPRESSIVA E COMPORTAMENTO SUICIDA ENTRE UNIVERSITÁRIOS NA AMAZÔNIA OCIDENTAL BRASILEIRA. Verificar a presença de sintomatologia depressiva e comportamento suicida em universitários de Universidade Federal do Acre. Estudo quanti-qualitativo com aplicação de escalas psicométricas e entrevista. Início em 2015. Projeto não será executado. Subprojeto 5: Sintomas depressivos e sua relação com comportamento suicida em população de cidade do sul de Minas Gerais. Descrição do Subprojeto: Verificar a presença de sintomatologia depressiva e sua relação com comportamento suicida em população geral de uma cidade mineira. Início em 2016, em andamento. Subprojeto 6. As vozes dos familiares sobreviventes ao suicídio de um de seus membros. Descrição do Subprojeto: Analisar a percepção dos familiares de indivíduos que se suicidaram sobre o sofrimento causado. Início em 2017. Cancelado. Subprojeto 7: O efeito contaminação em relação ao comportamento suicida. Descrição do subprojeto: Analisar o possível efeito da contaminação por notícias em relação ao comportamento suicida. Início em 2018. Em andamento. Subprojeto 8. EPIDEMIOLOGIA DO COMPORTAMENTO SUICIDA EM ASSIS/SP. Analisar dados epidemiológicos sobre comportamento suicida na cidade de Assis/SP. Início em 2017. Em andamento. Subprojeto 9: COMPORTAMENTO SUICIDA EM ESTUDANTES DE ENFERMAGEM DE UNiVERSIDADE FEDERAL. DEscrição do subprojeto: Analisar o comportamento suicida de estudantes de universidade pública federal relativo às atividades acadêmicas.Início em 2019. Em andamento. Subprojeto 10: Condições de trabalho e sintomatologia depressiva em enfermeiro intensivista. Descrição do subprojeto: Analisar a sintomatologia depressiva de enfereieros intensivistas relativo às atividades laborais.Início em 2019. Em andamento.

Assistência em saúde mental

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Subprojeto 1: O não-dito e o não-visto: sexualidade do portador de transtorno mental Descrição : Verificar a percepção dos portadores de transtorno mental de um CAPS a respeito de sua sexualidade e a relação com os profissionais que o atendem. Ano de Início: 2010 Situação: CONCLUÍDO. Em divulgação de dados. Subprojeto 2: Internação psiquiátrica em hospital geral: percepção da equipe de enfermagem Descrição do Subprojeto: Verificar por meio das representações sociais a percepção do pessoal de enfermagem sobre a internação psiquiátrica em hospital geral em região administrativa do RS. Ano de Início: 2010 Situação: CONCLUÍDO. Subprojeto 3 : Avaliação dos sintomas depressivos em enfermeiros dos serviços de emergência Descrição do Subprojeto: Avaliar a presença e intensidade de sintomatologia depressiva em enfermeiros dos serviços de emergência de Presidente Prudente/SP e as relações com as condições de trabalho. Ano de Início: 2011 Situação: CONCLUÍDO. Subprojeto 4: Sofrimento psíquico em enfermeiros recém-formados – relacionado ao primeiro emprego. Descrição : Avaliar a presença de sofrimento psíquico e fatores determinantes em enfermeiros que se encontram desempregados desde a formação de graduação na cidade de Assis/SP. Ano de Início: 2011 Situação: CONCLUÍDO. Subprojeto 5 : SINTOMAS DEPRESSIVOS EM GRADUANDOS DE ENFERMAGEM APÓS ESTÁGIO NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA Descrição do Subprojeto: Analisar os fatores envolvidos na presença de sintomatologia depressiva em alunos de graduação em Enfermagem após passagem pelo estágio de UTI. Ano de Início: 2011 Situação: Concluído. Subprojeto 6: Avaliação dos sintomas depressivos em enfermeiros dos serviços de emergência. Descrição: Estudo exploratório-descritivo utilizando metodologia quantitativa, com aplicação de questionário e escala psicométrica para detecção de sintomatologia depressiva em enfermeiros que atuam nos serviços de emergência. Início: 2011 Situação: CONCLUÍDO. Subprojeto 7 : Sofrimento psíquico em enfermeiros recém-formados – relacionado ao primeiro emprego. Descrição: Estudo exploratório-descritivo utilizando metodologia quantitativa, com aplicação de questionário para detecção dos fatores envolvidos no sofrimento psíquico originado pela fator primeiro emprego. Início: 2011 Situação: CONCLUÍDO. Subprojeto 8: Sintomatologia depressiva em enfermeiros do PSF de Guarulhos/SP. Estudo quantitativo com aplicação e escalas psicométricas para avaliar presença e intensidade de sintomatologia depressiva em enfermeiros de ESF. Início: 2013 Concluído. Subprojeto 9: AVALIAÇÃO DA SINTOMATOLOGIA DEPRESSIVA EM CUIDADORES PRIMÁRIOS DE IDOSOS COM ALZHEIMER. Estudo quantitativo com aplicação de escalas psicométricas para avaliar presença e intensidade de sintomatologia depressiva em cuidadores de idosos com Alzheimer. Início: 2013 Concluído. Em fase de divulgação dos dados.. Subprojeto 10: Percepção dos indivíduos com transtornos mentais sobre o estigma social que recebem. Estudo qualitativo para analisar a percepção de indivíduos com transtornos mentais a respeito do estigma social recebido e suas consequências. Início: 2015 Concluído. Subprojeto 11: Concepção dos profissionais de Saúde Mental sobre o trabalho multiprofissional desenvolvido em CAPS do município de São Paulo. Estudo qualitativo para analisar a percepção dos profissionais de saúde mental sobre trabalho multiprofissional. Início: 2015 Concluído. Em fase de divulgação dos dados.. Subprojeto 12: Avaliação da Sintomatologia Depressiva em Usuários de Centro de Referência no Atendimento a Queimados em Londrina- PR. Estudo quanti-qualitativo para analisar a presença de Sintomatologia Depressiva em Usuários de Centro de Referência no Atendimento a Queimado relacionada à autoestima e autoimagem. Início em 2016, em andamento. Subprojeto 13. SINTOMATOLOGIA DEPRESSIVA EM ENFERMEIROS DO SERVIÇO DE EMERGÊNCIA INTRA-HOSPITALAR DA ZONA LESTE DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO/SP. Analisar a presença e intensidade da sintomatologia depressiva em enfermeiros de serviços de emergências de hospital geral. Início em 2017. Concluído em 2018. Em fase de divulgação dos dados. Subprojeto 14: A SAÚDE MENTAL De MULHERES EM SITUAÇÃO DE RUA. Estudo qualitativo, objetivo de analisar a saúde mental de mulheres em situação de rua e relacionar os fatores intervenientes para tais situações. Início em 2017. Em andamento.

Políticas de saúde mental

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Psiquiátrico de Franco da Rocha-Juquery por meio de entrevistas com ex-funcionários. Início: 2010 Situação: Dissertação defendida. Concluído. Subprojeto 2: O cuidado aos moradores dos Serviços Residenciais Terapêuticos (SRTs) de um município do sul de Minas Gerais na perspectiva da Política de Saúde Mental.. Descrição do Subprojeto: Analisar a assistência aos portadores crônicos de transtorno mental de Serviços residenciais terapêuticos na perspectiva da Política de Saúde Mental. Início: 2011 Situação: Tese defendida. Concluído. Subprojeto 3: A influência das experiências de Santos e São Paulo sobre a atual Política de Saúde Mental no Brasil Descrição do Subprojeto: Analisar a escolha do modelo estruturante de CAPS para a assistência psiquiátrica no Brasil a partir dos modelos da cidade de Santos e São Paulo. Início: 2010 Situação: Tese defendida. Concluído. Subprojeto 4: ANÁLISE DO MODELO DE ASSISTÊNCIA EM SAÚDE MENTAL NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO NO PERÍODO DE 1989-1992. Estudo qualitativo sobre o modelo de assistência em saúde mental no município de São Paulo na gestão de Luiza Erundina e sua importância para a reforma psiquiátrica. Início em 2015. Concluído em maio de 2019. Subprojeto 5: Percepção dos Profissionais de Saúde sobre o modelo CECCO no Município de São Paulo. Estudo Qualitativo sobre a percepção dos profissionais de saúde a respeito do modelo CECCO implantado em 1990 no município de São Paulo - SP e sua importância para a reforma psiquiátrica Brasileira. Início: 2013. Situação: Dissertação defendida. Concluído. Subprojeto 6. Os imigrantes internados no Juquery. Analisar prontuários do Juquery sobre os imigrantes lá internados. Início em 2017. Desistência. Subprojeto 7: Labirintos da formação dos enfermeiros para atuação na Reforma Psiquiátrica Brasileira. Estudo qualitativo, objetivo de analisar a inclusão e desenvolvimento dos princípios da Reforma Psiquiátrica nos currículos e ensino de Enfermagem. Início em 2017. Concluído em novembro de 2019. Em fase de divulgação dos dados. Subprojeto 8: A assistência psiquiátrica ao negro na Instituição Asilar do Juquery. Estudo qualitativo para analisar dados de prontuários sobre a assistência psiquiátrica ao negro. Início em março de 2019. Em andamento. Subprojeto 9: O DESVELAR DA PRÁTICA DAS TERAPIAS BIOLÓGICAS NO JUQUERY. Estudo qualitativo para analisar dados de prontuários sobre a assistência psiquiátrica orgânica no Juquery. Início em junho de 2019. Em andamento. Subprojeto 10: O negro no Juquery: a assistência psiquiátrica com viés às características raciais . Estudo qualitativo, analisar a assistência psiquiátrica com viés às características raciais a pacientes negros. TCC e IC. Concluído em dezembro de 2019. Em fase de divulgação dos resultados.

Validação de protocolos assistenciais para a prática clínica de pacientes com doença cardiotorácica

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

A pesquisa em saúde necessita estar baseada em evidência científica com a finalidade de contribuir perante a interação da investigação, conhecimento, discernimento para a melhor tomada de decisão sobre o cuidar do paciente. A finalidade dos métodos de validação de protocolos consiste em ferramentas úteis e eficientes na orientação da assistência ao paciente, além de ser fundamentado tanto na evolução dos cuidados como na adequação entre recursos humanos, materiais e físicos. As pesquisas derivadas deste projeto global apresentam uma abordagem quantitativa, utilizando métodos de validação de protocolo direcionado ao cuidar da prática clínica baseada em evidências

Conhecer para intervir: características sócio-demográficas, clínicas, intervenções e resultados no autocontrole ineficaz da saúde em pessoas com insuficiência cardíaca

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Os objetivos do projeto são: Conhecer para intervir as características sociodemográficas, clínicas, intervenções e resultados no autocontrole ineficaz da saúde em pessoas com insuficiência cardíaca. Início: 2013 Situação: em andamento. Projeto Universal CNPq n. 478240/2013-9. Chamada Pública MCTI/CNPq Nº 14/2013 - Universal/Universal 14/2013 - Faixa C - até R$ 120.000,00. Início: 01/10/2013. Situação: em andamento. Subprojeto 1: Resultados de enfermagem para pacientes com Insuficiência Cardíaca Congestiva com o diagnóstico “autocontrole ineficaz da saúde”. Descrição: Validar os resultados de Enfermagem NOC "Comportamentos de Adesão" e "Autocontrole da doença cardíaca", em pacientes com insuficiência cardíaca com o diagnóstico de enfermagem "Autocontrole Ineficaz da Saúde". Início: 2011 Situação: concluído em 2015 Subprojeto 2: Análise do diagnóstico de enfermagem controle ineficaz da saúde em pacientes com insuficiência cardíaca crônica. Descrição: Analisar o diagnóstico de enfermagem Controle Ineficaz da Saúde (NANDA-I) em pessoas com insuficiência cardíaca crônica. Construir definições conceituais e operacionais para as CD e FR do DE Controle Ineficaz da Saúde para pessoas com IC crônica; Verificar a aplicabilidade clínica das definições conceituais e operacionais das CD e FR do DE Controle Ineficaz da Saúde e Investigar a relação entre características clínicas e sociodemográficas de pessoas com IC e as características definidoras e fatores relacionados de Controle Ineficaz da Saúde identificados nessa população. Início: 2010. Situação: concluído em 07.07.15. subprojeto 3: Efetividade das intervenções de enfermagem em pacientes com insuficiência cardíaca e o diagnóstico de enfermagem “Controle ineficaz da saúde”. Descrição: Avaliar a efetividade das intervenções de enfermagem NIC "Ensino: processo de doença", "Educação em saúde" e “Cuidados cardíacos”; Caracterizar sociodemográfica e clinicamente os pacientes com IC e o diagnóstico de enfermagem de “Autocontrole ineficaz da saúde” atendidos no Ambulatório de Enfermagem de Educação em Saúde. Início: 04/03/2013. Situação: concluído em 2017. Subprojeto 4: Caracterização sociodemográfica e clínica de indivíduos portadores de insuficiência cardíaca atendidos ambulatoriamente. Descrição: Caracterizar sociodemográfica e clinicamente indivíduos portadores IC atendidos ambulatoriamente; Identificar o perfil sociodemográfico e clínico de indivíduos portadores IC atendidos ambulatorialmente; Identificar o nível de ansiedade e os sintomas de depressão de indivíduos portadores IC atendidos ambulatorialmente; Identificar o nível de estresse de indivíduos portadores IC atendidos ambulatorialmente; Associar as variáveis antecedentes (idade, sexo, classe funcional, perfil hemodinâmico, escolaridade, estado civil, renda familiar, antecedentes pessoais) com o nível de ansiedade, estresse e sintomas de depressão. Início: 2014. Situação: concluído em 2017. Subprojeto 5: The effectiveness of educational interventions or disease management programs for patients with heart failure in underdeveloped countries: A systematic review protocol. Objetivos: This review aims to determine the effect of educational interventions or disease management programs on the hospitalization rate and quality of life of HF patients in underdeveloped countries. Bolsa Vigência: 01/03/2016 a 28/02/2017. Em andamento. Subprojeto 6: Fatores que interferem na ansiedade de mulheres hipertensas. Descrição:. Avaliar o nível de ansiedade de mulheres hipertensas e identificar a relação deste sentimento com as variáveis sociodemográficas e fatores de risco cardiovasculares modificáveis. Início: 01/08/2017 Situação: em andamento

Sistematização da assistência de enfermagem

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Subprojeto 6: Revisão sistemática avaliando o medo de cair como fator de risco de quedas na pessoa idosa. Descrição: Analisar as evidências científicas do medo de cair como fator de risco de queda em pessoas idosas que vivem na comunidade; Identificar a associação do medo de cair como fator de risco de quedas. Início: 2010 Situação: outubro/2017. Finalizado em agosto de 2019 Subprojeto 7: Elaboração de um Aplicativo para Rede Móvel para Identificação dos DE da NANDA-I. Descrição: Desenvolver aplicativo para dispositivo móvel que auxilie o aluno de graduação em enfermagem a partir do 3º ano na identificação dos DE da NANDA-I. Início: 01/08/2014 Situação: concluído. Subprojeto 8: Prevalência das características definidoras e fatores relacionados do DE estilo de vida sedentário em pacientes com síndrome coronariana aguda. Descrição: Identificar o DE Estilo de Vida Sedentário em pacientes com síndrome coronariana aguda; Avaliar a prevalência das características definidoras e fatores relacionados do DE Estilo de Vida Sedentário em pacientes com síndrome coronariana aguda; Comparar o nível de atividade física avaliado pelo Questionário Internacional de Atividade Física com a frequência do DE Estilo de Vida Sedentário em pacientes com síndrome coronariana. Início: 01/06/2015. Situação: Atualização: finalizado em janeiro de 2019 Subprojeto 9: Construção de definições conceituais e operacionais do DE insônia: revisão integrativa. Descrição: Validar as definições conceituais e operacionais das características definidoras (CD) e fatores relacionados (FR) do DE Insônia; Construir as definições conceituais e operacionais das CD e FR do DE Insônia; Identificar na literatura outras CD e FR do DE Insônia. Início: 01/06/2015. Situação: Atualização: em andamento Subprojeto 10: Eficácia da redução no tempo de imobilização no leito em pacientes após angioplastia coronariana com Síndrome Coronariana Aguda. Ensaio Clínico Randomizado. Objetivo: avaliar a eficácia da redução no tempo de imobilização no leito em pacientes submetidos a angioplastia coronariana pela artéria femoral. Início: 01/03/2014. Situação: Defesa Pública em 05.02.2018. (finalizado em abril de 2019) Subprojeto 11: Comparação dos métodos de aquecimento cutâneo e desfechos clínicos no pós-operatório de cirurgia cardíaca: Ensaio Clínico Randomizado. Descrição: Comparar a incidência de sangramento excessivo, arritmias, infarto agudo do miocárdio e número de bolsas de hemoderivados/hemocomponentes transfundidas no pós-operatório de CRVM com CEC nos pacientes hipotérmicos que receberam aquecimento ativo e aquecimento passivo. Início: 01.01.2016. Situação:em andamento. Subprojeto 12: Características definidoras e fatores relacionados do Diagnóstico de Enfermagem “Perfusão Tissular Renal Ineficaz” em pacientes com Insuficiência Cardíaca (IC) crônica descompensada. Identificar a prevalência do Diagnóstico de Enfermagem (DE) “Perfusão Tissular Renal Ineficaz” em pacientes com IC crônica descompensada. Identificar a prevalência das características definidoras e fatores relacionados do DE “Perfusão Tissular Renal Ineficaz” em pacientes com IC crônica descompensada bem como comparar as características clínicas e sociodemográficas dos que apresentam o DE “Perfusão Tissular Renal Ineficaz” com os que não possuem este diagnóstico. Início em 01.07.2016. Situação: Atualização: em andamento. Subprojeto 13: Estressores do paciente e necessidade do familiar significante em Unidade de Terapia Intensiva Coronariana. Objetivos: Identificar as necessidades, relacionadas à importância e satisfação, de familiares significativos de pacientes internados em unidade de terapia intensiva coronariana e avaliar os fatores estressores de pacientes internados em unidade de terapia intensiva coronariana. Início: 01.11.2015. Situação: Atualização: em andamento. Subprojeto 14: Autocontrole ineficaz da saúde: desenvolvimento de um sistema de prontuário eletrônico. Descrição: Desenvolver um sistema de prontuário eletrônico sobre o diagnóstico de enfermagem autocontrole ineficaz da saúde. Início: 05.04.2017. Situação: Atualização: desativado Subprojeto 15: Desenvolvimento Da Pesquisa Sobre Diagnósticos De Enfermagem Nos Programas De Pós-Graduação Brasileiros. Descrição: O objetivo geral foi caracterizar o desenvolvimento das pesquisas com linguagens diagnósticas de Enfermagem padronizadas nos Programas de Pós-graduação em Enfermagem (PPGE) no Brasil, e os específicos foram: identificar as D/T sobre DE desenvolvidos nos PPGE no Brasil; identificar as linguagens diagnósticas de enfermagem padronizadas nesses estudos; identificar as abordagens teóricas utilizadas nesses estudos; descrever as características metodológicas encontradas nesses estudos; verificar se o conhecimento gerado sobre linguagens diagnósticas de enfermagem padronizadas nesses estudos tem sido utilizado nos diversos cenários de atuação profissional. Início: 01.04.2016. Situação: em andamento. Atualização: finalizado em agosto de 2019 Subprojeto 16: VALIDAÇÃO DA ESCALA “SMOKING CESSATION COUNSELING-SCC”. Descrição: Validar a versão brasileira da “Smoking Cessation Counseling” (SCC-VB) para avaliação das práticas de intervenção do enfermeiro no aconselhamento da cessação do tabagismo, Avaliar a dimensionalidade da Smoking Cessation Couseling- Versão Brasileira (SCC-VB) e Avaliar a fidedignidade da Smoking Cessation Couseling- Versão Brasileira (SCC-VB). Início: 01.06.2017. situação: Atualização: em andamento. Subprojeto 17. “DEs de alta acurácia, preditores de readmissão hospitalar não-planejada em pessoas com IC”. Objetivos: Determinar os DEs de alta acurácia preditores de readmissão hospitalar não-planejada em até 30 dias de pessoas com IC; Identificar os DEs de alta acurácia presentes na admissão e na alta dos pacientes internados por IC; Testar a confiabilidade da EADE intra avaliador e entre avaliadores quanto ao grau de acurácia dos diagnósticos; Verificar a incidência de readmissão hospitalar não planejadas em até 30 dias dos pacientes com IC; Identificar os fatores preditivos de readmissão hospitalar não planejada em até 30 dias após a alta e associá-los aos DEs de alta acurácia. Início:01/06/2018. Situação: em andamento. Subprojeto 18: “Mortalidade em pacientes com Insuficiência Cardíaca: diagnóstico de enfermagem e indicadores clínicos” para verificar a associação de indicadores clínicos e a mortalidade de pacientes com IC hospitalizadas; Verificar a associação dos Diagnósticos de Enfermagem e a mortalidade de pacientes com IC hospitalizadas. Início: 22/12/2015. Situação: em andamento. Subprojeto 19: “Efetividade da dieta do Mediterrâneo na redução dos marcadores inflamatórios em pacientes com Doença Arterial Coronariana: Ensaio Clínico Randomizado”. Objetivo geral: Avaliar a efetividade de uma orientação de dieta anti-inflamatória em pacientes com Síndrome Coronariana Aguda para a redução dos marcadores inflamatórios (PCR, interleucina-6 e FNT-alfa). Objetivos específicos: Avaliar o perfil alimentar de pacientes com SCA por meio do questionário de frequência alimentar; Identificar as características sociodemográficas e clínicas dos pacientes com SCA; Verificar se a associação entre dieta anti-inflamatória (Dieta do Mediterrâneo)e a redução dos biomarcadores; Verificar a adesão da dieta do Mediterrâneo. Início: 01/05/2019. Situação: em andamento. Subprojeto 20: “Teoria de médio alcance para o controle da saúde na insuficiência cardíaca”. Construir uma Teoria de Médio Alcance para pacientes ambulatoriais portadores de Insuficiência Cardíaca e com o Diagnóstico de Enfermagem Controle Ineficaz de Saúde, tendo como base a Teoria do Déficit para o Autocuidado de Orem. Analisar a TMA com base nos critérios propostos por Fawcett: significância, consistência interna, parcimônia, adequação empírica e adequação pragmática. Início: 01/12/2018. Situação: em andamento. Subprojeto 21: Tradução e adaptação transcultural para a língua portuguesa do Brasil de um guia autoinstrucional e demais instrumentos para avaliação da acurácia diagnóstica. Realizar a tradução e adaptação transcultural, validação de conteúdo e de face de um GARC, estudos de caso e um questionário sobre percepções dos estudantes durante a tomada de decisão nos estudos de caso para o português do Brasil. Início: 01/05/2018. Situação: em andamento. Subprojeto 22: Efeito de um guia autoinstrucional para raciocínio clínico na acurácia diagnóstica de estudantes de bacharelado em enfermagem: ensaio clínico randomizado. Objetivo geral: Avaliar o efeito de um GARC na acurácia diagnóstica de estudantes de bacharelado em enfermagem durante a resolução de estudos de caso. Objetivos específicos: Realizar tradução e adaptação transcultural de um GARC, estudos de caso e um questionário sobre percepções dos estudantes durante a tomada de decisão nos estudos de caso para o português do Brasil; Comparar a acurácia diagnóstica de estudantes de bacharelado em Enfermagem durante a resolução de estudos de caso com e sem auxílio de GARC. Início: 01/05/2018. Situação: em andamento.

Atenção à saúde da mulher e criança no período pós-parto e nascimento: abordagem clínica

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Estudos e pesquisas que buscam contribuir para a melhoria da qualidade da assistência prestada à mulher no período pós-parto e neonato em processo de aleitamento materno. Início: 2008 Situação: em andamento Sub-Projeto 1: Laser de baixa potência no tratamento de traumas mamilares. Descrição: Entre as terapêuticas sugeridas, destaca-se o uso do laser, tanto para o tratamento de traumas mamilares como para o controle da dor. Com base nesses estudos, delineou-se o presente projeto, com o objetivo de avaliar a efetividade do uso do laser de baixa potência para o tratamento de traumas mamilares em mulheres em processo de amamentação na primeira semana pós-parto. Início: 2009. Situação: concluído Sub-Projeto 2- A mamoplastia de aumento e a prática do aleitamento materno. Descrição: Analisar as repercussões da mamoplastia de aumento no processo de amamentação nos primeiros trinta dias após o parto. Início: 2014 Situação: concluído. Sub-Projeto 3: A temperatura do leite humano para oferta na UTI Neonatal. Descrição: Identificar a temperatura do leite humano quando submetido ao banho-maria e construir curvas de temperatura do LHO cru. Início: 2015. Situação: concluído. Sub-Projeto 4. Curva de temperatura do leite humano refrigerado submetido a temperatura ambiente. Descrição: Construir curvas de temperatura do leite humano com volumes acima de 20mL até 100mL, quando submetido a temperatura ambiente. Início: 2015. Situação: concluído. Sub-Projeto 5. Proposta de um novo método microbiológico para detecção de coliformes em leite humano pasteurizado. Descrição: apresentar um novo método microbiológico para detecção de coliformes no leite humano . Início: 2015.Situação: concluído. Sub-Projeto 6. Curva de temperatura do leite humano ordenhado submetido ao processo de aquecimento em banho-maria. Descrição: Construir uma curva de temperatura do Leite Humano Ordenhado (LHO) cru ou pasteurizado, submetido ao processo de aquecimento em banho-maria. Estabelecer parâmetros de aquecimento para distribuição do leite humano em UTI neonatal Início: 2016. Situação: concluído. Sub-Projeto 7. Construção e validação de uma escala de classificação das lesões mamilo-areolares decorrentes da prática da amamentação. Descrição: Construir e validar uma escala de classificação das lesões mamilo-areolares decorrentes da prática da amamentação. Início:2015. Situação: concluído. Sub-Projeto 8. A influência da irradiação de 2 joules do laser vermelho no controle da dor de puérperas com lesão mamilar na amamentação: ensaio clínico duplo cego randomizado e controlado. Descrição: Avaliar a influência da irradiação de 2 joules do laser vermelho InGaAlP na dor da puérpera com lesão mamilar durante a mamada através da comparação do efeito do laser entre os grupos controle e intervenção. Início: 2015. Situação: Concluído. Sub-Projeto 9. Avaliação da produção láctea de nutrizes com traços de ansiedade sob intervenção de florais de bach. Descrição: Avaliar o efeito do uso de florais de bach na ansiedade e produção láctea de nutrizes doadoras de leite materno. Início:2017. Situação: em andamento. Sub-Projeto 10- Qualidade nutricional e microbiológica do leite humano. Descrição: Avaliar a qualidade nutricional e microbiológica do leite humano de puérperas. Início: 2015. Situação: concluído

Atenção à saúde da mulher e criança no período pós-parto e nascimento- abordagem na dimensão coletiva

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Estudos e pesquisas que buscam contribuir para a melhoria da qualidade da assistência prestada à mulher no período pós-parto e neonato em processo de aleitamento materno. Início: 2009 Situação: em andamento. Sub-Projeto 1. A violência por parceiro íntimo e sua relação com a vivência da amamentação. Descrição: Este estudo tem como objeto de investigação analisar alguns aspectos da amamentação, em mulheres expostas à violência por parceiro íntimo. Início: 2011 Situação: concluído. Sub-Projeto 2-. Amamentação na primeira hora de vida e sua influência na prática da amamentação. Descrição: Identificar o tipo de aleitamento materno praticado no primeiro mês de vida da criança e sua relação com o contato pele a pele e/ou o aleitamento materno na primeira hora de vida. Início: 2013. Situação: concluído. Sub-Projeto 3- A autoeficácia para amamentar em mulheres submetidas a mamoplastia de redução e aumento. Descrição: Analisar o nível de confiança materna para amamentar em mulheres submetidas à mamoplastia. Início: 2017 Situação: concluído. Sub-Projeto 4-. Aleitamento materno na primeira hora de vida e sua relação com a autoeficácia materna para amamentar. Descrição: Identificar a associação entre a prática do aleitamento materno na primeira hora de vida do RN e o nível de autoeficácia materna para amamentar. Início: 2017. Situação: concluído. Sub-Projeto 5- Aleitamento materno e alimentação complementar de crianças em um município da amazonia ocidental brasileira. Descrição: Analisar as praticas da amamentação e alimentação complementar de crianças de 0 a 23 meses, de um município da Amazônia Ocidental Brasileira. Início: 2015. Situação: concluído. Sub-Projeto 6-. A cobertura da coleta domiciliar de leite humano na região metropolitana de São Paulo-caracterização e desafios. Descrição: Descrever e analisar a coleta domiciliar de leite humano na Região Metropolitana de São Paulo segundo os seus aspectos regionais. Início: 2018. Situação: em andamento.

Dinâmica e cuidado de famílias nos diferentes momentos do ciclo vital e contextos em situação de doença crônica, processo de morte e luto, sexualidade, adições, catástrofes e abrigamento

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Engloba estudos que buscam compreender a dinâmica de famílias nos diferentes momentos do ciclo vital, considerando as relações, contextos e processos familiares. Projeto: 1: Dinâmica e cuidado de famílias nos diferentes momentos do ciclo vital e contextos em situação de processo de morte e luto. Subprojeto 1 - Processo de luto na família de dependentes químicos de cocaina/crack a partir do desaparecimento de um dos seus membros. Trata-se de pesquisas relacionadas com pessoas, famílias e comunidades que vivenciam situação de morte e luto na família Inicio: 2013 Término: 2017. Descrição: Trata-se de pesquisas realizada relacionadas com pessoas/comunidades que vivenciam situações de morte e luto decorrente do desaparecimento de um dos seus membros. Subprojeto 2 - Trabalho com familiares enlutados. Inicio 2010 em andamento Descrição – trabalho prospectivo com follow up. Subprojeto 3 - A trajetória de famílias de refugiados africanos e suas necessidades e expectativas em relação à saúde. Término: 2019. Projeto 2: Atuação de enfermeiros na Estratégia de Saúde da Família sobre cuidados e estratégias de intervenção com famílias. Descrição: trata-se de estudo de identificação do conhecimento e potencial sobre família em interface com a prática da saúde coletiva. Subprojeto 1 - A pessoa idosa em domicilio unipessoal - O significado do morar sozinho para a pessoa idosa e família. Descrição: Trata-se de estudo que busca identificar a dinâmica familiar de ter um idoso morando sozinho em domicílio. Início: 2017 Situação: em andamento. Subprojeto 2 - O satisfação sexual e conjugal do casal Inicio: 2014 Situação: em andamento. Subprojeto 3 - AVALIAÇÃO DA RESILIÊNCIA EM MÃES DE TRANSEXUAIS. inicio 2019. Situação:em andamento Subprojeto 4 - Perfil das Famílias Atendidas em um Programa de Assistência a Familiar de Dependentes de Drogas. inicio 2019. Situação: em andamento.

Programa de bem - estar nas escolas

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Proposta de dois trabalhos em parceria com Natura, FAPESP, USP e Mackenzie para elaboração de um programa de bem estar nas escolas. Nos primeiros dois anos, o objetivo principal do primeiro projeto será desenvolver e testar a eficácia de um programa de práticas interventivas em escolas de educação básica, integrando técnicas de Mindfulness com professores, estudantes e verificar a repercussão das técnicas de Mindfulness com os familiares das crianças. O segundo projeto visa desenvolver e testar a eficácia de oficinas de cuidado que trabalham com autoestima, resiliência e stress para professores de escolas de educação básica. Ambos serão realizados como uma estratégia de bem-estar nas escolas, com base na premissa de que o desenvolvimento de um sentido de bem-estar depende essencialmente da construção das relações positivas do indivíduo com outras pessoas e com a natureza. Neste sentido, entende-se que são necessárias ações integradas orientadas a todos os membros do espaço escolar: estudantes, professores e familiares. O método envolverá praticas advindas de programas padronizados e já testados em sua eficácia, com ênfase no fortalecimento de redes. Início: março de 2015. Situação: em andamento.

Qualidade de vida em situações crônicas

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Planejamento e desenvolvimento de estudos de avaliação da qualidade de vida em situações de alteração crônicas da saúde em profissionais, pacientes e cuidadores. A detecção de alterações negativas nos escores de qualidade de vida relacionada a situações de estresse ou doença crônica pode sugerir e dar subsídios para a avaliação de indicadores de desempenho profissional, evolução da doença e estrutura institucional. O esclarecimento dos fatores que comprovadamente pioram a qualidade de vida pode subsidiar a administração dos serviços, da assistência e propiciar a tomada de decisão sustentada para melhoria das condições de trabalho, da assistência e do suporte à família de doentes crônicos. Avaliar a qualidade de vida é o primeiro passo, planejar ações para a melhoria da qualidade de vida é o segundo e implementar as mudanças necessárias é a medida fundamental esperada para a melhoria da qualidade de vida e saúde das pessoas avaliadas. Subprojeto 1) Perfil Epidemológico, sexualidade e qualidade de vida de idosos com diagnóstico de HIV/AIDS Descrição: Projeto de doutorado, este estudo teve como objetivo: Identificar o perfil epidemiológico e de sexualidade de idosos com HIV/AIDS, avaliar a qualidade de vida de idosos com diagnóstico de HIV/AIDS e relacionar o tempo de diagnóstico de HIV/AIDS dos idosos com a Qualidade de vida. Início: 2011 Situação: concluído. Orientanda Meiry Fernanda Pinto Okuno Subprojeto 2) Comparação da qualidade de vida e capacidade de realização das atividades de vida diária de idosos institucionalizados, em instituições de longa permanência de alto padrão, com e sem sinais e sintomas de depressão. Descrição: Projeto de mestrado, estudo que tem como objetivos: Comparar a qualidade de vida de idosos institucionalizados com e sem sintomas de depressão e relacioná-la à capacidade dos idosos institucionalizados em desenvolver as atividades da vida diária. O desenho do estudo é transversal e analisará idosos de instituições de alto padrão da cidade de São Paulo por meio de dados sociodemográficos, econômicos, culturais e de lazer, além das informações contidas nos instrumentos Inventário de Depressão de Beck (IDB) WHOQOL-OLD, atividades de vida diária (AVDs) segundo o Índice de Katz e o Mini Exame do Estado Mental (Mini Mental State Examination / MMSE). Início: 2012 Situação: concluído 2015. Orientando Gerson Scherrer Júnior - mestrado Subprojeto 3) Qualidade de vida de profissionais sedentários com dor lombar crônica submetidos pré e pós atividades de pilates. Descrição: Projeto de doutorado, avaliar a qualidade de vida de profissionais que desenvolvem atividades administrativas, que são classificados como sedentários e que apresentam dor lombar crônica antes e após um programa de atividades com pilates. Início: 2013 Situação: desligamento do aluno Alexandre Cavallieri Gomes. Subprojeto 4) Comparação da avaliação da qualidade de vida, sexualidade e autoimagem de homens com dificuldade para urinar e usuários de cateter urinário de longa permanência. Descrição: Projeto de mestrado, este estudo teve como objetivo avaliar e comparar a qualidade de vida, sexualidade e autoimagem de homens, residentes no estado do Acre, região de Cruzeiro do Sul, que tinham dificuldade para urinar ou que utilizavam cateter urinário de longa permanência, além de descrever o perfil epidemiológico dos mesmos e as variáveis que se correlacionam à alteração da qualidade de vidas dos homens que vivenciam essas situações. Início: 2013. Situação: concluído 2015. Orientanda Gardênia Gurgel - mestrado Subprojeto 5) Comparação da qualidade de vida e espiritualidade de pacientes renais crônicos antes e após a realização do transplante renal. Descrição: Projeto de mestrado, este estudo tem como objetivos avaliar e comparar a qualidade de vida de pacientes renais crônicos que realizavam hemodiálise ou diálise peritoneal e que fizeram transplante renal e avaliar a espiritualidade dos pacientes já transplantados. Início: 2014, Situação: concluído 2017. Orientanda Letícia Meazzini de Oliveira - mestrado Subprojeto 6) Qualidade de vida de idosos octogenários e nonagenários em hemodiálise e fatores associados. Descrição: Projeto de doutorado, comparar a qualidade de vida de octagenários que realizam ou não hemodiálise, traçar o perfil epidemiológico, capacidade para desenvolver as atividades de vida diária, avaliar força motora e sinais e sintomas de depressão. Início: 2015. Situação: concluído 2018 Orientanda Odete Therezinha Portela - doutorado Subprojeto 7) Qualidade de vida e burnolt de professores de uma universidade pública federal da Amazônia Ocidental Brasileira, estado do Acre. Descrição: Projeto de doutorado, avaliar a qualidade de vida e presença de burnolt em professores universitários da universidade federal do Acre, medir níveis de cortisol e traçar o perfil epidemiológicos dos professores avaliados. Início: 2015, Situação: em andamento, previsão de término 2020. Orientando: Kleyton Goes Passos - doutorado Subprojeto 8) Comparação da qualidade de vida e capacidade de realização das atividades de vida diária de idosos institucionalizados em instituições públicas, com e sem sinais e sintomas de depressão. Descrição: Projeto de doutorado, que pretende avaliar a qualidade de vida, perfil epidemiológico, capacidade de realização de atividades de vida diária, sinais e sintomas de depressão de idosos institucionalizados em instituições de longa permanência públicas da cidade de São Paulo. Inicio: 2015. Situação: em andamento, previsão de término 2020. Orientando: Gerson Scherrer Júnior - doutorado Subprojeto 9) Qualidade de Vida de Graduandos de Enfermagem e a Relação com o Consumo de Álcool - Intervenção Breve para Prevenção do Consumo Excessivo de Álcool. Início: 2015 Situação: concluído 2017 orientanda Wanda Cristina Sawicki - doutorado Subprojeto 10) Perfil epidemiológico de idosos hospitalizados, atividades desempenhadas e impacto econômico com o uso de medicamentos. O envelhecimento populacional tem despertado interesse mundial crescente, busca de soluções para a manutenção da saúde e qualidade de vida dos idosos e possíveis ajustes que a sociedade terá que realizar para o equilíbrio entre as diferentes necessidades das diversas faixas etárias e particularmente, daqueles com idade acima de 60 anos.Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a população brasileira está envelhecendo e a projeção para 2060 é que o percentual de pessoas com mais de 65 anos passe dos atuais 9,2% para 25,5%. Envelhecer, para muitos, marca o período de diminuição da capacidade funcional e até dependência total para a realização de tarefas do dia a dia como: fazer compras, administrar as finanças, tomar remédios, utilizar meios de transporte, usar o telefone e realizar trabalhos domésticos, tarefas denominadas Atividades Instrumentais de Vida Diária (AIVD). Registros nacionais, em 2018, apontaram que 39,2% dos idosos com idade acima de 75 anos apresentam declínio na capacidade de realizar as AIVD, o que pode ser reflexo da alta taxa de prevalência de doenças crônicas entre os idosos. Cerca de 69% dos idosos têm diagnóstico de pelo menos uma doença crônica e 77% dos brasileiros relataram que os maiores temores relacionados à velhice eram os problemas de saúde; a preocupação financeira e a degradação da aparência física, do nível de responsabilidade e da energia.No Brasil, 83% dos idosos utilizam mais que 3 medicamentos/dia, entre 60 e 70 anos e mais que 4, acima de 70 anos. Orientanda: Natália Bonomi - aluna de PIBIC - Ensino Médio. Subprojeto 11) Avaliação da qualidade de vida, presença de síndrome de Burnout, satisfação no trabalho, qualidade do sono e clima organizacional segundo a percepção da equipe de enfermagem de um hospital universitário de São Paulo. Descrição: Dimensões da qualidade de vida, presença de síndrome de Burnout, grau de satisfação no trabalho e qualidade do sono podem ser decorrentes do clima organizacional estabelecida em uma instituição. A Avaliação do clima organizacional de um hospital é uma tarefa complexa, uma vez que, inúmeras interferências, tanto internas quanto externas podem influir nesse clima organizacional. A busca constante de bons resultados deve ser uma das metas da organização e para tanto a participação e empenho dos trabalhadores é fundamental. Portanto, avaliar o clima organizacional segundo a percepção de uma grande equipe que é a de enfermagem poderá trazer subsídios para a constante busca por melhoria do clima organizacional.

Influência do ambiente sobre o ciclo sono vigília e níveis de melatonina

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Estímulos ambientais são responsáveis pela modulação do desenvolvimento do ciclo sono vigília e pela secreção de melatonina. A incidência de luz, presença de ruídos e manipulação dos indivíduos submetidos ou não a processos prolongados de hospitalização são fatores que podem interferir no crescimento, desenvolvimento e cognição. Avaliar a influência destes fatores sobre a secreção de melatonina, o estabelecimento do ciclo sono vigília, cognição de escolares e percepção sobre a qualidade do sono, além de identificar o impacto de estratégias para o controle destes fatores, constituem os objetivos do projeto.

Influência do uso de tecnologia para visualização da rede venosa sobre sucesso na punção venosa periférica, ocorrência de complicações e tempo de permanência de cateteres em crianças

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Estudo clínico, randômico e controlado sobre o uso de transiluminação para otimização do sucesso da punção venosa periférica na primeira tentativa em crianças submetidas a procedimentos cirúrgicos, ocorrência de complicações locais da terapia intravenosa e tempo de permanência dos cateteres; impacto de equipe de cuidados clínicos de terapia infusional sobre sucesso da punção intravenosa periférica em crianças; panorama nacional das práticas de enfermagem relacionadas a punção intravenosa periférica.

Intervenção para melhoria da adesão a tratamentos crônicos de pacientes transplantados

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Compreende estudos sobre adesão a tratamentos crônicos, especialmente pacientes no pós-transplante. Subprojetos 1 – Título: Building Research Initiative Group (BRIGHT) Descrição: Estudo multicêntrico internacional para o manejo e adesão ao tratamento de doentes crônicos. O estudo pretende avaliar a prevalência e variabilidade de adesão com comportamentos de saúde (por exemplo, de tomar a medicação, dieta mantendo, cessação do tabagismo, consumo de álcool, atividade física, proteção solar) em 46 centros de transplante de coração, em 12 países e quatro continentes. A Coordenação Internacional é da Profª Sabina De Guest, PhD, RN, Diretora do Instituto de Ciência da Enfermagem da Universidade de Basel, Suiça. Ano Início: 2013 Natureza: Pesquisa Situação: Em andamento. 2015. Subprojetos 2 – Título: Aplicação da escala de avaliação a medicação imunossupressora (BAASIS) Descrição: Avaliar a adesão dos pacientes transplantados renais a drogas imunossupressoras, por meio do Basel Assessment of Adherence to Immunosuppressive Medication Scale (BAASIS©). Início: 2013 Situação: CONCLUÍDO. Subprojetos 3 – Título: Adesão Medicamentosa no transplante cardíaco. Descrição: o estudo pretende compreender a situação de adesão e comorbidades associadas nos pacientes transplantados cardíacos. Início 2015. Situação: CONCLUÍDO. 5. TÍTULO: ADHERE: Estudo sobre adesão no transplante renal, aonde participam 20 centros transplantadores, com 1.108 pacientes. EPE é co-responsável pelo estudo, em conjunto com a Universidade Federal de Juiz de Fora, com a Profa Helady Sanders Pinheiro e Profa Elisa Marsicano. Início 2017. Situação: em andamento. Subprojetos 4 – Título: Impacto do Atendimento Multiprofissional na Adesão ao Transplante de Fígado. Descrição: - Estudo de caracterização do perfil clínico físico-psico-sócio-econômico dos pacientes acompanhados no ambulatório de transplantes. Avaliação da adesão dos pacientes candidatos a transplante de fígado e transplantados atendidos no ambulatório do fígado da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Correlação das ações multiprofissionais e adesão ao tratamento. Avaliar a adesão dos pacientes transplantados renais a drogas imunossupressoras. Início: 2013 Situação: em andamento.

Intervenção para melhoria da qualidade e segurança no processo de doação e transplante de órgãos e tecidos.

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Compreende estudos que desenvolvem e ou avaliam instrumentos para descrever, analisar, mensurar o sistema de qualidade e segurança, e seus resultados qualitativos e quantitativos na área de doação e transplante de órgãos e tecidos. SUBPROJETOS 1 Título: PNUD - IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE BIOVIGILÂNCIA Descrição: Trata-se de um Convênio de Pesquisa com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (doravante denominado PNUD) no Brasil com a UNIFESP e , ANVISA-MS e sob a responsabilidade do desenvolvimento pelo GEDOTT (Grupo de Estudos em Doação de Órgãos e Tecidos e Transplante) da Escola Paulista de Enfermagem da UNIFESP. O objetivo é desenvolver o plano de biovigilância no processo de Doação, transplante de órgãos e tecidos e células com cooperação nacional e internacional para o Brasil. Portal Internacional de Transparência do PNUD: http://open.undp.org/ Início: 2018. Situação: em andamento. Natureza: Pesquisa. Financiador(es): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD/BRASILIA SISTEMA -– Cooperação nº 10/008. Subprojetos 2 Título: Revisão sistemática do processo de segurança na área de doação e transplante de órgãos e tecidos. Descrição: busca sistemática nas bases da literatura para subsidiar o desenvolvimento do processo de implantação do sistema de biovigilância. Início: 2018 Situação: em andamento Subprojetos 3 Título: Validação de instrumento de avaliação de qualidade para os serviços brasileiros de transplante, por meio da validação de conteúdo. Em parceria com o UNOS (United Network for Organ Sharing https://www.unos.org/) nos EUA inicia-se este projeto para realizar a tradução e adaptação para a língua portuguesa do instrumento de Avaliação da qualidade e melhoria do desempenho. Aplicar os instrumentos de Avaliação da qualidade e melhoria do desempenho, pré-teste, em hospitais pilotos e equipes transplantadoras de São Paulo. Validar os instrumentos de Avaliação da qualidade e melhoria do desempenho. Avaliar a confiabilidade dos instrumentos de avaliação da qualidade e melhoria do desempenho. Início: 2015. Situação: em andamento. Subprojetos 4 Título: Análise da qualidade das córneas no Estado de São Paulo, perdas e tempo de distribuição destas córneas. Descrição: Estudo realizado em parceria com a CNCDO – SP (Central de Transplantes do Estado de São Paulo) para promover nova árvore de decisão para os transplantes de córneas e assim aumentar o aproveitamento das córneas doadas no Estado. Início:2015. Situação: finalizado. Subprojeto 5 Título: Política Nacional de Transplantes do Brasil: uma proposta de melhoria da legislação de doação e captação de órgãos e tecidos. Inicio: 2014. Situação: em andamento.

Adaptação transcultural e validação de instrumentos relacionados à insuficiência cardíaca para uso no Brasil

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Objetivo Geral: Validar o Symptom Status Questionnaire-Heart Failure, (SSQ-HF) o Caregiver Contribution to Heart Failure Self-Care (CACHS), o Digital Health Literacy Instrument (DHLI), O Control Attitudes Scale - Revised (CAS-R), o Thirst Distress Scale for patients with Heart Failure (TDS-HF) e o Heart Failure Somatic Perception Scale (HFSPS) para a Língua Portuguesa falada no Brasil. Objetivos específicos: Traduzir o SSQ-HF, o CACHS, o DHLI, o CAS-R, o TDS-HF e o HFSPS para a Língua Portuguesa falada no Brasil; Adaptar transculturalmente o SSQ-HF, o CACHS, o DHLI, o CAS-R, o TDS-HF e o HFSPS para a Língua Portuguesa falada no Brasil; Analisar evidências de validade de conteúdo, de face e de confiabilidade das versões adaptadas para o Brasil do SSQ-HF, CACHS, o DHLI, o CAS-R, o TDS-HF e o HFSPS. Projeto em parceria com: - Centro Universitário de Maringá, PR; - College of Nursing, University of South Florida, EUA; - Georgia Baptist College of Nursing, Mercer University, EUA; - Faculty of Social and Behavioural Sciences, Leiden University, Holanda; - Faculty of Behavioural, Management and Social Sciences, University of Twente, Holanda; - Division of Nursing | Department of Neurobiology, Care Sciences and Society, Karolinska Institutet, Suécia; - College of Nursing, University of Kentucky, EUA; - School of Nursing, Stony Brook University, EUA;

Fatores de risco e fatores relacionados a complicações na prática clínica de enfermagem cardiovascular

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Este projeto tem a finalidade de subsidiar a identificação precoce e/ou a prevenção de complicações em diferentes cenários da prática de Enfermagem Cardiovascular. Objetivo do subprojeto 1) Avaliar os fatores relacionados às complicações da oxigenação por membrana extracorpórea venoarterial em pacientes adultos cardiopatas até a alta hospitalar. Situação: Finalizado. Objetivos do subprojeto 2) Identificar a prevalência de fatores de risco para tromboembolismo venoso (TEV) entre pacientes clínicos hospitalizados; verificar a taxa de adesão às medidas profiláticas de TEV pelos profissionais de saúde e identificar a prevalência de entre pacientes clínicos hospitalizados. Situação: Finalizado. Objetivos do subprojeto 3) Descrever a prevalência de reações transfusionais imediatas (RTI) em adultos em um hemocentro de uma universidade pública e verificar relações entre as características demográficas, clínicas e do procedimento com as RTI. Situação: Finalizado. Objetivo do subprojeto 4) Elaborar e validar um escore de predição de readmissão hospitalar em até 30 dias após cirurgia de revascularização do miocárdio. Situação: Finalizado. Objetivo do subprojeto 5) Verificar a relação entre o nível de apoio social percebido e o autocuidado de pacientes com IC hospitalizados. Situação: Em andamento. Objetivo do subprojeto 6) Avaliar a relação entre o nível de fragilidade e a gravidade clínica da síndrome coronariana aguda em idosos. Situação:Em andamento. Objetivo do subprojeto 7) Avaliar o conhecimento percebido, práticas e auto eficácia de enfermeiros hospitalares quanto a avaliação de risco e prevenção de TEV. Situação: Finalizado. Objetivo do Subprojeto 8) Verificar a relação entre o nível de atividade física e o apetite de pacientes com IC hospitalizados. Situação: Em andamento. Objetivo do Subprojeto 9) Verificar a relação entre depressão, apetite e qualidade de vida de pacientes com IC hospitalizados. Situação: Em andamento.

Intenção de elaboração de diretivas antecipadas de vontade de pacientes com insuficiência cardíaca em tratamento ambulatorial

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

O presente estudo objetiva avaliar a intenção de pacientes com insuficiência cardíaca (IC) em tratamento ambulatorial de elaborar as diretivas antecipadas de vontade (DAV) e identificar preditores relacionados a essa intenção, além de identificar os procedimentos aos quais os pacientes com intenção de elaborar as DAV aceitariam se submeter. Será realizado em duas etapas: Etapa 1- Trata-se de um estudo metodológico para a elaboração e validação de conteúdo e de face de um questionário sobre o conhecimento do caráter crônico e progressivo da IC, um questionário sobre crenças sobre DAV conforme a Teoria do Comportamento Planejado e um material instrucional ilustrado sobre DAV que serão utilizados para a realização das entrevistas na segunda etapa da pesquisa. Etapa 2- Trata-se de um estudo observacional, analítico e transversal para a avaliação da intenção dos pacientes em elaborar suas DAV. Esta fase será realizada em dois ambulatórios do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia (São Paulo - Brasil). Os pacientes serão entrevistados e será verificada a relação entre a intenção em elaborar as DAV com as variáveis de interesse por meio de regressão logística simples e múltipla para identificação de possíveis preditores relacionados a esse comportamento. As variáveis de interesse analisadas serão: características sóciodemográficas, clínico-funcionais da IC, crenças sobre DAV, conhecimento sobre a doença e qualidade de vida por meio da Minnesota Living with Heart Failure Questionnaire (MLHFQ) - Brazilian version. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

A criança, o adolescente e a família na comunidade: procurando subsídios para assisti-los, a partir de suas vivências.

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Busca a compreensão de vivências comuns das crianças, dos adolescentes e das famílias atendidas em diferentes equipamentos de saúde e educacionais sobre o significado que atribuem a essas vivências e quais suas demandas de cuidado, a fim de embasar metas e ações assistenciais a esses indivíduos e grupos sociais. Tem como meta oferecer subsídios para a prestação de um cuidado humanizado. Subprojeto 1: Ser portador do HIV: o significado para criança, expresso em sua brincadeira Descrição: Estudo qualitativo, tendo como referencial teórico o interacionismo simbólico e metodologia a análise qualitativa de conteúdo em sua modalidade convencional, que objetiva compreender como é para a criança a vivência de ser portadora do HIV, a partir de suas manifestações em uma sessão de brinquedo terapêutico dramático. Situação: Concluído Subprojeto 2: Revelação do diagnóstico de HIV/aids na infância: significado para a criança e/ou adolescente. Descrição: Estudo qualitativo que utiliza como referencial teórico o Interacionismo Simbólico e com o referencial metodológico a Teoria Fundamentada Nos Dados, tendo como objetivos: Compreender o significado de vivenciar o processo de revelação do diagnóstico de HIV/ aids na infância e Desenvolver um modelo teórico representativo dessa vivência. Os dados serão coletados por meio de entrevista semiestruturada realizada com crianças de idade escolar e com adolescentes com HIV/aids que tiveram a revelação de seu diagnóstico na infância e que frequentam o ambulatório de infectologia do Hospital Universitário de Santa Maria - RS.Situação: Concluído Subprojeto 3: O mundo-vida de filhos de mães encarceradas: estudo fenomenológico. Descrição: Estudo Fenomenológico que objetiva compreender o mundo-vida de filhos de mães encarceradas, utilizando o Brinquedo Terapêutico Dramático para dar voz às crianças, a fim de embasar proposta de atendimento a essa população. Situação: Concluído Subprojeto 4: Vivenciando a dança na escola: significado para a criança que a vivencia. Estudo qualitativo realizado à luz do Interacionismo Simbólico e da Teoria Fundamentada dos Dados, junto a crianças de seis a doze anos de idade que frequentam o ensino fundamental 1 do município de Rio Branco-AC, objetivando Compreender o significado atribuído pela criança em idade escola à vivência de dançar na escola e Construir um Modelo Teórico representativo dessa vivência. Os dados serão coletados utilizando-se o Brinquedo Terapêutico Dramático, para dar voz às crianças. Espera-se obter subsídios que contribuam para traçar metas e guiar projetos relacionados ao desenvolvimento dessa atividade no cenário escolar. Situação: Em andamento Subprojeto 5. Compreendendo a vivência da criança com hemofilia na escola. Estudo qualitativo a ser realizado à luz do Interacionismo Simbólico e da Teoria Fundamentada dos Dados, junto a crianças hemofílicas de seis a doze anos de idade que frequentam a escola, objetivando - Compreender o significado atribuído pela criança com hemofilia à sua vivência na escola e - Construir um Modelo Teórico representativo dessa vivência. Os dados serão coletados utilizando-se o Brinquedo Terapêutico Dramático, para dar voz às crianças. Espera-se obter subsídios que contribuam para traçar metas de cuidado a essa criança, cenário escolar. Situação: Em andamento.

A influência de atividades lúdicas na redução do estresse da criança submetida à punção venosa: contribuição para o cuidado de enfermagem

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

A punção venosa é um dos procedimentos mais traumáticos para a criança e o uso de brincadeiras pode contribuir significativamente para a redução do estresse infantil. Este estudo aborda o uso da brincadeira com bolinha de sabão, como forma de distração da criança submetida à venopunção em ambulatório e do Brinquedo Terapêutico Instrucional (BTI) na redução dos níveis de cortisol salivar da criança hospitalizada, quando preparada para esse procedimento. O projeto envolverá duas pesquisas com os objetivos: Subprojeto 1.Descrever o uso da brincadeira bolinha de sabão no alívio do estresse e da dor durante a punção venosa para coleta de sangue em crianças pré-escolares e comparar os comportamentos apresentados pelas crianças com e sem o uso da brincadeira de bolinha de sabão. Subprojeto 2.Investigar a influência do BTI sobre os níveis de cortisol salivar da criança hospitalizada submetida à punção venosa. Método: Pesquisas de campo de abordagem quantitativa, modalidade ensaio clínico randomizado, sendo uma desenvolvida em ambulatório pediátrico da rede privada da cidade de São Paulo, com amostra de 200 crianças de 3 a 5 anos de idade, submetidas à venopunção para coleta de exames laboratoriais, distribuídas igualmente e de forma aleatória em grupo experimental, no qual será utilizada a brincadeira com bolinha de sabão, durante a punção e grupo controle, que não receberá nenhuma intervenção; os dados serão coletados por observação dos comportamentos indicativos de ansiedade e dor apresentados pela criança no momento da punção. A outra será realizada em um hospital infantil da rede pública da cidade de São Paulo, com crianças hospitalizadas por diagnósticos diversos e submetidas à punção venosa durante a internação, sendo a amostra dividida em dois grupos etários: 24 crianças entre 3 e 6 anos de idade e 47 crianças entre 6 e 12 anos de idade, conforme cálculo amostral. Todas participarão do grupo experimental e controle, sendo cada uma o controle dela mesma, caracterizando um estudo clínico randomizado com autocontrole. A coleta de dados será realizada em duas fases: na primeira será coletada amostra de saliva para dosagem de cortisol antes da criança ser submetida à punção venosa, sem que tenha sido preparada para o procedimento com BTI e, após o término do mesmo, será colhida nova dosagem de cortisol salivar; na segunda fase, quando a mesma criança for submetida a nova punção venosa, será preparada previamente com o BTI e, após o término da punção venosa, será colhida nova dosagem de cortisol salivar da criança. Os dados serão analisados por meio de frequências absolutas e relativas para a variáveis categóricas, e medidas de tendência central e de dispersão para as variáveis contínuas, as quais serão previamente avaliadas quanto à natureza paramétrica da sua distribuição; em seguida serão preferencialmente traçadas análises por intenção de tratar. Medidas de tendência central pareadas entre os grupos (média ou mediana) serão analisadas a fim de estimar o impacto (magnitude do efeito) da intervenção entre os grupos. Os resultados deverão contribuir para preencher uma lacuna relacionada ao efeito das atividades lúdicas, recreativas e terapêuticas, que será avaliado por escalas de dor e comportamentais e pela medida do nível de cortisol salivar da criança. Espera-se que sirvam de estímulo à maior inserção de atividades recreativas e do BT no cuidado de enfermagem, enquanto promotoras de conforto, respeito, redução do estresse, autocontrole e realização dos procedimentos com maior segurança para a criança, família e o próprio profissional. Isso é de fundamental importância, uma vez que, os estímulos estressantes sofridos pela criança na hospitalização e no cuidado de saúde são intensificados durante os procedimentos dolorosos, promovendo elevados níveis séricos de cortisol,que podem arrasar as as reservas orgânicas, prejudicando sua recuperação. Subprojeto 3 - Avaliação da técnica de aplicação de insulina realizada por crianças com Diabetes Mellitus tipo 1 com o uso do Brinquedo Terapêutico. Início: 2016.

O brinquedo e o brinquedo terapêutico na assistência à criança e família: subsídios para sua utilização na prática assistencial de enfermagem

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Agrega estudos que embasam a compreensão e o aprimoramento do processo de assistir a criança e a família com a utilização do Brinquedo e do Brinquedo Terapêutico e que ofereçam subsídios para avaliar a efetividade dessa intervenção, no sentido de favorecer sua utilização efetiva na prática assistencial. Subprojeto 1: A sessão de brinquedo terapêutico: buscando subsídios para sua compreensão e utilização na prática assistencial da enfermagem pediátrica Descrição: A utilização do Brinquedo Terapêutico (BT) na prática assistencial da enfermagem tem sido amplamente recomendada na literatura nacional e internacional, face aos benefícios que promove para a criança, a família e próprio profissional. Apesar disso, seu uso nas unidades pediátricas ainda é bastante insipiente e uma importante causa apontada pelos estudos e observada na prática profissional das pesquisadoras refere-se à falta de preparo dos enfermeiros para realizar a sessão de BT e para interpretar as manifestações da criança, no sentido de compreender suas necessidades e traçar metas e ações de cuidado, ou prepará-la para algum procedimento. Esta situação, assim como a não existência de pesquisas que tenham como foco específico a sessão de BT, demonstrando como ela transcorre, justifica a realização deste estudo, que visa contribuir para a construção de um conhecimento mais preciso e consistente sobre o tema, a fim de que essa intervenção possa ser incorporada com maior segurança e domínio nas atividades assistenciais do enfermeiro pediatra. Objetivos: Geral - Compreender como ocorre a evolução da sessão de BT utilizada na prática de enfermagem junto à criança hospitalizada; Específicos – identificar as diferentes etapas que caracterizam uma sessão de BT, desde o início até a sua finalização; reconhecer as situações imaginárias dramatizadas durante a sessão de BT, a partir das manifestações verbais e não verbais da criança; reconhecer as mudanças que ocorrem no desenvolvimento das diferentes sessões de BT com uma mesma criança. Pesquisa Qualitativa; referencial teórico: Interacionismo Simbólico; referencial metodológico: Estudo de Caso na Modalidade Estudo de Casos Múltiplos. Situação: Concluído Subprojeto 2: Participando do projeto social de extensão crescer brincando: percepção de estudantes extensionistas. Descrição: Estudo qualitativo que utiliza como referencial a Análise Qualitativa de Conteúdo em sua modalidade Convencional com o objetivo de compreender o significado de participar do Projeto de Extensão Crescer Brincando, para os estudantes e ex-estudantes extensionistas. Situação: Concluído Subprojeto 3: O Brinquedo Terapêutico na assistência de enfermagem à criança: percepção dos diretores de enfermagem. Descrição: Pesquisa qualitativa realizada à luz do Interacionismo Simbólico e da Teoria Fundamentada nos Dados que tem como objetivo compreender a percepção dos diretores de enfermagem dos hospitais infantis da cidade de São Paulo, quanto à utilização do Brinquedo Terapêutico na assistência de enfermagem à criança. Situação: Concluído. Subprojeto 4 - Avaliação da técnica de aplicação de insulina realizada por crianças com Diabetes Mellitus tipo 1 com o uso do Brinquedo Terapêutico. Concluído. Subprojeto 5: No universo lúdico do Brinquedo Terapêutico: quem sou eu? Como o enfermeiro significa seu papel nesse processo. Pesquisa Qualitativa vinculada ao Grupo de Estudos do Brinquedo (GEBrinq), que se utilizará do Interacionismo Simbólico (IS), como Referencial Teórico, e a Teoria Fundamentada nos Dados (TFD), como Referencial Metodológico. Tem como objetivos: compreender o significado que a enfermeira atribui ao seu papel na interação com a criança durante a sessão de BT e construir um Modelo Teórico representativo dessa vivência. Situação: em andamento.

O significado do ensino de família para os docentes do curso técnico em enfermagem

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Pesquisa qualitativa realizada à luz do Interacionismo Simbólico e da Teoria Fundamentada nos Dados – Grounded Theory , com ao seguintes objetivos: Compreender o significado atribuído pelo docente ao ensino de família no curso técnico em enfermagem e Construir um modelo teórico representativo desse fenômeno.

Promoção da saúde infanto juvenil no contexto da atenção básica de saúde

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Projetos que tratam da questão da saúde infanto juvenil no contexto da atenção básica de saúde, por meio da análise de anotações de registros institucionais, da escuta de profissionais da saúde, crianças, adolescentes, pais e familiares. Subprojeto 1: Qualidade dos Registros da ficha Cadastral na Estratégia Saúde da Família no Município de Montes Claros/MG. Descrição. É um estudo transversal descritivo com abordagem quantitativa e tem como objetivo geral avaliar a qualidade dos registros provenientes da ficha C nas crianças menores de um ano nas equipes de saúde da família, pertencentes ao núcleo de apoio à saúde da família (NASF) em Montes Claros e como especifico; identificar quantitativamente a qualidade do preenchimento da Ficha C (Cartão da Criança) em relação às anotações e comparar os dados encontrados com os dados consolidados pelo SIAB do respectivo mês a fim de possibilitar uma avaliação fidedigna e uma melhor maneira de planejar as medidas que possam impactar-nos nos diversos indicadores da ficha da criança. Estudo vinculado ao Grupo de estudo de Puericultura. Início: 2009 Situação: Concluído. Subprojeto 2: O significado da prática do Taekwondo para o adolescente. Descrição: Pesquisa descritiva qualitativa que tem como objetivo conhecer o significado que os adolescentes atribuem a prática do Taekwondo, uma arte marcial de origem coreana que surgiu há, aproximadamente, 2 mil anos e que, apesar de ser luta, possui como filosofia a valorização da perseverança, integridade, autocontrole, cortesia, respeito e lealdade. A coleta de dados será realizada na Associação Ipiranga de Taekwondo, no Jardim São Savério, Zona Sul de São Paulo, por meio de uma entrevista individual, iniciada com a questão norteadora: Conte-me como é para você praticar o Taekwondo. Início: 2011 Situação: Concluído 2013. Subprojeto 3: Significado para a mãe de receber a notícia de falha na triagem auditiva de seu filho: contribuições de um programa educativo para a enfermagem. Descrição: pesquisa de abordagem qualitativa com o objetivo de conhecer as percepções das mães de recém-nascidos frente à notícia de falha auditiva de seus filhos detectada no exame de triagem auditiva neonatal, com a finalidade de subsidiar a intervenção de enfermagem no contexto multidisciplinar e interdisciplinar, visando contribuir para a qualidade da assistência prestada aos recém-nascidos e seus familiares. Início 2011 Situação: Concluído 2013. Subprojeto 4: A violência escolar na voz do adolescente: possibilidades para o cuidar e educar Descrição: O estudo será realizado com adolescentes de escolas públicas de ensino fundamental de Santa Maria – RS, com os objetivos de dar voz aos sujeitos para manifestarem-se sobre a violência nas escolas; descrever as experiências; forma de utilização para conviver com a violência. A investigação será qualitativa e para produção dos dados utilizar-se-á o Método Criativo Sensível teorizado pro Cabral (1988), desenvolvido por meio de dinâmicas mediadas pelo diálogo nas interações grupais, possibilitando mudanças que permitam a produção do conhecimento. Início: 2011 Situação;Concluido 2014. Subprojeto 5:Fatores de risco e causas relacionadas a acidentes que geram atendimento em um pronto socorro de pediatria. Descrição: Pesquisa descritiva, de abordagem quantitativa, com objetivo de caracterizar o tipo, os fatores de risco relacionados, causalidade e as conseqüências de acidentes em crianças atendidas em um pronto socorro pediátrico do município de São José dos Campos –SP. Início: 2012 Situação: concluído 2015. Subprojeto 6: Programa de Extensão Universitária “Massagem e Estimulação de Bebes”: produzindo conhecimento e compartilhando saberes Descrição:Pesquisa qualitativa, com abordagem fenomenológica que tem como objetivo compreender a ação educativa desenvolvida no programa de Extensão Universitária “Massagem e Estimulação de Bebês”, a partir das intervenções realizadas Início: 2012 Situação: em andamento. Subprojeto 7: Avaliação do desenvolvimento de crianças de 0 a 18 meses de idade da Escola Paulistinha de Educação com o Denver II. Descrição: Pesquisa do tipo descritiva transversal, com abordagem quantitativa tendo como Objetivo Avaliar o desenvolvimento das crianças de 0 a 18 meses que frequentam o Berçário I da Escola Paulistinha de Educação, utilizando o Denver II. Início: 2012 Situação: Concluído em 2013. Subprojeto 8 : Impacto da participação em um acampamento no autocuidado de crianças e adolescentes com diabetes: percepção dos pais Descrição: Estudo Qualitativo que objetiva compreender a percepção dos pais sobre o impacto na rotina de seus filhos em relação ao autocuidado, após estes vivenciarem uma semana no acampamento de férias para crianças e jovens com diabetes. Início: 2013 Situação: Concluído em 2014 Subprojeto 9 : Avaliação da condição de crescimento das crianças atendidas na consulta de enfermagem em puericultura do Centro Assistencial Cruz de Malta. Descrição: Estudo descritivo, retrospectivo, com abordagem quantitativa que objetiva: identificar o perfil sócio-demográfico e de saúde das mães e crianças de 12 a 24 meses atendidas nas consultas de enfermagem de Puericultura, realizadas no ambulatório do Centro Assistencial Cruz de Malta, durante o ano de 2013; verificar a condição do crescimento dessas crianças e comparar os resultados com os do estudo também realizado na instituição em 2007. Início: 2013 Situação: Concluido 2015. Subprojeto 10: Medo, nervosismo, despreparo, ambivalência: o aluno do curso técnico em enfermagem interagindo com o familiar da criança hospitalizada. Descrição:abordagem qualitativa, teve como objetivo compreender o significado de interagir com os familiares da criança hospitalizada para o aluno do Curso Técnico em Enfermagem. Para conduzi-lo, o Interacionismo Simbólico foi adotado como referencial teórico e a Análise Qualitativa de Conteúdo, como o metodológico. Início: 2012 Situação: Concluído em 2015. Subprojeto 11: O significado da alimentação para crianças escolares. Descrição: Pesquisa descritiva de natureza qualitativa que teve como objetivo conhecer o significado que as crianças atribuem a sua alimentação. Teve como meta subsidiar professores da Escola Paulistinha de Educação e pais a refletiram e planejarem o cuidado na alimentação do escolar, assim como instrumentalizar uma ação educativa para as crianças. Data início: 2013 Situação do projeto: renovado em 2014 concluido em 2015. Subprojeto 12: O Significado que os pais atribuem à alimentação de seus filhos. Descrição: Pesquisa descritiva de natureza qualitativa que tem como objetivo conhecer o significado que os pais atribuem a alimentação de seus filhos. Tem como meta subsidiar professores da Escola Paulistinha de Educação e pais a refletirem e planejarem uma ação educativa para os pais. Data início: 2014 Situação do projeto: concluído em 2015. Subprojeto 13: Diabetes Mellitus em crianças e adolescentes: publicações na Revista Latino-Americana de Enfermagem. Descrição: Pesquisa bibliográfica que atende aos preceitos da revisão integrativa, para caracterizar produções científicas sobre o DM em crianças e adolescentes publicados na Revista Latino Americana de Enfermagem desde seu primeiro volume publicado, em janeiro de 1993, até o volume 22, referente aos meses de maio e junho do ano de 2014 Data início: 2014 Situação do projeto: concluído em 2014. Subprojeto 14: Atividades de cuidado desenvolvidas pelos pais de lactentes e a avaliação do desenvolvimento utilizando o teste Denver II. Descrição: Estudo de Caso qualitativo tendo como objetivos: Conhecer as atividades de cuidado realizadas pelos pais que promovem o desenvolvimento infantil. Correlacionar essas atividades realizadas pelos pais no cuidado de seus filhos com o resultado da avaliação do desenvolvimento pelo Denver II. Objetivos:fomentar as intervenções de enfermagem voltadas aos cuidados que promovem o desenvolvimento infantil no ambiente domiciliar, promover o fortalecimento do vínculo entre a díade criança e pais por meio do teste Denver II e das atividades de cuidado que promovem o desenvolvimento infantil. Terá como referencial teórico o Manual para Vigilância do Desenvolvimento Infantil no contexto da Atenção Integrada das Doenças Prevalentes na Infância (AIDPI), elaborado pela Organização Pan-Americana da Saúde em 2005, com a finalidade de proporcionar aos profissionais de saúde e a todas as pessoas envolvidas na formação acadêmica e atenção à saúde infantil os instrumentos necessários para reforçar as intervenções destinadas a melhorar o desenvolvimento da criança, integrando-as à AIDPData início: 2014. Situação do projeto: em andamento. Subprojeto 15: Avaliação do Desenvolvimento de Crianças de 0 a 4 anos de Idade de uma Creche do Município de São Paulo. Descrição:Estudo descritivo do tipo transversal, com o objetivo de avaliar o desenvolvimento neuropsicomotor e sua associação com fatores sociodemográficos,neonatais, familiares e institucionais de crianças de 0 a 4 anos de idade que frequentam a creche do CACM, utilizando o Denver II. Coleta de dados será realizada utilizando-se um instrumento contendo dados sociodemográficos e o formulário do Dever II, o qual permite avaliar o desenvolvimento em crianças de 0 a 6 anos. O mesmo é composto por 125 itens dividido em 4 áreas do desenvolvimento: pessoal-social, motor fino adaptativo, linguagem e motor grosseiro, sendo que para cada uma delas propõe habilidades a serem avaliadas com os respectivos resultados esperados para a idade correspondente. Início: 2015. Situação: em andamento.Subprojeto 16: Avaliação das práticas alimentares de crianças menores de 2 anos do município de Rio Branco/AC com base nos indicadores da Organização Mundial de Saúde. Objetivos: Avaliar as práticas alimentares de crianças menores de 2 anos de idade no município de Rio Branco-AC, com base nos indicadores da OMS; OMS; Descrever as práticas alimentares de crianças menores de dois anos de idade no município de Rio Branco.Si

Hospitalização em unidades de cuidados intensivos pediátricos: avaliação de condições e aspectos inerentes ao cuidado da criança gravemente enferma.

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Este projeto de pesquisa incorpora estudos relacionados a avaliação de condições e aspectos inerentes ao cuidado da criança gravemente enferma, em Unidades de Cuidados Intensivos, sob diferentes perspectivas. A vertente 1 do projeto tem como proposta avaliar questões relacionadas ao transplante hepático. O transplante hepático pediátrico é atualmente um dos tratamentos mais utilizados para crianças com disfunções hepáticas graves. É considerado um procedimento de alta complexidade que exige cuidados intensivos de enfermagem especializados para garantir a recuperação da criança e prevenção de complicações pós-cirúrgicas. Assim, esta pesquisa tem como objetivos verificar as características demográficas de crianças receptoras de transplante hepático; identificar os principais cuidados de enfermagem implementados durante o pós-operatório de transplante hepático em crianças durante a internação na Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos (UCIP) e analisar a evolução das crianças submetidas a transplante hepático durante a internação em uma UCIP. A vertente 2 do projeto visa o estudo de aspectos referentes à dor. A dor é um sinal fisiológico considerada como o quinto sinal vital. Se tratando da população pediátrica a avaliação desse sinal enfrenta vários obstáculos como a dificuldade de mensurar o fenômeno doloroso. Na UCIP, a avaliação desse evento é complexa. Desta forma, os objetivos desta pesquisa são: identificar a ocorrência de eventos dolorosos em crianças internadas em UCIP; descrever os tipos de estímulos que causam dor em crianças internadas em UCIP; e verificar a implementação de medidas de avaliação e alivio da dor em crianças internadas em UCIP. A vertente 3 do projeto visa a identificação de fatores de risco para o desenvolvimento de delirium, presença e participação de familiares nos cuidados de crianças gravemente enfermas em uma UCIP. Quando há um familiar presente durante o período de internação, há maior segurança para a criança, e ainda se evita a ruptura familiar, fazendo com que haja melhor adaptação ao ambiente hospitalar e maior aceitação e adesão ao tratamento, colaborando significativamente para redução do tempo de internação e consequentemente de estresse e agravos tanto para a criança quanto para a família. A vertente 4 do projeto tem como objetivos verificar a incidência e fatores de rico para a ocorrência de infecções relacionadas à assistência à saúde em crianças em pós-operatório de cirúrgica cardíaca.

Intervenções fisioterapêuticas para dor neuropática e alterações biomecânicas em indivíduos com Diabetes mellitus Tipo II.

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

A Neuropatia Diabética Periférica (NDP) está relacionada com a duração do Diabetes Mellitus (DM) e com o controle inadequado da glicemia, e ocorre entre 5 a 10 anos de diagnóstico da doença, proporcionando maior propensão de lesões nervosas. Um dos sintomas mais frequentes e insidiosos que acometem grande parte dos indivíduos com Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2), é a dor neuropática, acompanhada de manifestações clínicas e subclínicas, como formigamento, queimação, sensação de agulhada contínua e lacerante; e alodinia. Ademais, a presença de NDP predispõe o indivíduo a alterações sensório-motoras, de equilíbrio e ulcerações nos pés. Para o tratamento, recursos fisioterapêuticos como o calçado terapêutico e a luz monocromática infravermelha de 890nm têm sido testados para o controle da dor e manejo das alterações biomecânicas. Este projeto possui dois subprojetos. O primeiro tem como objetivo mensurar a prevalência da Neuropatia Diabética e dor neuropática em pessoas com DM2, e avaliar uma intervenção fisioterapêutica em pessoas com dor neuropática mediante aplicação de recursos eletrotermofototerápicos no município de São João da Boa Vista-SP. A pesquisa será desenvolvida em duas etapas. Na primeira, por meio de um desenho transversal, será realizado rastreio de neuropatia diabética e dor neuropática. Nesta fase do estudo serão utilizadas as escalas de MNSI, LANNS-BPI e DN4. A segunda etapa, caracteriza-se por um ensaio clínico, randômico, controlado, do tipo duplo cego, sobre a efetividade do tratamento com luz infravermelha monocromática de 890nm, aplicadas em sessões com duração de 30 minutos, durante 6 semanas consecutivas, com vistas à redução da dor neuropática em pessoas com DM2 e melhoria da qualidade de vida das mesmas. O segundo subprojeto objetiva avaliar o impacto do uso do calçado terapêutico nas alterações biomecânicas, equilíbrio e prevenção de ulcera de pé em pacientes com DM2 atendidos na rede municipal de atenção básica a saúde. A pesquisa realizada será uma investigação do tipo quase experimental com estudos antes e depois de um grupo de pessoas com DM2 que apresentem Neuropatia Diabética Periférica cadastrados na rede pública de atenção básica da cidade de São João da Boa Vista -SP, através da utilização do calçado terapêutico e aplicação de instrumentos para avaliação da saúde dos pés desses indivíduos. A população do estudo será de pacientes com diabetes tipo 2 diagnosticados com Neuropatia Diabética Periférica residentes no município e cadastradas nas Unidades Básicas de Saúde ou Unidade de Estratégia de Saúde da Família. O primeiro subprojeto conta com fomento a pesquisa advindo da Fapesp – Processo 2017/26282-3. O segundo subprojeto é financiado pelo Cnpq – Processo: 433478/2018-7.

Promoção da segurança do paciente no atendimento hospitalar e pré-hospitalar móvel de crianças e adultos

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

O comprometimento da segurança do paciente é reconhecido como um sério problema de saúde pública. Nos últimos anos, os países têm cada vez mais demonstrado preocupação e percebido a necessidade de melhorar as condições de segurança dos pacientes nos diversos níveis de atendimento à saúde. A assistência à saúde, principalmente em situações de urgência e emergência e em populações específicas, como recém-nascidos e crianças, caracteriza-se como um processo complexo, especializado e dinâmico, que envolve interações diversas entre pessoas, estruturas, processos, procedimentos, normas e tecnologias em condições nem sempre controladas e ou planejadas. A complexibilidade e a imprevisibilidade do sistema de saúde pode expor o usuário a riscos. Serviços de atendimento pré-hospitalar (APH) móvel possuem uma demanda espontânea, e uma dinâmica de trabalho intensa e inconstante, que exige agilidade e objetividade do profissional. A equipe de saúde destes serviços deve ser qualificada para o atendimento de todas as adversidades possíveis. Os profissionais devem ser capazes de tomar decisões rápidas e distinguir prioridades, avaliando o paciente como um ser integrado em todas as suas funções. Precisam ser suficientemente preparados para o enfrentamento de intercorrências emergentes e para oferecer à clientela atendimento imediato e de qualidade, baseado em conhecimento científico e em sua expertise clínica. A imprevisibilidade da demanda associada à gravidade dos pacientes, ao ambiente e à complexidade do cuidado torna o APH ambiente igualmente propício ao ambiente intra-hospitalar, para a ocorrência de erros, com comprometimento à segurança do paciente. Contudo estudos sobre esta temática no APH ainda são incipientes no país e poucos são os dados disponíveis a respeito de erros e eventos adversos ocorridos durante o APH móvel. Assim, o objetivo geral deste projeto é investigar aspectos inerentes ao ambiente intra-hospitalar e de APH móvel que possam estar relacionados ao comprometimento da segurança do paciente. Quatro vertentes serão investigadas, sendo elas: identificação do paciente, criação e implementação de uma ficha de notificação de erros e eventos adversos específica para serviços de APH móvel; medicamentos e equipamentos eletrônicos de infusão utilizados no APH móvel e no ambiente hospitalar; e conhecimentos, práticas e atitudes de profissionais de serviços de APH móvel quanto à segurança do paciente. Os estudos serão desenvolvidos em Serviços de APH móvel do Estado de São Paulo e no Laboratório Experimental de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo. Subprojeto 1 - Bombas de infusão no transporte terrestre: funcionalidade e disparo automático de alarmes. Objetivos: Identificar a ocorrência do disparo automático de alarmes de bombas de infusão fluxométrica, volumétrica e de seringa, submetidas às condições de transporte terrestre; Analisar a ocorrência de falta de precisão de bombas de infusão fluxométrica, volumétrica e de seringa quando submetidas à condição de transporte terrestre; e Verificar a influência dos disparos automáticos do alarme de bombas de infusão com a ocorrência do erro de administração em condição simulada de transporte. Situação: concluído Subprojeto 2 – Atendimento pré-hospitalar móvel: práticas e atitudes de enfermeiros sobre segurança do paciente. Objetivos: Descrever práticas e atitudes de Enfermeiros que atuam em Serviços de Atendimento Pré-hospitalar Móvel (Suportes Básico, Avançado e Central de Regulação das Urgências), sobre a segurança do paciente. Situação: em andamento. Subprojeto 3 – Adesão da equipe de enfermagem à conferência da pulseira de identificação do paciente durante o processo de administração de medicamentos. Objetivos: Verificar a adesão da equipe de enfermagem à conferência da identificação do paciente, por meio da pulseira, durante o processo de administração de medicamentos; Implementar estratégia educativa para a utilização da pulseira de identificação por profissionais de enfermagem; Comparar a taxa de adesão ao uso da pulseira de identificação do paciente, pela equipe de enfermagem, durante o processo de administração de medicamentos, antes e após a implementação de estratégia educativa para a promoção da prática. Situação: em andamento. Subprojeto 4 – Uso de bombas de infusão de seringa por enfermeiros intensivistas: subsídios para a elaboração de um guia de boas práticas. Objetivos: Descrever aspectos relacionados à prática do enfermeiro intensivista sobre uso de BI de seringa; Verificar quais as ações de enfermagem durante o uso de bombas de infusão de seringa quanto ao tipo de preenchimento do sistema de infusão, variação do tamanho da seringa em relação ao volume infundido e altura de instalação do equipamento em relação a posição do paciente; Elaborar um guia de recomendações para prática segura da terapia intravenosa no uso de BI de seringa. Situação: concluído.

Avaliação da efetividade das intervenções educacionais de enfermagem em populações em tratamento de alta complexidade

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Descrição: Avaliar a efetividade das intervenções educacionais em populações em tratamento de alta complexidade. Subprojeto 1: Avaliação do impacto de uma intervenção de enfermagem na qualidade de vida de pacientes com hiperfosfatemia em programa hemodialítico • Traçar o perfil sociodemográfico e laboratorial/bioquímico dos pacientes; • Avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde dos pacientes renais crônicos antes e após uma intervenção educacional de enfermagem; • Identificar os índices de fósforo sérico apresentados pelos pacientes pesquisados antes a após a intervenção; • Relacionar a variável hiperfosfatemia com a qualidade de vida dos pacientes antes e após a intervenção educacional de enfermagem. Início: 2011 concluido. Subprojeto 2: Efetividade dos programas educacionais na redução dos sintomas neuropsiquiatricos nos pacientes com demências" Descrição: avaliar a efetividade dos programas educacionais na redução dos sintomas neuropsiquiátricos nos pacientes com demência. Início: 2012 concluido Subprojeto 3: Avaliação do impacto de medidas de intervenção no controle da infecção do trato urinário associada ao cateterismo vesical de demora. Objetivos Geral: Avaliar o impacto da intervenção educacional na adesão às medidas de prevenção e controle e associação entre a ocorrência de infecção do trato urinário em pacientes submetidos ao procedimento de cateterismo vesical de demora. Específicos: Determinar e comparar as taxas de prevalência de pacientes adultos nos períodos pré e pós- intervenção; identificar o conhecimento e a adequação de condutas relacionadas aos procedimentos de cateterismo vesical de demora; Avaliar procedimentos e rotinas relacionados à vigilância e prevenção das infecções de trato urinário, a fim de propor adequações pertinentes aos critérios nacionais; Caracterizar os profissionais envolvidos na assistência direta ao paciente submetido ao procedimento de cateterismo vesical de demora, segundo o perfil demográfico e profissional; Capacitar os profissionais envolvidos no procedimento de cateterismo vesical nos aspectos relacionados às suas dificuldades e proposta de padronização; Conhecer o perfil epidemiológico dos microrganismos isolados. Subprojeto 4: Yoga para pacientes com doença renal crônica. Descrição : Investigar, identificar e analisar os benefícios da pratica de Yoga ao paciente com doença renal crônica em terapia renal substitutiva ; -Avaliar a qualidade de vida antes e após a prática de Yoga aos pacientes com doença renal crônica em terapia renal substitutiva ; Comparar os exames de rotina mensal, trimestral e semestral após a pratica semanal de yoga ; Comparar a qualidade de vida dos pacientes que realizam prática de yoga com pacientes com vida sedentária. Situação: em andamento. Subprojeto 5: Implantação de observatório para sífilis gestacional, congênita e adquirida: proposta de monitoramento das epidemias. Descrição: Avaliar a efetividade de um observatório de vigilância epidemiológica para monitorar sífilis (adquirida, gestacional, congênita) e observar a tendência desta epidemia antes e depois da intervenção; - Comparar o conhecimento dos profissionais da Atenção Básica sobre diagnóstico e manejo da sífilis gestacional e congênita antes e após as oficinas de intervenção; Verificar a adesão dos profissionais treinados na replicação das oficinas de intervenção “in locu” nas Unidades Básicas de Saúde; Mostrar os coeficientes de incidência da sífilis gestacional e congênita, antes e depois da intervenção realizada; Descrever a taxa de detecção de sífilis gestantes no período de entre 2007 e 2013 e depois da intervenção realizada (2014); Identificar a taxa de incidência de sífilis congênita e em menores de um ano, antes e depois da intervenção realizada; Levantar o coeficiente de mortalidade específica por sífilis congênita antes e depois da intervenção realizada; Desenvolver e implantar um Observatório para apoiar a interação entre os profissionais de saúde, a equipe multidisciplinar e as políticas de saúde vigentes para diagnóstico e tratamento da sífilis. Situação em andamento. Subprojeto 6: Sobrevida E Fatores Prognósticos Na Mortalidade Por Infecção Relacionada À Assistência À Saúde Em Hospital De Ensino Na Amazônia Ocidental Brasileira. Descrição: Caracterizar A População De Pacientes Que Cursaram Com Infecção Relacionada À assistência à saúde e foram a óbito durante a internação em um hospital de ensino na Amazônia ocidental brasileira no período de janeiro de 2010 a dezembro de 2014; - Descrever as características dos pacientes com infecção hospitalar e que foram a óbito durante a internação no período do estudo; b) Identificar os fatores associados à morte dos pacientes que cursaram com infecção hospitalar durante a internação; c) Investigar os fatores preditores de mortalidade hospitalar; d) Estimar a sobrevida e identificar os fatores prognósticos associados à morte dos pacientes com infecção hospitalar durante o período do estudo; e) Estimar os anos potenciais de vida perdidos dos pacientes com infecção hospitalar que evoluíram com o óbito durante o período de seguimento. : AVALIAÇÃO DO IMPACTO DE INTERVENÇÃO EDUCACIONAL NA PREVALÊNCIA DE INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS objetivos: Geral O objetivo geral da pesquisa é avaliar o impacto de uma intervenção educacional na prevalência de infecção do trato urinário em idosos institucionalizados Específicos Os objetivos específicos da proposta são: a) determinar e comparar as taxas de prevalência de ITU entre os idosos institucionalizados nos períodos pré e pós-intervenção; b) identificar a associação dos seguintes fatores de risco com a ocorrência de ITU em idosos institucionalizados: idade; sexo; HBP (hiperplasia benigna da próstata); cateterização; uso de medicamentos diuréticos; imobilização; desidratação; comorbidades como: incontinência urinária e/ou fecal, diabetes mellitus tipo I e II; insuficiência renal; declínio da função cognitiva; c) caracterizar o perfil da equipe de enfermagem e de cuidadores da Instituição quanto à capacitação técnica (formação, cursos, atualizações, etc) acerca de cuidados com idoso; d) verificar o conhecimento da equipe de enfermagem e dos cuidadores sobre os fatores de risco de ITU e os cuidados para a prevenção de ocorrência antes e após intervenção educativa. Monitoramento da Sífilis Gestacional e Congênita por meio de um Observatório em Saúde Objetivos: 2 OBJETIVOS 2.1 OBJETIVO GERAL Avaliar a efetividade do observatório de vigilância epidemiológica para monitorar sífilis e comparar a tendência desta epidemia antes e depois da intervenção. 2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS - Descrever em evolução temporal o perfil dos indivíduos notificados por sífilis gestacional/congênita segundo variáveis socioeconômicas e geográficas de exposição; - Comparar os coeficientes de incidência dos indivíduos notificados por sífilis, segundo sexo, faixa etária e categoria de exposição por meio da análise da tendência das epidemias antes e depois da intervenção proposta; -Avaliar se o conhecimento adquirido pelos profissionais da atenção básica nas oficinas de intervenção do observatório em 2014 se mantém em 2016. Avaliação das Notificações de Eventos Adversos de produtos para a saúde pós-comercialização em Hospital de Ensino da Rede Sentinela, fatores de riscos e segurança do paciente. Objetivos:Identificar e classificar os Eventos Adversos mais comuns notificados em um Hospital de Ensino, participante da Rede Brasileira de Hospitais Sentinela, além de: Identificar e classificar os Eventos Adversos notificados, segundo o tipo e consequências imediatas para os pacientes hospitalizados; Classificar se os EA são decorrentes do produto para a saúde ou do procedimento; Categorizar os eventos adversos quanto ao produto envolvido: fármacos, hemoderivados, insumos e artigos de uso único e equipamentos hospitalares; Identificar os fatores de risco para as reações transfusionais em pacientes transplantados; Determinar as principais Reações Adversas a Medicamentos sua causalidade, de acordo com algoritmo de Naranjo ( ) e Lasagna ( ) e as consequências imediatas observadas no paciente; Identificar e classificar os principais sinais e sintomas observados nos Eventos Adverso notificados.

Estudos clínicos com pacientes submetidos a terapias de alta complexidade

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Envolve pesquisas clínicas e epidemiológicas, com destaque para a área de infecção hospitalar e comunitária relacionada ao atendimento á saúde de indivíduos, com destaque aos portadores de afecções renais e HIV/Aids, submetidos à terapia de alta complexidade. Subprojeto 1:Vigilância epidemiológica de bactérias multirresistentes em pacientes em diálise. Descrição: Avaliar a prevalência e incidência de infecção/ colonização pelo MRSA, VISA, ERV e KPC, em pacientes em programa de diálise e o mecanismo de transmissão destes microorganismos. Início: 2011 Situação: em andamento. Subprojeto 2: Avaliação da prevalência de colonização por bacteria MR em pacientes transplantados renais Descrição: Avaliar a prevalência da bactéria MR em pacientes do programa de transplante renal e identificar os fatores de risco relacionados. Início: 2011 Situação:concluido Subprojeto 3: Avaliação da prevalência de colonização por bactérias MR em pacientes em tratamento conservador. Descrição: Avaliar a prevalência da bactéria MR em pacientes do programa de transplante renal e identificar os fatores de risco relacionados. Início: 2011 Situação:em andamento Subprojeto 4: Análise de gerenciamento de casos atendidos no programa de atenção à saude em uma operadora de saúde suplementar na região sul da BAHIA. Descrição : - Analisar o impacto do gerenciamento de casos, realizado por uma operadora de Saúde Suplementar situada na região Sul da Bahia, através de um Programa de Atenção à Saúde, frente aos seus beneficiários crônicos; - Caracterizar o perfil sociodemográfico e econômico dos beneficiários atendidos pelo programa de Atenção à saúde de uma operadora de Saúde Suplementar da região Sul da Bahia; - Identificar o perfil diagnóstico dos beneficiários atendidos pelo programa de Atenção à saúde de uma operadora de Saúde Suplementar da região Sul da Bahia; - Realizar uma estimativa dos custos dos beneficiários atendidos por ano; - Traçar a eficácia dos custos destinados ao gerenciamento de Saúde dos beneficiários atendidos pelo referido programa de atenção à saúde em questão; - Delinear o grau de dependência do beneficiário em regime domiciliar, em relação ao seu cuidador, do gerenciamento domiciliar, atendido pela equipe de saúde do programa de atenção à saúde. Situação: concluido Subprojeto 5: O uso da Vitamina D e a prevenção de infecção em pacientes em tratamento dialítico: revisão sistemática. Descrição: Avaliar se a suplementação de vitamina D em pacientes com DRC submetidos à hemodiálise se constitui em fator de proteção contra infecções; - Determinar a prevalência de hipovitaminose D em DRCT em tratamento dialítico; Comparar a prevalência de infecção em pacientes com DRCT e tratamento dialítico com e sem hipovitaminose D; Determinar um consenso na suplementação de vitamina D, neste grupo de pacientes. Situação: concluido. Subprojeto 6: ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE – APS: Avaliação da Qualidade dos Serviços Prestados pelas Equipes da Estratégia Saúde da Família. Avaliar a qualidade dos serviços prestados pelas equipes da Estratégia Saúde da Família, utilizando o instrumento de Avaliação da Atenção Primária (PCATool) (10). 3.2 Objetivos Específicos • Identificar a presença e a extensão dos quatro atributos essenciais e dos três atributos derivados da APS propostos pelo instrumento de Avaliação de atenção primária da Saúde, junto a profissionais da equipe e população atendida; • Descrever o grau de afiliação com o Serviço de Saúde quanto a: utilização e acessibilidade; longitudinalidade; ao funcionamento da Coordenação e integralidade em relação aos serviços disponíveis e os serviços prestados; • Descrever a atuação da equipe quanto à orientação Familiar e orientação Comunitária; • Avaliar o grau de satisfação da população atendida em relação ao serviço da APS/ ESF, a partir do instrumento pesquisa; • Discutir o papel da gestão municipal na formação e desenvolvimento dos Recursos Humanos da saúde alocados nas equipes do Programa Saúde da Família; • Mapear os serviços ofertados pelos municípios do norte de Minas. Subprojeto 7: AVALIAÇÃO DAS INFECÇÕES FÚNGICAS E CARACTERIZAÇÃO DAS LEVEDURAS EM PACIENTES TRANSPLANTADOS HEPÁTICOS objetivos: avaliar a incidência de infecções fúngicas em pacientes transplantados de fígado no período pós transplante; caracterizar as leveduras do gênero Candida presentes na cavidade oral desses pacientes; testar os principais antifungicos sobre as leveduras identificadas identificar por tipagem molecular as espécies fúngicas encontradas. Subprojeto 8: INFECÇÃO DE TRATO URINÁRIO EM PACIENTES COM DOENÇA RENAL CRÔNICA EM TRATAMENTO CONSERVADOR: “ESTUDO CASO CONTROLE”. OBJETIVOS Objetivos gerais •Determinar a prevalência e a incidência de infecção/colonização em pacientes em tratamento conservador; • Analisar os fatores de risco para infecção de trato urinário em pacientes submetidos a tratamento conservador; • Analisar o modo de disseminação dos microrganismos entre os pacientes atendidos no Serviço; Objetivos específicos •Propor protocolos de intervenção para prevenir a disseminação dos microrganismos identificados entre os pacientes atendidos no Serviço. •Propor protocolos de intervenção e vigilância de infecção de trato urinário nos pacientes em tratamento conservador. Fatores de Risco para infecção de corrente sanguínea por micro-organismos multirresistentes em pacientes submetidos a hemodiálise. Infecção consiste a principal causa de morbidade e uma das principais causas de mortalidade entre pacientes em tratamento hemodialítico. Os micro-organismos Gram-positivos são os agentes mais frequentemente isolados em hemoculturas de pacientes em hemodiálise. Infecções causadas por micro-organismos multirresistentes nesta população estão relacionadas a maior morbimortalidade, bem como a uma limitação na escolha do tratamento. Objetivos: analisar os fatores de risco para infecção de corrente sanguínea por micro-organismos multirresistentes em pacientes submetidos a hemodiálise, relacionar a ocorrência de eventos mórbidos e mortalidade aos micro-organismos isolados, propor protocolos de intervenção para prevenir a disseminação dos micro-organismos multirresistentes identificados na instituição. Método: Estudo epidemiológico retrospectivo “nested” caso-controle a ser realizado no serviço de diálise do Hospital do Rim e Hipertensão. Serão incluídos todos pacientes que desenvolveram infecção de corrente sanguínea entre os anos de 2010 e 2016. Para análise dos resultados será realizada regressão logística. Subprojeto 9: FATORES DE RISCO PARA INFECÇÃO E COLONIZAÇÃO POR KLEBSIELLA PNEUMONIAE CARBAPENEMASE EM PACIENTES SUBMETIDOS A TRANSPLANTE RENAL OBJETIVOS: Geral: Analisar os fatores de risco e mortalidade para infecção por KPC em pacientes submetidos a transplante renal. Específicos:Verificar a incidência de infecção e mortalidade por KPC em pacientes submetidos a transplante renal; Comparar a sobrevida do enxerto e do paciente submetidos a transplante renal com infecção e colonização por KPC; Identificar os fatores de risco para sobrevida do enxerto e do paciente submetido a transplante renal com infecção ou colonização por KPC.

Implantação e utilização de inteligência artificial (IA) no uso de chatbots para subsidiar tutores on-line em cursos à distância na área da saúde

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Este estudo tem como objetivo implantar e avaliar o uso da inteligência artificial (IA), por meio de um robô Chatbot, capaz de dialogar com perguntas e respostas com os alunos referente ao conteúdo abordado do Curso de Especialização em Saúde da Família (ESF) na modalidade a distância ofertado pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) em parceria com a Universidade Aberta do SUS (UnA-SUS). Metodologia: O conteúdo teórico do Curso de Especialização em Saúde da Família, já disponibilizado em formato de Educação à Distância (EaD), utilizando a plataforma Moodle, será convertido, seguindo conceitos de Inteligência Artificial (IA), em formato compatível para interação com o chatbot. Além disso será identificado a usabilidade do robô e sua eficácia na interlocução com os alunos. Os resultados consistirão na análise de dados encaminhadas pelos alunos e relatórios das intervenções realizadas pelo sistema com coletas de informações.

Educação em enfermagem e o uso de novas tecnologias educacionais

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Este projeto contempla estudos que desenvolvem, aplicam e avaliam estratégias de ensino e de avaliação educacionais, preferencialmente baseadas em tecnologias educacionais. Na atualidade, na área da Formação Educacional, há projetos com o uso da estratégia pedagógica Mapeamento Conceitual(MC) e projetos de avaliação de Projetos Pedagógicos de Curso. Na área da Educação Profissional há projeto de validação de instrumento de Prática Baseada em Evidências. SUBPROJETOS VINCULADOS EM ANDAMENTO. 1. Validação externa do instrumento de avaliação de egressos de enfermagem IAE-enf: estudo multicêntrico. Início 2016. Término: 2019. Produto: 1 Doutorado. Descrição: realizou-se a validação externa do instrumento IAE-ENF, em três instituições de Estados Federativos distintos. O instrumento demonstrou ser válido e confiável para avaliar os egressos de Cursos de Graduação em Enfermagem, cuja proposta pedagógica norteia-se pelas Diretrizes Curriculares Nacionais de 2001, DCN-Enf. Produto: 1 Doutorado. Situação: terminado em 2019 2. Mapeamento conceitual em enfermagem: estratégia de ensino para o desenvolvimento de pensamento crítico. Início 2015. Produto: 1 Doutorado. Breve descrição: estudo composto por 2 etapas. Na primeira etapa realizou-se a adaptação cultural do instrumento “Motivated Strategies for Learning Questionnaire Scale”. Na segunda etapa, realizou-se um estudo experimental, no qual a estratégia de Mapeamento Conceitual foi empregada e no grupo controle empregou-se as metodologias convencionais. Os desfechos serão medidos pelo índice de desempenho. Produto: 1 Doutorado. Situação: em andamento 3. ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL E VALIDAÇÃO DO INSTRUMENTO "HEALTH SCIENCES EVIDENCE BASED QUESTIONNAIRE (HS-EBP). Início: 2018. Produto: 1 Mestrado. Descrição: estudo de adaptação transcultural e validação de instrumento que avalia o grau de preparo de profissionais da saúde para operacionalizarem a prática baseada em evidências. Produto: 1 Mestrado. Situação: em andamento

Enfermagem em oncologia: estudos sobre intervenções clínicas/cirúrgicas e processos de educação em saúde

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

O presente projeto de investigação integra subprojetos que tem por tema central a Enfermagem em Oncologia, como área de especialidade crescente mundialmente em decorrência da tecnologia diagnóstica, da longevidade populacional e da ampliação do acesso aos sistemas de saúde dos cidadãos. Os subprojetos tem por objetos a assistência e a educação em saúde. Uma das fontes geradoras dos projetos é o PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, intitulado "Acolhe-Onco:interdisciplinaridade no cuidado integral ao paciente com câncer", cadastrado na Pro-Reitoria de Extensão da UNIFESP. O Acolhe-Onco iniciou suas atividades em agosto de 2008 e mantem-se ininterruptamente até os dias atuais. Dentre as atividades, estão as educativas e assistenciais, realizadas nos ambulatórios de Oncologia do HSP-UNIFESP. SUB-PROJETOS VINCULADOS EM ANDAMENTO: 1. Educação para o autogerenciamento de pacientes com câncer de cabeça e pescoço apoiada em multimídia: estudo experimental (Financiado FAPESP). Ano de Início: 2015. Término: 2017 Produtos: 1 Doutorado. Descrição: Descrição: Estudo de natureza mista, quantitativo e qualitativo, dividido em três etapas: (1) estudo descritivo sobre o processo de desenvolvimento, avaliação e validação dos conteúdos educativos por profissionais da saúde, mediante emprego da técnica Delphi; (2) estudo experimental, randomizado e controlado, com utilização dos instrumentos Functional Assessment of Cancer Therapy – Head and Neck (FACT-H&N) e Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS); (3) estudo qualitativo, para avaliação, de acordo com os pressupostos do estudo de recepção, do material educativo desenvolvido para o grupo experimento. 2. Adaptação cultural e validação do instrumento “QUALITY OF ONCOLOGY NURSING CARE SCALE (QONCS)”. Inícios 2016. Produto: 1 Mestrado. Descrição: Trata-se de um estudo descritivo, transversal, com abordagem quantitativa e qualitativa, sendo dividido em duas etapas. A etapa 1 reúne a adaptação transcultural e a validade do instrumento, ambas com suas respectivas fases. A etapa 2 compreende a aplicação do instrumento em estudo de campo com os usuários. Término em 2019. 3. QUALIDADE DE VIDA, APOIO SOCIAL E ESPIRITUALIDADE DO PACIENTE COM MIELOMA MÚLTIPLO DE ACORDO COM O TEMPO DE DIAGNÓSTICO. Trata-se de um estudo transversal, com pacientes diagnosticados com mieloma múltiplo até 12 meses do diagnóstico. Buscou-se avaliar a Qualidade de Vida, Apoio Social e Espiritualidade. Início: 2016 - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Bolsa de Iniciação Científica (Orientador).Término: 2017 4. Estudos de Detecção Precoce em Oncologia Título: A frequência da junção Escamo Colunar em laudos citopatológicos realizados em serviços de atenção primária à saúde. Início: 2018. Produto: 1 Mestrado. Descrição: estudo descritivo, transversal, quantitativo. Objetivos: Identificar a frequência de células da junção escamo-colunar constantes em laudos médicos provenientes de esfregaços cervicais; Verificar a associação entre a frequência das células da junção escamo-colunar em laudos citopatológicos com as variáveis: idade, estado gestacional ou não, inflamação, atrofia ou atrofia com inflamação, microbiologia, demais alterações celulares e profissional coletador. Situação: em andamento.

Sobreviventes de câncer: estudos transversais e experimentais

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

O presente projeto contempla, atualmente, 2 estudos que estão sendo realizados em parceria com a Dra Kimlin Tam Ashing, City of Hope Hospital (Duarte, California, USA) SUB-PROJETO 1: EFICÁCIA DO TREATMENT SUMMARY AND SUVIVORSHIP CARE PLAN (TSSCP-S) EM SOBREVIVENTES DO CANCER DE MAMA: ESTUDO EXPERIMETAL Breve descrição estudo experimental, multicêntrico (Ambulatórios de Câncer de Mama do ACCamargo Cancer Center e Hospital São Paulo), que tem por objetivos:Traduzir, validar e avaliar a eficácia do TSSCP-S para sobreviventes de câncer de mama; realizar adaptação transcultural e equivalência semântica do TSSCP-S; aplicar o TSSCP-P traduzido e validado para a língua portuguesa, e o programa convencional em grupos distintos de sobreviventes de câncer de mama; mensurar os indicadores selecionados para avaliar a qualidade de vida, o impacto do câncer, nível de distress e autoeficácia para controle de sintomas e funcionalidades; comparar os resultados dos grupos quanto à qualidade de vida e os indicadores nos tempos três, seis e nove meses ao término do último tratamento instituído, clínico (exceto terapia endócrina), cirúrgico e radioterápico; correlacionar as caracteristicas sóciodemográficas e clínica com os indicadores qualidade de vida, o impacto do câncer, nível de distress e autoeficácia. Início: 2018. Produto: 1 Doutorado. Situação: em andamento. SUB-PROJETO 2 (Projeto contemplado CNPq UNIVERSAL, 2018): ESTUDO DE SOBREVIVENTES DE CÂNCER DE MAMA: ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL E VALIDAÇÃO DO INSTRUMENTO “WOMEN SURVIVORS STUDY” Breve descrição: estudo metodológico de adaptação transcultural e validação, que tem por objetivos: adaptar a nossa cultura e validar o instrumento para a Língua Portuguesa “WOMEN SURVIVORS STUDY”; adaptar culturalmente o instrumento, testar a validade e confiabilidade do instrumento na versão adaptada para a língua portuguesa do Brasil e caracterizar sobreviventes de câncer de mama na perspectiva socioecológica. Produto: 1 Mestrado. Situação: em andamento

Estudos dos processos de melhoria contínua em instituições de saúde

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Gestores que atuam em instituições da área da saúde tem a responsabilidade de conduzir bem os seus serviços, utilizando adequadamente os recursos, visando atender, não só satisfatoriamente, mas se possível, superar as expectativas de seus clientes. Todavia, nos dias de hoje, eles confrontam-se com uma pressão cada vez maior em demonstrar bons resultados econômicos além de otimizar os recursos limitados de que dispõem. Avaliar a qualidade em saúde, portanto, não é tarefa simples. Baseando-se na Teoria Geral dos Sistemas, cujos pressupostos básicos são a estrutura, o processo e o resultado, o médico e teórico libanês Avedis Donabedian considerou essa tríade como alvo da avaliação da qualidade em saúde. Por estruturas, entendem-se os recursos físicos, materiais, humanos, de informação e financeiros que são capazes de fornecer dados indiretos da qualidade dos cuidados despendidos. Processo é o ?próprio atendimento? o que foi realizado, ou seja, é a aplicação do conhecimento técnico-científico através de intervenções realizadas pelos profissionais de saúde. Por fim, o resultado é a consequência do atendimento realizado e além de sofrer influência direta e indireta da estrutura e do processo pode ser mensurado. Esses três aspectos da qualidade, portanto, tem uma importante relação não somente com o gerenciamento dos processos assistenciais, administrativos e educacionais, mas também com os aspectos relacionados à segurança do paciente minimizando eventos adversos que podem ocorrer.A ele, estão relacionados os seguintes subprojetos: Subprojeto 1: Análise da opinião dos enfermeiros sobre a utilização dos indicadores de qualidade da assistência de enfermagem estudante de graduação - Lais Martins de Santana - concluído em 2014. Subprojeto 2: Implementação do fluxograma do processo de atendimento ao usuário em Centro de Incentivo ao Aleitamento Materno - em desenvolvimento por estudante de graduação - Lais Marques Coelho e Silva bolsista do Programa de Bolsas de Iniciação à Gestão 2014 ? Universal - concluído em 2015. Subprojeto 3: Construção e validação de um instrumento de coleta de dados para prática segura na prescrição, distribuição e administração de medicamentos - Mestrado - Mônica Jordão de Souza Pinto - concluído em 2015. Subprojeto 4: Análise de eventos adversos em Unidade de Terapia Intensiva - Mestrado - Daniela Benevides Ortega - concluído em 2015. Subprojeto 5: Análise dos indicadores tempo de permanência no serviço e índice de satisfação para o gerenciamento da dor dos pacientes classificados como urgência relativa em Pronto Atendimento - Mestrado - Marcia Boessio dos Santos - concluído em 2017 Subprojeto 6: A percepção dos profissionais de enfermagem sobre a Cultura de Segurança em um hospital privado no município de São Paulo, em desenvolvimento por estudante selecionado para pós-graduação, mestrado - Eliana Ferreira de Melo concluído em 2017. Subprojeto 7: Conhecimento sobre erros de medicação da equipe de enfermagem de um hospital de pequeno porte do município de São Paulo - desenvolvido estudante graduação Cristiane Batista de Oliveira - concluído em 2015. Subprojeto 8: Extravasamento de quimioterápico: custo direto e intangível do evento adverso - Elaine Cristina Salzedas Muniz - em desenvolvimento Doutorado. Sub projeto 9: Aplicação da ferramenta Bow Tie como recurso para disseminação da política de segurança do paciente - Mestrado Daniela Akemi Costa, concluído em 2017. Sub projeto 10: Estudo de dois sistemas de classificação de pacientes cirúrgicos pediátricos - Em desenvolvimento aluna de graduação: Jéssica Aparecida Rolim Pontes. Concluído 2019. Sub projeto 11: Medição da qualidade em Centro Cirúrgico: quais indicadores deveríamos usar? - em desenvolvimento - aluna de graduação: Bárbara Peres Gama. Concluído 2019. Sub projeto 12: Metodologia Lean Seis Sigma para aumento do giro de leitos em CTI - Guilherme dos Santos Zimmermann - em desenvolvimento Mestrado. Sub projeto 13:Satisfação no ambiente de trabalho dos enfermeiros que atuam em Hospital de Ensino - Dilzabeth M I Yanarico - Concluído 2019. Sub projeto 14: Avaliação da cultura de segurança do paciente a partir das percepções da equipe de enfermagem - Camila Hidemi Danno - em desenvolvimento Mestrado

Estudos dos processos de melhoria contínua em instituições de saúde: atenção primária.

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

A qualidade dos serviços de saúde é vista por muitos como algo abstrato e nebuloso e seus conceitos não são precisamente bem definidos nem objetivamente mensurados, o que a torna um tema intuitivo. Todavia, o desenvolvimento da competência e da experiência prática, os componentes da qualidade podem ser precisamente definidos, e seus atributos possuírem medidas suficientemente acuradas servindo de base para monitorar e assegurar a qualidade na saúde. Dessa forma, é imprescindível o desenvolvimento de uma base científica para mensurar a efetividade e a eficiência, equilibrar a efetividade e os custos da assistência e identificar o que é mais efetivo e eficiente para a tomada de decisão na saúde. A avaliação da qualidade deve focar na natureza do cuidado, utilizando os componentes de estrutura, processo e resultado como um guia e não como um algo rígido, que limite os movimentos (1). Os serviços de saúde oferecem uma assistência complexa que envolve o paciente e sua relação com os diferentes níveis de atenção à saúde. Em resposta a esta demanda, os serviços de saúde, muitas vezes produzem resultados incertos por meios de erros e complicações indesejadas (2). Portanto, fazer a gestão da qualidade, implica necessariamente olhar para a segurança do paciente. A segurança do paciente é definida pela Organização Mundial de Saúde como, a diminuição do risco de danos desnecessários relacionados com as práticas de saúde, para um mínimo aceitável (1). Os serviços de atenção primária são caracterizados como a porta de entrada do sistema de saúde no Brasil. A expectativa é que este nível de cuidado ofereça acessibilidade e resolutividade às necessidades de saúde dos pacientes(3). Mesmo com esta forte atuação de cuidados de saúde exercidos pela atenção primária, são poucas as iniciativas de estudos voltados para Segurança do Paciente. Referência. 1. Donabedian A. The seven pillars of quality. Arch Pathol Lab Med. 1990;114(11):1115-8. 2. Fragata J, Sousa P, Santos RS. Organizações de saúde seguras e fiáveis/confiáveis. In: Sousa P, Mendes W, organizadores. Segurança do Paciente: criando organizações de saúde seguras. Rio de Janeiro, EAD/ENSP, 2014. p.17-36. 3. World Health Organization. Guidelines for safe surgery Safe surgery saves lives. World Health Organization, 2009 [Cited 2016 Jun 25]. Available from: http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/44185/1/9789241598552_eng.pdf 4. Oliveira MAC, Pereira IC. Atributos essenciais da Atenção Primária e a Estratégia Saúde da Família. Rev. bras. Enferm. 2013; 66 (Esp.): p.158-64. [Citado 2016 Jun 25]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672013000700020 Portanto, o presente projeto se constitui de iniciativas voltadas a estudar a qualidade e segurança do paciente na atenção primária, representados por diferentes subprojetos a saber: Subprojeto 1: Segurança do Paciente na Atenção Primária à Saúde: Análise dos Incidentes Near Miss na região sul do município de São Paulo - em desenvolvimento aluna Mestrado Meire Augusta Celestino Amaro.

Estudos sobre “segundas” e “terceiras vítimas”: cenário nas instituições de saúde

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Erros e eventos adversos acontecem nos processos assistenciais, com consequências diversas para os pacientes e afetam familiares, profissionais e instituições. O assunto não deve ser negligenciado, porque afeta os agentes diretos do cuidado, dentro os quais a equipe de enfermagem(1). As publicações brasileiras sobre “segunda vítima” são praticamente inexistentes, e sobre a “terceira vítima” mais ainda, o que espelha o desconhecimento e falta de valorização do assunto. No entanto, resultados das pesquisas apontam para a necessidade de promover melhorias no ambiente de trabalho e adequar o dimensionamento de pessoal para assistir, com segurança, o paciente em suas necessidades e estes fatores envolvem as estruturas organizacionais das instituições de saúde e os processos de trabalho(1,2). Movimentos para transformar as culturas institucionais em não punitivas têm se firmado timidamente, por meio de estruturas administrativas para apoiar os profissionais envolvidos nestes eventos. A instituição de um Programa Nacional de Segurança do Paciente, em 2013, pelo Ministério da Saúde, busca o desenvolvimento das organizações a estruturarem os processos de gerenciamento de riscos e desenvolverem a cultura de segurança, de modo a tornar o cuidado mais seguro e preservar a integridade profissional(3). Ainda um desafio a ser vencido. Portanto, se fazem necessários estudos sobre segunda e terceira vítima para subsidiar melhorias no sistema de saúde e promover o cuidado seguro ao paciente.

Ensino de gestão em enfermagem e seus desafios para a formação de enfermeiros

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Formar enfermeiros que atuem proativamente na administração da assistência de enfermagem, é um desafio que em tem sido vencido através da oferta de cursos de especialização lato sensu na Escola Paulista de Enfermagem, essa preocupação tem se manifestado através da oferta de cursos presenciais e à distância. A qualidade do ensino ofertada, os processos de ensino-aprendizagem e a atuação dos alunos é foco de investigação deste projeto. Subprojeto 1 - Criação de um instrumento de avaliação de Curso de Especialização Lato Senso Gestão em Enfermagem Modalidade à Distância. O estudo metodológico construirá e validará e aplicará um instrumento para avaliar cursos à distância. Início: 2013 Situação: concluído 2017 Subprojeto 2 - O processo de ensino aprendizagem no curso de especialização em educação continuada. Descrição: o projeto analisará como os alunos enfermeiros de um curso de educação continuada aprendem e reproduzem os modelos de processo de ensino aprendizagem em suas áreas de atuação tanto na saúde coletiva quanto na hospitalar. Início: 2010 Situação: concluído Subprojeto 3: Um olhar sobre o Curso de Especialização de Gerenciamento de Serviços de Enfermagem na UNIFESP e suas transformações: proposta de um modelo Descrição: O Curso de Especialização em Gerenciamento de Serviços de Enfermagem na UNIFESP foi criado em 1996 já tendo formado mais de uma centena de enfermeiros. No momento de grandes transformações pelas quais o mundo passa neste novo milênio, discute-se o perfil do novo trabalhador, e na área da saúde, dos enfermeiros. Estes devem possuir competências que os habilitem para o trabalho a fim de obterem resultados positivos e com eficiência, eficácia e efetividade. Os cursos de Pós-Graduação na modalidade Senso Lato buscam preparar para o mercado de trabalho através de uma proposta específica quanto à carga horária e normas para funcionamento. Assim este estudo pretende avaliar o curso específico ministrado na Unifesp e propor alterações no modelo a fim de melhor atender as demandas do mercado de trabalho.. Situação: concluído Subprojeto 4: o estágio curricular supervisionado em escolas do estado de São Paulo Descrição: O estudo de abordagem quantitativa entrevistará coordenadores de cursos e estágio curricular do estado de SP, objetivando compreender o funcionamento desta prática .Situação em andamento Subprojeto 5: O desenvolvimento do estagio curricular supervisionado e suas práticas pedagógicas. O estudo de abordagem qualitativa entrevistará coordenadores de estágio curricular de cursos de graduação em enfermagem objetivando conhecer como este é desenvolvido e as práticas pedagógicas utilizadas. Concluído Subprojeto 6: Avaliação da residência de enfermagem em um hospital de excelência de São Paulo. O estudo avaliará dois anos do programa de residência de enfermagem num hospital de referência objetivando conhecer a formação destes enfermeiros e sua inserção na prática profissional.Situação em andamento Subprojeto 7: O ensino de gerenciamento de recursos políticos para enfermeiros. O estudo de abordagem qualitativa entrevistar professores da área de enfermagem do estado do Paraná objetivando conhecer como é abordado os recursos políticos nesta disciplina. Situação em andamento. Subprojeto 8 : Evidências epistemológicas da Estrutura do conhecimento sobre administração em enfermagem. O estudo de caráter metodológico permitira elaborar uma taxonomia denominada “estrutura do conhecimento sobre administração em enfermagem”, validando-a com os pesquisadores da área. Em andamento Subprojeto 9 - Estudo sobre a empatia na área enfermagem, em prol de melhorar a qualidade e resultados da assistência e, consequentemente, melhorar a percepção do aluno paciente sobre seu atendimento. Para tanto, o presente trabalho se propõe a analisar a percepção de estudantes de enfermagem de universidade pública cerca da empatia. Os resultados permitirão conhecer como os futuros enfermeiros percebem a empatia nas suas vidas e como esta pode ser desenvolvida. (Letícia Serra Rondon - PIBIC - 01/04/2019).Em andamento.

Formação profissional para a integralidade no cuidado: articulando formação, avaliação e integração com o SUS

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Investigar a formação profissional em saúde a partir da integração universidade e serviços, dos processos avaliativos e de gestão do ensino, das práticas de humanização e de estratégias curriculares utilizadas para o desenvolvimento de competências para o trabalho em equipe com vistas ao aprimoramento do futuro profissional para a integralidade no cuidado. Criar e consolidar no período de execução do projeto dois núcleos disseminadores regionais, por meio de fomento de ações formativas, investigativas e trabalho conjunto na área do ensino na saúde. Subprojeto 1:As práticas de atenção plena como estratégia para o desenvolvimento das relações interpessoais em enfermagem - as praticas integrativas nos serviços de saúde tem crescido na última década a partir das possibilidades que as políticas públicas vem oferecendo aos profissionais de saúde. Assim atividades como meditação, mindfulness, acupuntura e outras tantas tem despertado a atenção destes profissionais. Neste estudo o mindfulness e o seu uso junto a profissionais de enfermagem na área hospitalar será desenvolvido, objetivando verificar essa prática junto às suas condições de saúde e qualidade de vida. Subprojeto 2: Estudo que objetiva a construção de um instrumento específico que possibilite a mensuração das competências interprofissionais para a gestão da clínica das condições crônicas alicerçado no Modelo de Atenção às Condições Crônicas e no perfil dos profissionais que atuam na APS, dos usuários e das políticas públicas relacionadas à APS e a atenção às condições crônicas. Esse instrumento também poderá contribuir na identificação das necessidades dos profissionais da APS, bem como nortear a educação permanente e a formação em saúde. Subprojeto 3: A gerência na ESF é tarefa de alta complexidade, tendo em vista que esta é uma estrutura complexa em que interagem múltiplos processos de trabalho. O Estudo que pretende validar 38 competências de gestores na Atenção Primária, estabelecendo as relevantes para o gerente que vai trabalhar nos centros de saúde da família.

O desafio dos gestores neste milênio: as competências gerenciais

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Atualmente o grande desafio para os enfermeiros que ocupam cargos gerenciais tem sido o seu desenvolvimento como líderes e o de seu grupo . Neste sentido identificar as competências gerenciais da equipe e aprimora-las ou desenvolve-las é um importante diferencial para a manutenção dos recursos humanos de qualidade nas instituições. Assim objetiva-se estabelecer o perfil de competências gerenciais requeridas no enfermeiro gestor de serviços de saúde e de propor o seu desenvolvimento nas equipes. Este Projeto de Pesquisa tem por finalidade analisar as competências do enfermeiro, nas dimensões quali-quantitativas, focalizando a área gerencial hospitalar, comunitária, de ensino e pesquisa e propor ações para desenvolve-las. Serão estudadas competências gerenciais do enfermeiro como a liderança, a criatividade, a gestão de carreira, a comunicação, a incorporação tecnológica, a educação permanente, o auto-desenvolvimento, o trabalho em equipe e outras para tornar-se pesquisador. Propõe-se ainda discutir diferentes aspectos do gerenciamento dos recursos humanos que interferem na gestão do cuidado. Subprojeto 1 – PROPOSTA PARA LEVANTAMENTO E FORMAÇÃO DOS MAPAS DE COMPETÊNCIAS DE UMA INSTITUIÇÃO HOSPITALAR DE SÃO PAULO Este estudo propõe implantar um Modelo de Gestão por Competências para a Enfermagem numa Instituição Hospitalar do estado de São Paulo, utilizando como referência modelo anteriormente criado pela pesquisadora. Serão mapeadas as competências dos colaboradores da equipe de enfermagem e elaborado o Mapa das Competências. A seguir serão propostos programas específicos para capacitação nas competências elencadas, bem como desenvolver modelo de seleção baseado nestas. Início 2009 Situação: Concluído Subprojeto 2: AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIA EQUIPAMENTO NO PROCESSO DE TRABALHO DO ENFERMEIRO NEONATAL: O SABER E O FAZER Estudo de Caso em dois Hospitais cujo foco é investigar, junto a enfermeiros, de Unidades de Terapia Intensiva Neonatal-UTIN, o conhecimento sobre este modelo de incubadora infantil e sua aplicação no processo de trabalho adotado, analisando a competência do enfermeiro na incorporação tecnológica desse novo modelo de equipamento, e, propor a partir dos resultados observados, uma intervenção educativa com o duplo propósito de a valiar o conhecimento dos enfermeiros de cada um dos Serviços e oferecer um processo didático para capacitação sobre o modelo do equipamento estudado, a ser executado de forma concomitante. Início: 2008 situação: concluído Subprojeto 3 – COMPETÊNCIAS GERENCIAIS DE ENFERMEIROS GESTORES Conhecer o perfil e competências de gerentes de enfermagem de serviços de saúde – hospitais, programa de saúde da família e serviço de atendimento móvel de urgência, bem como analisar as competências de liderança e negociação. Início 2007 Situação:Em andamento Subprojeto 4 - Competências gerenciais de enfermeiros que atuam no programa de saúde da família. Descrição: o estudo objetivará identificar as competências dos enfermeiros que atuam nas unidades do Programa de saúde da fAMÍLIA em diferentes áreas geográficas do país (São Paulo, Ceará e outros), buscando validá-las e testa-las na prática profissional. Inicio: 2009 Situação: Concluído Subprojeto 5: Título:LIDERANÇA AUTÊNTICA E SUA RELAÇÃO COM AS TAXAS DE ADESÃO AOS PROTOCOLOS DE PREVENÇÃO DE QUEDA, ÚLCERA POR PRESSÃO E FLEBITE. Descrição: Verificar o conhecimento dos enfermeiros sobre LA; Identificar a LA em enfermeiros e analisar a correlação existente entre a de LA identificada nos enfermeiros e a taxa de adesão aos protocolos de prevenção de Queda, Flebite e UP. Situação: Concluído Subprojeto 6: Titulo: Liderança Autêntica na perspectiva da equipe de enfermagem de uma Instituição Especializada. Descrição: Identificar o perfil de liderança autêntica da equipe de enfermagem. Identificar a liderança autentica de enfermeiros e técnicos de enfermagem; verificar o conhecimento da equipe de enfermagem sobre liderança autêntica ; Fazer uma comparação entre os dados: sexo, idade e laborais: nível acadêmico e experiência profissional versus potencialidades e fragilidades do líder autêntico nos dois grupos.CONCLUÍDO. Subprojeto 7: Análise do Impacto da Remodelagem do Modelo Assistencial do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Descrição: Compreender o impacto da Remodelagem do Modelo Assistencial das Unidades de Internação do HAOC sob a ótica de pacientes, Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem, Fisioterapeutas, Nutricionistas, Farmacêuticos e líderes assistenciais. CONCLUÍDO Subprojeto 8: O processo de tomada de decisão de enfermeiros em hospitais. Estudo metodológico onde criado um instrumento para desenvolver a competencia de tomada de decisão de enfermeiros que atuam em um hospital. Situação: Concluído Subprojeto 9: gerenciamento de conflito como competência de enfermeiros. Criação e validação de um instrumento para identificar os conflitos existentes em unidades de internação e o gerenciamento de enfermeiros. CONCLUÍDO Subprojeto 10: Instrumento de Referência para Avaliação de Desempenho baseado em Competências dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação das Universidades Federais Estabelecer as competências necessárias para o melhor desempenho de servidores técnico administrativos das universidades federais tem sido um enorme desafio desde que no início deste novo milênio estabeleceu-se que estes seriam avaliados através delas. Este estudo objetiva desenvolver, validar e aplicar um instrumento de avaliação de desempenho baseado em competências para estes servidores públicos. EM ANDAMENTO. Subprojeto 11 - Os conselheiros eleitos, detentores de cargos e funções nos Conselhos de Enfermagem, não são necessariamente qualificados técnica e cientificamente para o exercício do cargo ou função que lhes cabe, como agentes públicos, visto que a preparação e formação profissional em Enfermagem difere da preparação para a vida pública. Este estudo objetiva estabelecer e validar um perfil de competências necessárias aos membros eleitos dos Conselhos Federal e Regionais de Enfermagem, considerando os regramentos jurídicos da Autarquia Federal. Situação: em andamento. Subprojeto 12 - Os enfermeiros que atuam como Responsáveis Técnicos (RT) dos serviços de saúde com registro junto aos Conselhos Regionais de Enfermagem, têm sob sua influência o grupo de colaboradores que fazem parte da equipe de enfermagem – Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem e Auxiliares de Enfermagem, para os quais devem direcionar esforços no sentido de mantê-los capacitados e atualizados, a fim de que a assistência de enfermagem prestada seja de qualidade. Este estudo objetiva a Elaborar mapa e perfil de competências com validações para enfermeiros responsável técnicos de serviços de saúde. Situação: em andamento.

Cuidados de enfermagem em unidade de terapia intensiva: análise do processo e do resultado assistencial, aplicando-se índice de carga de trabalho e de gravidade da doença

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Ementa: Estudos que analisam o processo e o resultado do cuidado de enfermagem ao paciente crítico em Unidade de Terapia Intensiva. 1.1 Subprojeto: Delirium na unidade de terapia intensiva: análise das medidas preventivas não farmacológicas e dos fatores de risco. Descrição: Tendo em vista que um número maior de dias de delirium na UTI estão associados com maior mortalidade, o aumento dos esforços para prevenir, detectar e tratar o delirium são necessários. Sem estratégias de prevenção e de gestão adequadas para o delirium, a população idosa crescente irá enfrentar um aumento dos encargos de delirium e mortalidade ainda maior. Nesse contexto, a equipe de enfermagem é fundamental para implementar medidas de prevenção não farmacológica já que pode atuar em todos os níveis, seja na participação de protocolos de mobilização precoce e contenção mecânica, no gerenciamento de quartos com luz natural para os pacientes com fatores de risco para delirium e no estímulo à presença e participação de familiares durante a internação dos pacientes na UTI. Assim, o objetivo deste estudo é identificar entre as medidas não farmacológicas como presença de luz natural, mobilização precoce, presença de acompanhante e ausência de contenção física, aquelas que previnem ou reduzem a ocorrência de delirium na UTI. Concluído 1.2. Subprojeto: Lesão por pressão em pacientes críticos com nutrição enteral: análise da adequação caloórico-proteica. A terapia nutricional nos pacientes críticos tem como metas a preservação da massa muscular magra e o fornecimento de adequadas quantidades de calorias e proteínas.Portanto, verificar em quanto tempo o paciente crítico atinge ou não as metas calóricas e proteicas torna-se importante para evitar desfechos desfavoráveis durante a internação hospitalar. Ressalta-se que o estabelecimento de uma meta nutricional ao paciente de UTI deve ser estabelecida por uma equipe multidisciplinar com conhecimento clínico e nutricional. Contudo, o de paciente de UTI está mais susceptível a intercorrências o que pode contribuir para o não alcance das metas calóricas e proteicas. Considerando esse contexto, pretende-se realizar este estudo com o objetivo de verificar a associação entre o tempo de alcance das metas calórica e proteica e ocorrência de lesão por pressão em pacientes de UTI. Concluído. 1.3. Subprojeto: Caracterização e análise dos fatores relacionados ao uso da restrição mecânica em pacientes internados na unidade de terapia intensiva. A restrição mecânica (RM) é frequentemente utilizada em pacientes críticos com finalidade de proteção aos que apresentam alterações comportamentais ou de consciência que possuem riscos para quedas, traumas, contaminação, deslocamento de dispositivos invasivos como sondas, drenos e cateteres que podem resultar na interrupção do tratamento. Assim, pretende-se analisar a associação do uso da RM considerando as características pessoais e clínicas de pacientes de UTI e frequência de perda de dispositivos pelos pacientes. Situação: concluído. 1.4. Subprojeto: Avaliação do risco para lesão por pressão em pacientes críticos na UTI. Considerando o contexto da UTI e a suscetibilidade do paciente crítico à lesão por pressão (LP) e diante da EVARUCI adaptada transculturalmente para o português brasileiro, instrumento específico, de fácil e rápida aplicação para avaliação de risco para LP em pacientes críticos, este projeto pretende analisar a ocorrência de LP em pacientes de UTI, cuja avaliação de risco para esse tipo de lesão foi realizada por meio da EVARUCI. Assim, os objetivos do estudo são: verificar a associação entre LP e variáveis demográficas, motivo de internação, tempo de internação, gravidade da doença, risco para LP e condições de saída e identificar fatores de risco independentes para LP. Situação: concluído. 1.5. Subprojeto: Idosos fragilizados em Unidade de Terapia Intensiva: análise da morbidade, mortalidade e carga de trabalho de enfermagem. O número de idosos é crescente e consequentemente, maior é o quantitativo de idosos hospitalizados, refletindo nas admissões em Unidades de Terapia intensiva (UTIs). A prevalência e condição de fragilidade dos idosos que são admitidos nas UTIs, bem como os principais desfechos e a carga de trabalho de enfermagem dispendida para o cuidado dos idosos são pouco conhecidas Assim, pretende-se verificar e comparar a prevalência, as características sociodemográficas e clínicas de pacientes idosos fragilizados e não fragilizados e a relação com carga de trabalho de enfermagem no período de maior criticidade da internação em UTIs. Situação: em andamento.

Morbidade decorrente de lesões traumáticas: análise das complicações, da capacidade funcional pós-trauma e dos indicadores de resultados

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Diante da magnitude da mortalidade e morbidade decorrente das causas externas, da existência de sistemas integrados de assistência ao trauma e da ausência de critérios para avaliar o processo de atendimento, pretende-se estudar a morbidade e mortalidade em trauma. Subprojeto 1 - Morbidade hospitalar decorrente de lesões traumáticas: análise dos fatores de risco relacionados às complicações .Descrição:As complicações que surgem no período de tratamento das lesões traumáticas são importantes causas de morbidade e mortalidade hospitalar. Os objetivos do estudo foram: Identificar as complicações e os fatores de risco relacionados às complicações em pacientes de trauma durante a internação hospitalar. Situação: concluído Subprojeto 2 - Morbidade hospitalar decorrente de lesões traumáticas: análise das complicações de acordo com a gravidade da lesão e do trauma. Descrição: As complicações no trauma são multifatoriais relacionando-se às próprias lesões, às suas consequências, às terapêuticas estabelecidas, às comorbidades e à idade do paciente. Além dos fatores citados, as complicações também podem estar relacionadas aos eventos adversos que possam ocorrer ao longo do processo assistencial. Este estudo pretende analisar as complicações apresentadas pelos pacientes de trauma durante a internação hospitalar relacionando-as com a gravidade da lesão e do trauma. Situação: concluído. Subprojeto3 - Fatores associados à ocorrência de complicações em pacientes com queimaduras. As lesões por queimaduras são importante causa de hospitalização, morbidade, mortalidade, além de impactar em elevados custos relacionados aos cuidados de saúde, tanto hospitalares como de reabilitação. A maioria dos estudos relacionados a essa temática abordam as complicações infecciosas, sendo que estudos que avaliam outras complicações, além da gravidade do trauma, são de extrema importância. Tendo em vista que muitas das complicações são potencialmente evitáveis, uma análise pormenorizada que contemple a gravidade da queimadura, do trauma e as lesões inalatórias pode contribuir para implementação de estratégias focadas na melhoria do processo assistencial. o objetivo deste estudo foi verificar a associação das complicações em pacientes queimados com a gravidade da queimadura e do trauma, ocorrência de lesão inalatória, tempo de internação e mortalidade hospitalar. Situação: concluído.

Sistema de informação e indicadores de qualidade em trauma: análise da morbimortalidade decorrente de lesões traumáticas por acidentes de trânsito

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

A magnitude da morbimortalidade decorrente de acidentes de trânsito, a existência de sistemas integrados de atendimento ao trauma, a dificuldade de integração das fontes de dados de morbimortalidade e a ausência de critérios para avaliar a qualidade da assistência às pessoas com lesões traumáticas, levaram à realização deste estudo cujos objetivos são implementar um Registro Prospectivo de Trauma com tecnologia para garantir a qualidade da coleta e armazenamento de dados e, analisar os fatores relacionados ao processo da assistência aos pacientes de trauma associados a mortalidade, tempo de internação e resultado após a hospitalização, com vistas à identificação de indicadores da qualidade da assistência. 3.1.Subprojeto - Pacientes com lesões traumáticas decorrentes de acidentes de trânsito: análise do tempo de permanecia na sala de emergencia. Este estudo visa analisar o tempo de permanencia na sala de emergência para identificar fatores associados à morbidade e mortalidade de vítimas de acidente de trânsito, com vistas à identificação de indicadores da qualidade da assistência. Situação: Concluído. 3.2.Subprojeto – Morbimortalidade hospitalar de idosos vítimas de acidente de trânsito: análise das complicações pós trauma. A perda de visão, de audição, dificuldade de locomoção, aumento do tempo de reação e declínio da velocidade de julgamento decorrentes do processo de envelhecimento, torna os idosos vulneráveis aos acidentes de transito. Essas alterações fisiológicas somadas ao trânsito urbano desorganizado, com crescimento desenfreado, baixa acessibilidade e com diversas barreiras arquitetônicas, contribuem para que o idoso seja o grupo etário mais vulnerável aos incidentes no trânsito. Assim, analisou se o impacto das complicações pós trauma em idosos vítimas de incidentes no trânsito que necessitaram de internação hospitalar, tendo como objetivos do estudo: identificar as complicações pós trauma em idosos vítimas de incidentes no trânsito durante a internação hospitalar e, comparar a mortalidade e o tempo de internação hospitalar dos idosos com e sem complicações pós trauma. Situação: em andamento 3.3.Subprojeto - Morbidade e mortalidade de motociclistas com lesões traumáticas resultantes de incidentes no trânsito. O aumento da frota de motos resultou no aumento do número de incidentes motociclísticos, em especial, considerando a legislação brasileira que autoriza a circulação das motos nos corredores entre os carros, desrespeito às leis do trânsito e ao limite de velocidade e pouca fiscalização. A vulnerabilidade do condutor e passageiro da motocicleta no impacto mostra um panorama assustador: diariamente em todo o mundo cerca de 3.000 pessoas morrem em incidentes motociclísticos e 30.000 sofrem lesões graves. Os motociclistas têm sete vezes mais risco de morte e quatro vezes mais risco de lesão corporal. O objetivo deste estudo é identificar fatores associados à morbidade e mortalidade hospitalar de motociclistas com lesões traumáticas, considerando a gravidade da lesão e do trauma. Situação: em concluido 3.4.Subprojeto – Complicações pós trauma em pacientes com lesões traumáticas decorrentes de incidentes de trânsito: análise da morbidade e mortalidade. As complicações relacionadas ao trauma resultam em aumento da mortalidade, morbidade, do tempo de internação hospitalar, dos custos, de readmissões hospitalares não planejadas, além de impactar na capacidade funcional e na qualidade de vida do indivíduo. A ocorrência de complicações nos pacientes vítimas de trauma é um dos indicadores de qualidade da assistência descritos pelo American CollegeofSurgeonsCommitteeon Trauma (ACSCOT). O conjunto de indicadores proposto pelo ACSCOT, conhecidos como filtros auditores, foi idealizado com o propósito de favorecer a aderência às boas práticas do processo assistencial e melhorar a qualidade da assistência. Em reconhecimento a magnitude dos incidentes de trânsito, este estudo visa verificar a associação entre ocorrência de complicações com a gravidade da lesão e do trauma, tempo de internação, mortalidade hospitalar e comprometimento funcional. Situação: em andamento. 3.5. Subprojeto -Tempo de atendimento pré-hospitalar no desfecho dos pacientes de acidentes de trânsito.A consolidação do SAMU 192 no atendimento às vítimas de trauma e os esforços do Ministério da Saúde na manutenção da Política Nacional de Atenção às Urgências e a instituição da Linha de Cuidado ao Trauma indicam a necessidade de verificar seus resultados na assistência prestada às vítimas de acidente de trânsito no contexto da urgência e emergência. Objetivo: Analisar os desfechos dos pacientes com lesões traumáticas decorrentes de acidente de trânsito que receberam atendimento pré-hospitalar pelo SAMU 192 e foram hospitalizados.Situação: em andamento 3.6. Subprojeto - A Linha de Cuidado ao Trauma(LCT) foi implantada no hospital Municipal Doutor José de Carvalho Florence (HMJCF), um hospital geral referencia no atendimento de urgencias e emergencias, 100 % SUS, no Vale do Paraiba, em 2014. A finalidade da implantação foi sitematizar a assistencia e reduzir o tempo de internação por meio do acompanhamento dos indicadores, da prevenção de eventos adversos, interação da equipe multidisciplinar e preparação do paciente e familia para a alta hospitalar.Para conhecer os resultados da implantação da LCT no HMJCF, pretende-se realizar este estudo para analisar se as etapas do atendimento pré-hospitalar e as ações hospitalares implementadas no cuidado às vítimas de acidente de trânsito alteraram o tempo de internação, ocorrência de eventos adversos e mortalidade. Situação: em andamento

Validação e desempenho de instrumentos de medida em cuidados intensivos

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Desenvolve pesquisas metodológicas com abordagem quantitativa, para analisar propriedades psicométricas (confiabilidade e validade) de escalas utilizadas em pacientes críticos de Unidade de Terapia Intensiva e em pacientes de trauma. Além disso, inclui estudos para analisar o desempenho de instrumentos de medida utilizados em trauma e cuidados intensivos. 4.1 Subprojeto: Predição de risco de lesão por pressão em UTI. Descrição: A lesão por pressão é considerada um evento adverso e sua incidência nas instituições de saúde é um indicador de qualidade da assistência, com isso a melhor maneira de diminuir sua incidência são medidas de prevenção. As escalas de predição de risco de úlcera por pressão são ferramentas que auxiliam o enfermeiro na avaliação do paciente e devem estar associadas ao julgamento clínico e a definição de metas do cuidado buscando a prevenção. A utilização de uma escala adequada no ambiente de terapia intensiva pode trazer benefícios na diminuição da incidência de UP através de utilização de medida de proteção. O objetivo do estudo é identificar as escalas que avaliam o risco para UP em adultos utilizadas em pacientes críticos de UTI e verificar entre as escalas de avaliação de risco para UP em adultos as que melhor predizem o risco para ocorrência dessa lesão em pacientes críticos de UTI. Situação em andamento

Acompanhamento de políticas públicas para a busca de vida saudável

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Subprojeto 1- Título: Determinando a influência do processo, da estrutura e das redes relacionais interprofissionais nos programas de doação de órgãos em Ontário.Inicio: 2014. Situação: em andamento. Subprojeto 2 – Título: A dor do parto e a autonomia da mulher: considerações bioéticas. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, descritivo e exploratório, propondo-se a realização de uma análise retrospectiva, dado que a questão proposta para o estudo possibilita a comparação de relatos de pessoas diferentes que tiveram uma experiência similar e o levantamento de dados será feito com mulheres que já passaram pela experiência da dor do trabalho de parto. Desenvolvido em parceria com Dra Patricia Rodney da University of British Columbia - UBC/Applied Science/Nursing. Situação: em andamento. Subprojeto 3 – Título: Fatores relacionados à adesão ao exame mamográfico: Uma visão Transcultural. Desenvolvido em parceria com Fuchsia Howard. University of British Columbia - UBC/ Escola de Enfermagem. Situação: em andamento

Avaliação de políticas, programas e serviços de atenção à saúde reprodutiva.

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Descrição: desenvolve estudos de avaliação dos serviços de atenção obstétrica, para estabelecer indicadores de desempenho institucional adequados para apoiar a administração dos serviços e propiciar a tomada de decisão para melhoria da assistência à saúde da mulher. Subprojeto 1: Título; Efeitos do uso do cálcio para avaliação da eficácia e segurança no tratamento de gestantes com hipertensão gestacional: ensaio clínico randomizado. Início: 2015 Situação: EM ANDAMENTO.

Avaliação do gerenciamento do tecido ocular da central de transplantes de São Paulo

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

O principal desafio na distribuição de córneas realizada por uma Central de Transplantes é a otimização da utilização dos tecidos e o tempo deste processo. Subprojeto 1: Título: Distribuição de tecido ocular no Estado de São Paulo: análise sobre motivo de descarte de córneas. Descrição: Objetivo: identificar os motivos de recusa de córneas ofertadas no Estado de São Paulo (IC). Início: 2014 Situação: concluído. Subprojeto 2. Título: CAUSAS DE PERDA DE POTENCIAIS DOADORES DE ÓRGÃOS E TECIDOS NOS PRINCIPAIS HOSPITAIS NOTIFICADORES DO ESTADO DE SÃO PAULO. Início; 2016. Situação: em andamento.

Impacto do atendimento multiprofissional na adesão ao transplante de fígado

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Trata-se de estudo inédito com equipe multiprofissional, sobre a mensuração de adesão ao paciente transplantado de fígado, e o impacto da equipe multiprofissional sobre essa variável. A não adesão pós transplante deve ser considerada como uma síndrome. Além de identificar aspectos relacionados a Qualidade de Vida, Sobrevida e religiosidade dos candidatos a Tx e pacientes transplantados. Subprojeto 1. Título: Relação entre a religiosidade, qualidade de vida e sintomas ansiosos e depressivos em pacientes em lista para transplantes. Início: 2016. Situação: em andamento.

Fatores de risco cardiovasculares da população brasileira

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Estudo com o objetivo de avaliar os fatores de risco cardiovasculares da população brasileira e identificar o impacto de intervenções para redução destes fatores. Tendo como objetivos específicos: identificar os fatores de risco cardiovasculares de mulheres internadas; identificar os fatores de risco cardiovasculares dos profissionais de enfermagem; avaliar o impacto da atividade física para redução de obesidade e sobrepeso de adolescentes campesinos; identificar o impacto da ansiedade e depressão na morbidade e mortalidade de pacientes com síndrome coronariana aguda; avaliar a presença de fatores de risco cardiovasculares que reinternam por síndrome coronariana aguda; identificar na literatura os fatores de risco cardiovasculares de profissionais da enfermagem; identificar os fatores de risco cardiovasculares dos alunos da graduação em enfermagem; identificar os fatores de risco cardiovasculares de pacientes que se submetem ao cateterismo cardíaco e angioplastia; identificar a ansiedade, depressão e estresse de familiares conviventes de pacientes com insuficiência cardíaca atendidos ambulatorialmente; identificar o impacto de um programa de atividade física na redução da obesidade e excesso de peso de escolares.

Uso do vídeo educacional durante a simulação do banho no leito e da sondagem vesical de demora como estratégia de ensino para o curso de graduação em enfermagem

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Novas metodologias de ensino vêm sendo implementadas com o intuito de melhorar o desempenho de habilidades de alunos do curso de graduação. O presente estudo se insere na linha de pesquisa Fundamentos, métodos, processos e tecnologias em enfermagem e saúde da Escola Paulista de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo e abrange dois subprojetos de pesquisa, ambos relacionados à elaboração e validação de vídeo educacional a ser utilizado como estratégia de ensino para alunos do curso de graduação em Enfermagem. A primeira proposta tem como objetivo elaborar e validar um vídeo educacional sobre a sondagem vesical de demora (masculina e feminina). O segundo subprojeto visa elaborar e validar um vídeo educacional sobre o banho no leito e, posteriormente avaliar a eficácia da utilização do vídeo durante a simulação deste procedimento. Os vídeos educacionais serão elaborados e validados seguindo os quatro passos propostos por alguns autores: 1) construção do roteiro do vídeo educacional após revisão da literatura e baseado em um procedimento operacional padrão validado por um grupo de docentes da Escola Paulista de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo, 2) validação de conteúdo do roteiro do vídeo por um grupo de docentes da disciplina de Enfermagem Fundamental e por enfermeiros assistenciais, 3) gravação do vídeo por um técnico da área de criação de vídeo educacional e 4) validação do vídeo por alunos do Curso de Graduação em Enfermagem. A etapa clínica do segundo subprojeto será desenvolvida com a finalidade de investigar a eficácia do vídeo educacional durante a simulação do banho no leito no desempenho de habilidades dos alunos de graduação. Esta etapa será um ensaio clínico randomizado. A amostra será constituída por alunos do segundo ano de graduação em Enfermagem que serão divididos em dois grupos: grupo intervenção (alunos que simularão o banho no leito utilizando o vídeo educacional) e grupo controle (alunos que simularão o banho no leito sem o vídeo educacional). O desfecho primário a ser avaliado será o desempenho de habilidades dos alunos frente ao procedimento do banho no leito, que será avaliado em dois momentos (antes e após a simulação) por meio de um checklist previamente elaborado e validado. Acredita-se que a utilização de novas estratégias de ensino, como o uso da simulação com o vídeo educacional possibilitará o aprimoramento do desempenho de habilidades dos alunos de graduação de Enfermagem e, consequentemente, melhorará a qualidade dos cuidados de enfermagem, garantindo a segurança do aluno e do paciente. 2014 Em Andamento

Cuidado e práticas integrativas e complementares em saúde em contextos de vulnerabilidade social

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

As práticas integrativas e complementares atuam na prevenção de doenças e na promoção, manutenção e recuperação da saúde. Ancoram-se em um modelo de atenção humanizada, centrada na integralidade da pessoa, na visão ampliada do processo saúde-doença e na promoção global do cuidado humano, especialmente do autocuidado. Considerando a necessidade de produzir evidências científicas relacionadas ao impacto de práticas integrativas sobre condições de vida e saúde das pessoas, bem como a necessidade de superação das iniquidades em saúde, que expressam barreiras de acesso aos serviços públicos, este projeto debruça-se sobre a utilização de práticas integrativas e complementares em saúde como práticas de cuidado e autocuidado, para populações em situação de vulnerabilidade social, e suas repercussões. Subprojeto 1: Meditação em compaixão e vulnerabilidades: combinações possíveis para o estado de bem-estar individual e coletivo. Descrição: Será desenvolvido um estudo com métodos mistos, com o objetivo de avaliar os efeitos do programa do CBCT® - Compassion Training aplicado à voluntários em uma Organização Não Governamental, que vivem e trabalham com população em situação de vulnerabilidades. Situação: em andamento. Subprojeto 2: Efeitos da meditação em compaixão sobre o bem-estar e a resiliência de pessoas em contextos de vulnerabilidade social. Descrição: Estudo descritivo, com abordagem qualitativa, cujo objetivo é compreender a influência da meditação em compaixão sobre o bem-estar e a resiliência de pessoas em contextos de vulnerabilidade social. Situação: em andamento.

Efeitos da meditação e terapia Reiki sobre a inteligência emocional, estresse e resiliência de estudantes e profissionais de enfermagem

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

A utilização de práticas integrativas e complementares entre estudantes e profissionais de saúde é crescente, sobretudo na área da Enfermagem. Neste estudo avaliativo, reúnem-se duas investigações complementares, com abordagem quantitativa. A primeira tem como objetivo avaliar os efeitos de um Programa de Mindfulness sobre a Inteligência Emocional e Resiliência de profissionais de enfermagem, que exercem cargos de liderança, através de uma pesquisa com desenho experimental cruzado (crossover), medição pré-teste, pós-teste e follow-up, em amostra randomizada com grupo de intervenção e grupo controle. Na segunda, mediante um estudo de caso-controle, tem-se o objetivo de avaliar os efeitos de um Programa de terapia Reiki sobre o estresse e a resiliência de estudantes de um curso de Graduação em Enfermagem. As coletas de dados ocorrerão por meio de questionários: Medida de Inteligência Emocional (MIE), Escala de Resiliência de Connor-Davidson (CD-RISC 10) e Questionário das Cinco Facetas de Mindfulness (FFMQ), para o primeiro estudo. E, no segundo, Escala de resiliência para estudantes de Ensino Superior, Escala de estresse percebido e um questionário sociodemográfico, acrescido de informações sobre o conhecimento de Reiki dos participantes. A intervenção de mindfulness será realizada por meio de práticas formais e informais de meditação, em oito encontros (um a cada semana), com duração de 2 horas cada um. A intervenção de reiki se dará em três sessões (uma a cada semana), com duração de 45 minutos cada e aplicação em 12 posições de imposição das mãos. Por fim, os escores serão analisados estatisticamente com recursos do Software R versão 3.5. Subprojeto 1: Efeitos de um programa de Mindfulness sobre a inteligência emocional e a resiliência de enfermeiros em cargos de liderança. Descrição: Estudo com o objetivo de avaliar os efeitos de um Programa de Mindfulness sobre a Inteligência Emocional e Resiliência de profissionais de enfermagem que exercem cargos de liderança, através de uma pesquisa com desenho experimental cruzado (crossover), medição pré-teste, pós-teste e follow-up, em amostra randomizada com grupo de intervenção e grupo controle. Situação: em andamento. Subprojeto 2: Efeitos da terapia Reiki sobre o estresse e a resiliência entre estudantes de Enfermagem. Descrição: Estudo do tipo caso-controle, com o objetivo de avaliar os efeitos de um Programa de terapia Reiki sobre o estresse e a resiliência de estudantes de um Curso de Graduação em Enfermagem. Situação em andamento.

O cuidado clínico de mulheres e crianças nas dificuldades da amamentação

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Estudo que visa explorar, no âmbito clínico, as dificuldades das mulheres e crianças em fase de lactação. Este projeto irá avaliar o manejo das lesões mamilares, por meio de ensaio clínico randomizado. Um dos objetivos do estudo é analisar a duração do efeito analgésico do laser em baixa potência por meio da comparação do nível da dor mamilar entre as mulheres do grupo controle e experimental. A população do estudo será composta por puérperas internadas em alojamento conjunto o que apresentarem lesão e dor mamilar. Serão incluídas àquelas com o diagnóstico de lesão mamilar, em aleitamento materno na mama lesionada e que apresentaram dor durante o processo, internadas no sistema de alojamento conjunto, com filho nascido a termo e peso igual ou maior a 2500 gramas. Os critérios de exclusão serão: mulheres com mamilos malformados (invertidos ou pseudo-invertidos), patologia maligna, uso de qualquer substância tópica na região mamilo areolar (exceto leite materno), fotossensibilidade e quaisquer reações adversas a irradiação da luz solar. A intervenção consiste na irradiação de laser vermelho (660 nm, 100 mW, spot 0,03mm, pontual em contato com a pele) no mamilo lesionado. A coleta de dados será realizada após a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo, aprovação do Hospital Maternidade no qual será realizado o estudo e assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido da participante.

Prevenção e promoção da saúde materno infantil com ênfase no aleitamento materno

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

O estudo tem como objetivo avaliar o manejo do aleitamento de mulheres que amamentam após a alta hospitalar na perspectiva do acompanhamento da prevenção e promoção da prática do aleitamento pela equipe de saúde da Rede de atenção no Brasil. Trata-se de um estudo transversal, multicêntrico realizado em serviços de saúde do Brasil. Dentre os objetivos, pretende-se analisar prontuários de registro de atendimento de mulheres que apresentarem diagnóstico de mastite lactacional como um dos possíveis problemas relacionados ao risco de desmame. Os dados serão analisados por meio da estatística descritiva e testes específicos conforme os objetivos propostos.

Prevenção e assistência às vítimas de violência sexual e doméstica

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Este projeto tem por objetivo formar uma rede de atendimento e acolhimento para mulheres, crianças, idosos e homossexuais que sofreram violência e capacitar profissionais do complexo UNIFESP e Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) Hospital São Paulo e outros, para além do atendimento, o acolhimento das vítimas até a "reconstrução" da sua auto-estima e do seu retorno ao meio social. Início: 2009 Subprojeto 1: Cursos de Capacitação em prevenção da violência: o impacto sobre os profissionais do setor de saúde. Descrição: esta pesquisa mostrou a maior efetividade do curso mais longo, devido às estratégias de ensino fundamentadas em discussão de casos e contato com serviços de atendimento às vítimas. Os profissionais sentiram-se melhor preparados para identificar e atender vítimas de violência após os cursos. Constatou-se necessidade da inclusão efetiva da disciplina “Prevenção e assistência às vitimas de violência” nos currículos dos cursos da área da saúde. Início: 2012 Situação: término em 2012 Subprojeto 2: Mulheres em situação de violência: ressignificando as práticas dos profissionais na Estratégia Saúde da Família. Sub-projeto 3 Estratégias de intervenções para prevenção do bullying escolar: uma revisão integrativa. Descrição: Os resultados das estratégias abordadas nesse estudo foram positivos, a maioria obteve uma redução significativa da violência escolar, houve um maior entendimento das questões que envolvam o bullying, foram colaborativas para o desenvolvimento de cidadania, tiveram estratégias que criaram um ciclo autossustentável de prevenção que foi além do assédio moral, abordando também a obesidade infantil e saúde mental. Vários pontos foram destacados nesta revisão interativa ficando evidente após leitura, que os programas anti-bullying devem entender às escolas como sistemas dinâmicos e complexos. As estratégias a serem desenvolvidas devem considerar sempre as características sociais, econômicas e culturais da sua população. Estratégias de prevenção do bullying podem ajudar os governos a garantir condições seguras e saudáveis de aprendizagem e de trabalho. A redução do bullying na escola significa uma população mais saudável, mais feliz e mais produtiva. Início: 2012 Término: 2012 Subprojeto 4: ASSISTÊNCIA ÀS MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DE GÊNERO PRESTADA POR PROFISSIONAIS DA ESF. Descrição: Pesquisa -ação- avaliação da assistência às mulheres vítimas de violência de gênero prestada por profissionais da ESF. Início: 2011 Situação: 2013 Subprojeto 5: HOMOSSEXUALIDADE E AMOR ROMÂNTICO: A VULNERABILIDADE DE JOVENS HOMOSSEXUAIS M ASCULINOS ÀS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS E AIDS. Descrição. Estudo qualitativo com o objetivo de conhecer as histórias de vida de jovens homossexuais masculinos portadores de DST e/ou HIV/AIDS que se auto identificam como românticos ou com amor romântico e, desvelar as possíveis relações do amor romântico com a vulnerabilidade as DST e/ou AIDS nesses jovens. Inicio; 2009 Situação: 2010. Sub-projeto 6: Violência e Saúde Mental Materna: Avaliação no Pré-Natal e Puerpério (Vinculado ao NUPREVI). Início: 2014. Término: 2015. Sub-Projeto 7: ASSISTÊNCIA INTEGRAL A SAÚDE DA MULHER E O ENSINO NA GRADUAÇÃO DE COMO ABORDAR e RASTREAR A VIOLÊNCIA DURANTE A GRAVIDEZ. Início: 2015 Término: 2016. Sub-Projeto 8: VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA A MULHER NO MUNICÍPIO DE CRUZEIRO DO SUL, ACRE. Descrição: Caracterizar a violência doméstica contra a mulher em Cruzeiro do Sul, Acre. Pesquisa de abordagem quantitativa, com desenho transversal, mediante aplicação de questionário em amostra representativa de 320 mulheres, usuárias das Unidades Básicas de Saúde (UBS) da zona urbana do município de Cruzeiro do Sul/AC, no período de agosto de 2013 a fevereiro de 2014. Início: 2012 Término:2014. Sub-Projeto 9: CONSTRUINDO A RESILIÊNCIA EM MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA CONJUGAL: UMA CONTRIBUIÇÃO DA ENFERMAGEM Descrição: Compreender a trajetória de vida das mulheres; Analisar os atributos, fatores de proteção e competências favoráveis à construção da resiliência por mulheres que venceram a situação da violência conjungal; Intervir estrategicamente, buscando razões capazes de motivar, empoderar e transformar a população alvo as mulheres que sofrem violência a partir da experiência daquelas resilientes. Início: 2016. Situação em andamento. Sub-projeto 10: AVALIAÇÃO DAS OFICINAS DE AUTOESTIMA PARA MULHERES QUE SOFREM VIOLÊNCIA Descrição: avaliou a efetividade das oficinas de autoestima na vida de mulheres em situação de violência e analisou a percepção dessas mulheres sobre sua autoestima. Início: 2016. Término:2019.

Atenção à saúde sexual, clínica e reprodutiva da mulher.

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Estudos e pesquisas que buscam contribuir para a melhoria da qualidade da assistência prestada a mulher na saúde sexual e reprodutiva. Descrição: Estudos e pesquisas que buscam contribuir para a melhoria da qualidade da assistência prestada à mulher na saúde sexual e reprodutiva. Suprojeto 1: Estudo clínico prospectivo, comparativo, aberto, paralelo, multicêntrico e randomizado para avaliação do efeito da associação drospirenona e etinilestradiol (uso estendido versus uso com pausa) nos sintomas relacionados ao ciclo menstrual Descrição: Objetivo primário: Demonstrar a não inferioridade do uso da associação de drospirenona 3 mg e etinilestradiol 20mcg (iumi FX , Libbs Farmacêutica Ltda) em regime estendido quando comparado ao uso do Yáz (Bayer Schering Farma) após seis ciclos de regime com pausa, no tratamento de sintomas relacionadas ao ciclo menstrual. Situação: concluído. Subprojeto 2: Parâmetros clínicos e neuroendócrinos do estresse: ensaio clínico randomizado e controlado sobre o uso intervenções não farmacológicas para alívio da dor do trabalho de parto. Descrição: avaliar a percepção da dor, ansiedade, sinais vitais e parâmetros neuroendócrinos do estresse por meio da dosagem dos hormônios salivares cortisol, beta-endorfina, epinefrina e noradrenalina, durante o trabalho de parto sob efeito das intervenções não farmacológicas banho quente de aspersão e utilização da bola suíça de modo isolado e conjunto. Situação: Concluído Subprojeto 3: Avaliação da percepção da dor e da ansiedade durante o trabalho de parto sob efeito das intervenções não farmacológicas banho quente de aspersão e utilização da bola suíça de modo isolado e conjunto. Trata-se de um estudo clínico, randomizado e controlado. Situação: Concluído Suprojeto 4: Resultados Maternos e Perinatais pós intervenções não farmacológicas para alívio da dor e ansiedade no trabalho de parto: ensaio clinico, randomizado e controlado. Tem como objetivo analisar os efeitos clínicos das intervenções não farmacológicas banho quente e exercício perineal com bola suíça, para o alívio da dor e ansiedade no trabalho de parto em parturientes, fetos e recém-nascidos. Descrição: Avaliar o efeito das intervenções não farmacológicas para o alívio da dor e ansiedade no trabalho de parto frente às repercussões clínicas e obstétricas maternas e clínicas perinatais. Situação: Concluído Subprojeto 5: Essências florais: efeitos no alivio da dor, ansiedade, parâmetros clínicos e neuroendócrinos do estresse no trabalho de parto. Descrição: Trata-se de um ensaio clínico experimental, randomizado, duplo cego e controlado no qual será utilizado um desenho pré e pós-intervenção com medidas repetidas entre dois grupos de parturientes a fim de analisar os efeitos das essências florais como terapia não farmacológica durante o trabalho de parto. Situação: em andamento Subprojeto 6: Efeitos maternos e perinatais com o uso de essências florais no trabalho de parto: ensaio clínico, randomizado e controlado. Tem como objetivo analisar os efeitos clínicos das essências florais como terapia não farmacológica durante o trabalho de parto em parturientes, fetos e recém-nascidos. Descrição: Trata-se de um ensaio clínico experimental, randomizado, duplo cego e controlado no qual será utilizado um desenho pré e pós-intervenção com medidas repetidas entre dois grupos de parturientes a fim de avaliar o efeito das essências florais como terapia não farmacológica durante o trabalho de parto frente às repercussões clínicas e obstétricas maternas e clínicas perinatais. Situação: em andamento Subprojeto 7: Aplicabilidade de um sistema de apoio à decisão no processo de avaliação perineal na assistência ao parto. Tem como objetivo avaliar a aplicabilidade de um sistema de apoio à decisão para a prática consciente e segura da manutenção da integridade perineal ou para realização da episiotomia na assistência ao parto. Descrição: Trata-se de uma pesquisa aplicada de desenvolvimento tecnológico. Situação: em andamento. Subprojeto 8: Sistema de apoio à decisão para orientação anticonceptiva. Objetivo: Desenvolver um website com a finalidade de auxiliar profissionais na consulta de um método contraceptivo hormonal mais adequado segundo as características e necessidades de cada mulher e Fortalecer a interdisciplinaridade nas áreas de Medicina, Enfermagem e Informática em Saúde na Graduação e Pós-Graduação na construção do aplicativo, bem como no resultado final, isto é na sua aplicabilidade. Situação: Concluído Subprojeto 9: Plano de parto: do planejamento à sua execução. O estudo tem por objetivo avaliar a aplicabilidade de um plano de parto para gestantes assistidas no município de São Bernardo do Campo, identificando suas principais escolhas relacionadas à assistência prevista pelo plano de parto, comparando o plano proposto com o realizado e avaliando a satisfação da mulher quanto ao plano de parto planejado e o executado. Descrição: Trata-se de um estudo observacional, prospectivo, de natureza quantitativa. Situação: em andamento.

Promoção da saúde sexual e reprodutiva da mulher

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Subprojeto 1: Identificação de Práticas Humanizadas na Assistência à Parturiente em Hospitais da Mesorregião do Vale do Paraíba Paulista Descrição: O estudo objetivou identificar as práticas demonstradamente úteis e que devem ser estimuladas, recomendadas pelo Ministério da Saúde, relacionadas ao trabalho de parto, parto e nascimento, realizadas em 26 hospitais que prestam assistência ao parto nos municípios da mesorregião do Vale do Paraíba Paulista.] Situação: concluído Subprojeto 2: VULNERABILIDADE DA RECORRÊNCIA DE GESTAÇÃO ENTRE ADOLESCENTES Descrição: Estudo de abordagem quantitativa com 323 adolescentes puérperas internadas em Unidade de Alojamento Conjunto de uma Maternidade situada na região Centro Sul do Município de São Paulo. Buscou-se identificar os aspectos da vulnerabilidade frente à repetição da gestação em adolescentes segundo variáveis sóciodemográficas, ginecológicas, obstétricas, anticonceptivas e determinar a ocorrência destas gestações serem ou não programadas. Situação: concluído Subprojeto 3: GESTAÇÃO NÃO PLANEJADA E FATORES ASSOCIADOS À PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA DE PLANEJAMENTO FAMILIAR NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE Estudo observacional e de corte transversal, realizado com 394 gestantes cadastradas em 30 equipes da ESF do município de Montes Claros, Minas Gerais com o objetivo de identificar a prevalência de gestação não planejada assim como os fatores associados à participação no programa de planejamento familiar entre grávidas cadastradas nas equipes de saúde da ESF da área urbana do referido município. Constatou-se que do total de gestantes, 232 não planejaram a gravidez, perfazendo, na amostra, uma prevalência de 58,9%. Situação: concluído Subprojeto 4: IMPACTO DA MENSTRUAÇÃO NA QUALIDADE DE VIDA DAS MULHERES A menstruação é considerada como um fenômeno fisiológico que está presente na vida das mulheres por cerca de 40 anos, ficando isenta desta apenas no ciclo gravídico-puerperal e quando se estabelece a menopausa. É através dela que dizemos que uma mulher está na fase reprodutiva. As opiniões sobre a menstruação divergem entre as mulheres. Existem aquelas que não se importam e acreditam que ela é natural e muitas vezes necessária, enquanto que há outras que não a suportam e acreditam ser uma sangria desnecessária e inoportuna. O estudo tem como objetivo avaliar a qualidade de vida de mulheres no período menstrual por meio da construção de um instrumento próprio para este fim. Situação: concluído Subprojeto 5: COMPREENDENDO O SIGNIFICADO DE PARTO HUMANIZADO NA CONCECPÇÃO DA GESTANTE. Descrição: Estudo Observacional de natureza qualitativa com enfoque fenomenológico que tem como objetivo de compreender o significado que a gestante dá ao trabalho de parto e parto humanizado. Início: 2009. Situação: concluído. Subprojeto 6: IMPACTO DAS AÇÕES DE UM PROGRAMA DE PLANEJAMENTO FAMILIAR FRENTE À REINCIDÊNCIA DA GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA. Identificar o perfil epidemiológico de adolescentes que tiveram pelo menos uma gravidez antes de matricularem-se em um programa de planejamento familiar; Conhecer os métodos contraceptivos utilizados pelas adolescentes após uma gravidez e sua efetividade; Identificar nas adolescentes a taxa de descontinuidade de uso de método contraceptivo e de abandono do serviço. Situação: concluído Subprojeto 7- RASTREAMENTO DAS ATIPIAS CELULARES DE COLO DE ÚTERO EM MULHERES ASSISTIDAS NA ATENÇÃO BÁSICA. Descrição: estudo observacional, transversal e retrospectivo por meio da análise de prontuários de mulheres que apresentaram atipias celulares de colo de útero no resultado da coleta de exame citopatológico cervical em Unidade Básica de Saúde mista localizada na Região Norte do Município de São Paulo. Situação: Concluído. Subprojeto 8- Construção e validação de um questionário de qualidade de vida da mulher no período menstrual. Trata-se de pesquisa metodológica, transversal e qualtitativa, com a finalidade de aprimorar e validar um instrumento de qualidade de vida no período menstrual. Situação: em andamento. Subprojeto 9- INDICADORES DE QUALIDADE DA ASSISTÊNCIA PRÉ-NATAL NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO E SANTOS. Estudo transversal conduzido por meio de análise secundária dos dados da pesquisa “Nascer Saudável: estudo prospectivo de avaliação da implantação e dos efeitos de intervenção multifacetada para melhoria da qualidade da atenção ao parto e nascimento em hospitais no Brasil”. Tem como objetivo avaliar os indicadores de qualidade da assistência pré-natal de gestantes usuárias de hospitais do sistema de saúde privado do município de São Paulo e de Santos. Situação: em andamento Subprojeto 10- Assistência no trabalho de parto e parto no município de São Paulo e Santos: contribuição da enfermeira obstetra. Tem como objetivo avaliar a contribuição da Enfermeira Obstetra na assistência às mulheres admitidas em seis hospitais do sistema de saúde privado dos municípios de São Paulo e Santos. Trata-se de um estudo do tipo epidemiológico, descritivo, transversal e observacional. Esse projeto decorre de um trabalho de maior abrangência intitulado “Nascer Saudável: estudo prospectivo de avaliação da implantação e dos efeitos de intervenção multifacetada para melhoria da qualidade da atenção ao parto e nascimento em hospitais no Brasil”. Situação:Em andamento. Subprojeto 11: Impacto da infecção por zika vírus na fecundidade no municipio de São Paulo. Visa avaliar o impacto da infecção por Zika Vírus, por meio da identificação do número de casos no municipio de São Paulo, procurando conhecer as principais repercussões na taxa de natalidade durante a vigência do surto. Trata-se de um estudo de série temporal, descritivo, transversal e retrospectivo, de abordagem quantitativa, conduzido por meio de análise secundária de dados da Base de Dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC).

Análise da estabilidade de medicamentos enterais após serem preparados pela equipe de enfermagem

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

A administração de medicamentos por via oral (VO) continua sendo a mais aceita pela população, devido ao baixo custo, menor risco de complicações e maior conveniência durante a utilização. A maioria dos fármacos utilizados para ação sistêmica são administrados pela VO. Para que ocorra a absorção do medicamento este deve ser dissolvido em fluidos orgânicos no local de absorção, e para isso é preciso que ocorra a desagregação ou desintegração, e a dissolução da forma farmacêutica. Algumas formas farmacêuticas não podem ser alteradas antes de serem administradas, como as cápsulas, microcápsulas, drágeas, comprimidos sublinguais e de liberação prolongada, e fármacos revestidos não são adequados para a separação antes da administração por decomporem rapidamente com a exposição ao ar e a umidade. Reduzir o tamanho de partículas de fármacos em forma farmacêutica sólida com o uso de gral e pistilo recebe o nome de cominuição ou trituração. Os medicamentos adaptados por meio da trituração têm a sua integridade original (forma farmacêutica sólida) destruída, passando à condição de pó e em seguida são submetidos a diluições. Essa prática incorre na possibilidade de alteração da dosagem do medicamento, bem como alteração da estabilidade do mesmo. A adaptação de forma farmacêutica sólidas para o estado líquido, ou seja, fracionar, triturar e adicionar água ou outro líquido em grânulos, cápsulas, comprimidos, drágeas ou pastilhas na tentativa de dissolução, antes de serem administrados, pode influenciar na absorção do medicamento, interferir no tratamento e, consequentemente, não proporcionar a segurança do paciente. Na presente investigação serão analisados medicamentos na forma farmacêutica sólida que para serem administrados em crianças são triturados e diluídos inadvertidamente. Portanto, a pesquisa objetiva avaliar a influência do processo de hidratação nas propriedades físico-químicas dos medicamentos, validar os métodos para a análise da concentração dos fármacos e a manutenção da estabilidade desses medicamentos depois da manipulação. Estudo experimental que será realizado no Laboratório de Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo. A amostra será composta pelas medidas de concentração das soluções de medicamentos na forma farmacêutica sólida. Os fármacos serão preparados no laboratório de pesquisa simulando a realização da prática clínica de preparo e administração de medicamentos por via oral. Situação: Em andamento.

Estudo da estabilidade de fármacos intravenosos utilizados em crianças

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

A terapia intravenosa é comumente utilizada em crianças hospitalizadas, principalmente àquelas em cuidados intensivos. Esses pacientes, com frequência, necessitam de diversos fármacos para a obtenção dos resultados terapêuticos desejados, e em decorrência da falta de possibilidade de cateteres de múltiplos lumens ocorre a infusão associada entre dois ou mais medicamentos, que nem sempre há evidencia científica para a sustentação dessa prática. Em Unidades de Cuidados Intensivos Pediátricos e Neonatais, assim como de Transplante de Medula Óssea a infusão contínua de medicamentos é comum e necessária, porém, são situações potenciais para a ocorrência de instabilidades medicamentosas, principalmente quando cuidados em relação à compatibilidade entre os fármacos não são considerados. Alguns fatores influenciam a eficácia ou o prejuízo destas associações, tais como pH (potencial hidrogeniônico); osmolaridade; concentração dos fármacos; tempo de infusão Página 1 de 7dos mesmos; tempo de contato entre os medicamentos; e temperatura, luminosidade e umidade ambiente. Alia-se a isso, a administração de selos de antibióticos (lock-terapia ou selo-terapia), na tentativa de minimizar os altos índices de infecção da corrente sanguínea relacionada ao cateter intravenoso central, bem como para prolongar sua vida útil, reduzindo a morbidade e os custos do tratamento de infecções relacionadas a estes dispositivos. Portanto, a presente investigação objetiva avaliar a concentração e a estabilidade de medicamentos intravenosos sob a influência das condições ambientais que mimetizam cenários de cuidados intensivos pediátricos, neonatais e de transplante de medula óssea, bem como a concentração final dos medicamentos administrados em associação e a eficácia dos selos de antibióticos, a fim de fundamentar a realização de pratica segura no tocante ao preparo e administração da terapia intravenosa. Situação: Em andamento.

Promoção da saúde da mulher na atenção básica

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

SubProjeto 1: Rastreamento das atipias celulares de colo de útero em mulheres assistidas na atenção básica. Tem como objetivos identificar o perfil epidemiológico de mulheres que realizaram o exame citopatológico cervical na UBS Parque Novo Mundo II. Identificar a prevalência e a característica de lesões cervicais em mulheres que realizaram o exame citopatológico cervical; Caracterizar as mulheres que apresentam algum tipo de alteração no resultado do exame citopatológico cervical. Identificar e classificar as atipias celulares obtidas nos resultados de exames citopatológicos cervicais. Concluído. Subprojeto 2: Resultados maternos e perinatais pós intervenções não farmacológicas para o alívio da dor e ansiedade no trabalho de parto: ensaio clínico, randomizado e controlado. Concluído. Subprojeto 3. Transtornos Mentais Comuns em Gestantes e Depressão Pós-Parto na Atenção Primária em Saúde de Cruzeiro Do Sul, Acre. Em andamento. Subprojeto 4: Contribuição da Classificação de Robson na evolução das taxas de operação cesariana em um Estado da Amazônia Ocidental. Em andamento. Subprojeto 5: Ações no controle do Câncer de Mama: identificação das práticas na Atenção Básica relacionadas às usuárias em três municípios da Amazônia Ocidental. Em andamento. SubProjeto 6: Qualidade da atenção pós-parto nas unidades básicas de saúde do município de Rio Branco, Acre. Analisar a qualidade da atenção pós-parto nas unidades básicas de saúde no município de Rio Branco, Acre. Analisar as características sociodemográficas e reprodutivas das mulheres quanto ao retorno à consulta pós-parto; Estimar a cobertura da consulta pós-parto pela atenção primária; Formular indicadores de qualidade para estrutura, processo e resultado; Descrever os indicadores de estrutura, processo e resultado relativos à consulta pós-parto.

Qualidade e avaliação de serviços de saúde e enfermagem

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

A gestão dos serviços de saúde e de enfermagem necessita aprimorar seus mecanismos para avaliar o resultado das ações desenvolvidas junto à clientela, bem como propor modelos para que este controle seja eficiente e eficaz. Assim estudar modelos de avaliação de qualidade dos serviços considerando a estrutura existente nos locais onde os processos assistenciais são desenvolvidos e os resultados obtidos para o usuário permitem a elaboração de indicadores para monitorar a qualidade alcançada. O estudo de modelos de acreditação de serviços de saúde auxilia na mensuração e no aperfeiçoamento das atividades realizadas sendo, portanto de grande relevância. Este projeto tem por finalidade avaliar a qualidade da assistência nas dimensões qualitativas e quantitativas, focalizando o processo de cuidar e os resultados de intervenções de enfermagem na prática hospitalar e a satisfação dos clientes/usuários e os profissionais atuantes nas organizações de saúde. Subprojeto 1: O desperdício de materiais utilizados nos procedimentos de enfermagem de um hospital universitário Descrição: Identificar a opinião dos profissionais de enfermagem de um hospital universitário sobre o desperdício de materiais utilizados na prática assistencial e mensurar os custos desses materiais nos procedimentos de enfermagem mais frequentes. Situação: concluído em outubro de 2018. Subprojeto 2: Estudo dos eventos adversos relacionados às práticas assistenciais na santa casa de Montes Claros – MG. Descrição: Investigar a natureza e as causas da ocorrência de eventos adversos na Santa Casa de Montes Claros como estratégia gerencial para melhoria da qualidade assistencial. Situação: concluído em março de 2018. Subprojeto 3: Avaliação de unidades de Pronto-Socorro Infantil:fluxo de pacientes e satisfação do atendimento. Descrição: A superlotação de pacientes pediátricos que procuram os serviços de urgência ocasiona aumento do tempo de espera de atendimento, sobrecarga dos profissionais e, consequentemente contribuem para a diminuição da qualidade de assistência prestada ao usuário. Esta pesquisa pretende desvelar os nós críticos que interferem na qualidade de atendimento e de assistência direcionada aos pacientes pediátricos que utilizam esses serviços. Início 2015. Situação: em andamento. Subprojeto 4: Avaliação da eficácia, eficiência e efetividade de treinamento ministrado à equipe de enfermagem de um hospital geral acreditado. Descrição: Os programas de treinamento são essenciais a fim de aprimorar a prática na busca da melhoria da qualidade da assistência. Importante para redução da probabilidade de riscos e danos aos pacientes. A proposta é avaliar se os treinamentos ministrados originaram aprendizado aos profissionais de enfermagem. Início:2015. Situação: concluído em março 2017. Subprojeto 5: Avaliação da Implantação da Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão por meio da Construção do Índice de Humanização dos Serviços. Descrição: Avaliar por meio de instrumento a implantação de política nacional de humanização em instituições de saúde, por meio da opinião dos gestores usuários e profissionais. Propor e desenvolver um indicador sintético da humanização de serviços de saúde tendo como referência as linhas de ação emanadas da Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão. Início: Situação: Concluído em 2015. Subprojeto 6: Avaliação da Gestão Corporativa de Enfermagem. Descrição: Avaliar a gestão corporativa de enfermagem em instituições hispitalares geridas pela SPDM, identificar as diretrizes dessa governança em nove hospitais gerenciados pela SPDM e conhecer a opinião dos usuários sobre a assistência de enfermagem prestada nos hospitais selecionados pelo estudo. Início: 2015. Situação: em andamento. Subprojeto 7: Descrição do Modelo de Desospitalização de um Hospital Privado no Município de São Paulo. Descrição:Descrever o modelo de desospitalização e avaliar os indicadores do serviço de desospitalização de um hospital privado do município de São Paulo. Início: 2017. Situação: concluído em novembro de 2018. Subprojeto 8: Inovação e empreendedorismo: proposta de instrumento de avaliação para a segurança do paciente nos serviços de fisioterapia. Descrição: propor um instrumento de avaliação para a segurança do paciente nos serviços de fisioterapia e elaborar e validar um instrumento de avaliação para a segurança do paciente nos serviços de fisioterapia alinhado com a classificação internacional para segurança do paciente;conhecer o perfil dos serviços de fisioterapia participantes da pesquisa; identificar as principais características dos serviços de fisioterapia participantes da pesquisa. Início: 2017. Situação: em andamento.

Concentrado de hemácias administrados por bombas de infusão de seringa: influência do sistema de infusão sobre a integridade das células sanguíneas

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

A terapia intravenosa constitui intervenção interdisciplinar que tem por finalidade possibilitar a realização de métodos diagnósticos e terapêuticos capazes de promover variados aspectos de cuidado à saúde. No que tange à criança, entendida no contexto da pediatria da faixa etária neonatal até a adolescência, características intrínsecas ao processo de desenvolvimento biológico, cognitivo e emocional, requerem do profissional de saúde variados aspectos de conhecimento e domínio de tecnologias, que possibilitem adquirir competências e habilidades que sejam sinérgicas às necessidades únicas de cuidado do paciente pediátrico e família. A busca pela qualidade na prática da terapia intravenosa é crescente e tem exigido a incorporação de avanços tecnológicos. Tal demanda reflete na constante renovação e aperfeiçoamento de tecnologias, dentre elas, destacam-se, neste estudo, os equipamentos eletrônicos de controle de infusão, comumente denominados bombas de infusão, utilizados para a transfusão de concentrados de glóbulos vermelhos. Em unidades de cuidados de neonatos e crianças gravemente enfermas é comum a utilização de bombas de infusão de seringa para tal finalidade, a despeito de problemas que podem advir da manipulação do hemocomponente, bem como, de possíveis lesões nas células sanguíneas decorrentes da ação mecânica gerada pelo mecanismo de funcionamento de bombas de infusão. Para a realização da administração de concentrados de glóbulos vermelhos existe uma ampla gama de equipamentos e dispositivos, que diferem quanto ao tipo de pressão exercida e regulação do fluxo. Assim, este projeto tem por finalidade verificar a influência do mecanismo de infusão de bombas de seringa sobre a integridade das células sanguíneas, segundo o tipo de funcionamento do equipamento, velocidade de infusão e tempo de estocagem de concentrados de hemácias. Caracteriza-se como estudo experimental realizado em laboratório de pesquisa de enfermagem da universidade, e análises complementares serão implementadas em um hemocentro vinculado a instituição de estudo. As bolsas de concentrados de hemácias utilizadas no estudo seriam encaminhadas para descarte e incineração, devido à proximidade de término do prazo de validade ou por excedente de estoque. Assim, de modo a obter as bolsas de sangue para a pesquisa, haverá o consentimento escrito do médico responsável técnico do hemocentro, no qual se atesta que o referido material seria designado para descarte. O projeto foi aprovado pelo comitê de ética em pesquisa (número 56518). Serão estudadas bombas de infusão que utilizam seringas como reservatório da substância a ser infundida, sendo os mecanismos de infusão denominados como de seringa e de cassete. Tais equipamentos serão estudados em triplicata e, a fim de mimetizar situações da prática clínica, serão empregadas três velocidades de infusão: 5 ml/h, 10 ml/h e 20 ml/h. As análises levarão em conta o tempo de estocagem do concentrado de glóbulos: até 10 dias, de 11 a 20 dias e de 21 a 35 dias. As bolsas de concentrado de hemácias incluídas no estudo passarão por análises controle da bolsa, antes e após a passagem pelo mecanismo de infusão dos equipamentos, para os seguintes indicadores de lesão celular: nível da hemoglobina livre, porcentagem de hemólise, nível de potássio, de desidrogenase lática e de haptoglobina. Para o estudo das variações dos indicadores de hemólise, nas diferentes situações investigadas, serão utilizados valores absolutos, média aritmética e desvio-padrão, com posterior análise de variância, fixando-se nível de significância de 0,05.

Estudos de ações e intervenções de cuidado da criança gravemente enferma ou em situação de vulnerabilidade para promoção da segurança na saúde- SAFEPED.

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Este projeto de pesquisa abrange estudos de abordagens, protocolos, ações e intervenções de enfermagem que visem a promoção da segurança da criança gravemente enferma ou em situação de vulnerabilidade. Compreende o cuidado integral e individual de enfermagem à criança gravemente enferma ou em situação de vulnerabilidade e sua família como aspecto indissociável como a promoção de segurança, qualidade e satisfação em saúde. O subprojeto 1, em execução, tem como objetivo específico analisar a continuidade de cuidado da criança, após tratamento intensivo visando a manutenção de ações e intervenções capazes de preservar funções vitais gravemente comprometidas e promover sua segurança. O subprojeto 2, em execução, tem como objetivo construir e validar um checklist do cuidado para visitas clínicas interprofissionais em unidades de terapia intensiva pediátrica. A pesquisa será conduzida em três fases (I, II, III), sendo que a primeira abrange estudo metodológico e as demais quasi-experimentais. Na fase I, será construído o checklist, denominado R-PICniC - Checklist do Cuidado Intensivo Pediátrico, baseado em revisão da literatura, grupo focal e validação do conteúdo por meio da técnica Delphi. Nas fases II e III, o checklist será a intervenção aplicada durante as visitas clínicas interprofissionais em unidades de terapia intensiva pediátrica do tipo III, que atendem crianças e adolescentes até 18 anos. Para a validação clínica, pretende-se aplicar o checklist de visita clínica em uma unidade de terapia intensiva pediátrica, de um hospital de ensino, no interior do Estado de São Paulo e, para a validação externa, serão estudadas três unidades de terapia intensiva pediátrica com mais de dez leitos no Estado de São Paulo. Para validação clínica e externa, serão estudados 50 pacientes em cada unidade, desde o momento da internação até a alta/óbito ou o período máximo de 15 dias, mensurando-se variáveis clínicas, escore de cultura de segurança e escore de empoderamento psicológico. Os dados serão coletados em formato eletrônico e a análise incluirá estatística descritiva, índice de validade de conteúdo, confiabilidade interobservadores, análises de correlação e regressão linear múltipla. Para todos os testes, será considerado o nível de significância de 5%. O Checklist de Cuidado Intensivo Pediátrico poderá auxiliar os profissionais de terapia intensiva a conduzirem visitas clínicas interprofissionais e poderá facilitar a adesão da equipe aos protocolos de prevenção de eventos adversos nestas unidades. Pretende-se analisar os dados com a participação de colaborador internacional e disponibilizar o checklist para validação em outra cultura bem como para utilização na prática clínica e na pesquisa. O sub-projeto 3 objetiva estudar a Efetividade de intervenções com famílias de crianças com cardiopatias congênitas na transição do cuidado. Trata-se de estudo clínico controlado, randômico, de superidade e com cegamento, visando identificar o efeito de intervenções de enfermagem com família em desfechos do cuidados de crianças portadoras de cardiopaticas congênitas.

Estudos experimentais e de intervenção para a busca de evidências para a prática de enfermagem na terapia intravenosa

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Este projeto foi ampliado em 2015. Para a administração de medicamentos e soluções por via intravenosa, conhecimentos provenientes de diferentes áreas devem direcionar as ações da equipe multidisciplinar e o emprego de intervenções e tecnologias voltadas ao alcance de resultados cada vez mais profícuos. A terapia intravenosa apresenta-se como um campo de investigação para a enfermagem, guardando relação com a atuação clínica e especificidades na produção de conhecimentos. Este projeto abrange dois subprojetos de pesquisa sendo um estudo experimental e um estudo clínico. O subprojeto I denominado “Estudo experimental do efeito do aquecimento e da diluição de concentrados de glóbulos vermelhos administrados por dispositivos eletrônicos e manuais de infusão sobre marcadores biológicos de hemólise e no grau de hemólise” tem como objeto de estudo, práticas identificadas em diferentes situações clínicas e recomendadas por agências regulamentadoras durante o cuidado de crianças submetidas à transfusão maciça e exsanguíneotransfusão, quando há indicação de aumentar a temperatura do hemocomponente para que se adeque as necessidades clínicas e terapêuticas do paciente ou de diminuir a viscosidade do hemocomponente para proporcionar a infusão; tem por finalidade também complementar estudos sobre a ação de dispositivos de infusão sobre a qualidade da administração de concentrados de glóbulos vermelhos. Será realizado no Laboratório de Experimentos de Enfermagem-LEEnf, em condições controladas. Serão mimetizadas ações da equipe de enfermagem no aquecimento e diluição de concentrados de glóbulos infundidos por dispositivo gravitacional e por bombas de infusão (peristáltica, cassete e seringa), verificando-se o efeito destas intervenções nos marcadores hemoglobina livre, potássio, desidrogenase láctica, hematócrito e hemoglobina total, bem como no grau de hemólise. Os dados obtidos serão submetidos à análise estatística descritiva e de variância (p≤0,05). O subprojeto II denominado “Estudo clínico, randômico, controlado e de não inferioridade da remoção de cateteres intravenosos periféricos mediante indicação clínica comparada a retirada programada a cada 96 horas” tem por finalidade implementar no cuidado de adultos portadores de cateteres intravenosos periféricos práticas respaldadas por evidências e intervenções já realizadas por enfermeiros pediatras, e agora evidenciadas em alguns estudos internacionais conduzidos com a população de estudo. A investigação será realizada em um hospital filantrópico, de médio porte, de atendimento geral e terciário do município de São Paulo, estando aprovado pelo comitê de ética da instituição. A amostra de 1305 pacientes foi previamente calculada (prevalência flebite de 5%, margem de não inferioridade 3%, nível de significância 5% e poder do teste 80%), sendo 653 para cada grupo de estudo (intervenção – troca por indicação clínica e controle- troca programada a cada 96 horas, conforme o protocolo da instituição). A variável dependente escolhida foi a ocorrência de flebite, verificada segundo frequência e gravidade. Variáveis clínicas e de custo efetividade serão estudadas. Variáveis categóricas serão analisadas segundo frequência absoluta e relativa e as numéricas segundo média, mediana e desvio padrão, empregando-se testes de Qui-quadrado, Exato de Fischer, t de Student, ANOVA, Mann-Whitney, Curva de Sobrevivência Kaplan-Meier e Modelo de regressão de Cox (p≤0,05). No objeto de investigação do subprojeto 2 insere-se pesquisa em delineamento a ser realizada em instituição de saúde da região norte do Brasil, que visa delinear intervenções para redução de complicações relacionadas ao uso de cateteres intravenosos periféricos em pacientes adultos internados em um hospital de ensino na Amazônia ocidental brasileira.

Envelhecimento humano e qualidade de vida

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Subprojeto 1. Qualidade de vida, espiritualidade/religiosidade e resiliência de idosos hospitalizados - O aumento da população idosa no Brasil justifica pesquisas que foquem a temática do envelhecimento, da velhice e dos idosos. O interesse na área gerontológica aparece num contexto de defasagem de recursos sociais e de saúde, bem como de escassez de profissionais de assistência aos idosos, através da tomada de consciência dos profissionais da área da saúde. Desta forma despertar o interesse do aluno de graduação para estudo do envelhecimento torna-se fundamental no cenário brasileiro. O estudo da resiliência em instituições de saúde, especialmente em situação de hospitalização, pretende compreender que características individuais e ambientais podem ser modificadas ou estimuladas para que os idosos apresentem estratégias eficazes de enfrentamento de situações adversas. Busca-se conhecer a qualidade de vida, a religiosidade/espiritualidade e os níveis de resiliência dos idosos hospitalizados, pois este conhecimento poderá contribuir com os profissionais de saúde no planejamento dos cuidados com os pacientes idosos visando a redução do estresse e à promoção da resiliência, favorecendo a construção de novos sentidos e ações, buscando a superação e a transformação das condições atuais de saúde a que estão submetidos, visando melhorar sua qualidade de vida. Objetivos: Avaliar a qualidade de vida dos idosos hospitalizados, avaliar a resiliência dos idosos hospitalizados, avaliar a espiritualidade/religiosidade dos idosos hospitalizados,identificar o perfil sociodemográfico, econômico e clínico dos idosos hospitalizados, correlacionar a resiliência com a qualidade de vida dos idosos hospitalizados, correlacionar a espiritualidade com a qualidade de vida dos idosos hospitalizados, correlacionar a espiritualidade com a resiliência dos idosos hospitalizados, correlacionar as variáveis sociodemográficas, econômica e clínica com a resiliência, a espiritualidade e a qualidade de vida dos idosos hospitalizados. Subprojeto 2. Satisfação com a vida, capacidade funcional e atitude dos idosos face ao lazer - O aumento da população idosa no Brasil justifica pesquisas que foquem a temática do envelhecimento, da velhice e dos idosos. O interesse na área gerontológica aparece num contexto de defasagem de recursos sociais e de saúde, bem como de escassez de profissionais de assistência aos idosos, através da tomada de consciência dos profissionais da área da saúde. Desta forma despertar o interesse do aluno de graduação para estudo do envelhecimento torna-se fundamental no cenário brasileiro. Sabe-se que com o envelhecimento é possível perceber um maior tempo livre, resultado da aposentadoria ou por fatores biológicos devido ao processo de senescência, logo, o idoso se depara com um cotidiano descomprometido com as obrigações profissionais antes essenciais e passa a ter mais liberdade para vivenciar o lazer, sendo esse entendido como uma ocupação em que o indivíduo pode entregar-se de livre vontade, seja para repousar, divertir-se, recrear-se e entreter-se, ou ainda, para desenvolver sua formação desinteressada, participação social ou capacidade criadora, após desatar-se de suas obrigações profissionais, familiares e sociais. Mesmo sendo um conceito relativo, a qualidade de vida, sendo também determinada pela satisfação com a vida, é influenciada por condições objetivas, tais como as condições de saúde, relações sociais, realização de atividades, entre outras, que influenciam diretamente a satisfação com o viver. Por conseguinte, essa depreciação fisiológica causada pela diminuição da capacidade funcional pode influenciar na atitude dos idosos frente ao lazer, podendo ser visto como negativo, acarretando numa insatisfação com a vida. O lazer é indicado para a promoção da saúde e qualidade de vida do idoso, também contribui melhorando o convívio social, o bem-estar, a capacidade funcional, a autoestima e a autoimagem, já que a velhice acarreta mudanças nos aspectos físicos, sociais e psicológicos. O estudo da satisfação com a vida, da capacidade funcional e do lazer se torna extremamente relevante para compreender o processo de diferenciação entre os vários grupos que compõem a sociedade, principalmente em idosos acompanhamento ambulatorial, que apresentam potencial de mudança por terem condições e percepções diferenciadas passíveis de intervenção efetiva ao adotar uma atitude mais positiva, estruturando como um dispositivo eficaz na promoção da saúde, adoção de comportamentos saudáveis de vida e subsídios para a prática de enfermagem. Assim, conhecer a satisfação com a vida, a capacidade funcional e as atitudes face ao lazer dos idosos nesse serviço poderá auxiliar os profissionais de saúde a planejarem os cuidados com esses pacientes de forma a buscar a redução do estresse e à promoção da saúde, em que o idoso possa ter participação nas decisões relacionadas à saúde, contribuindo, assim, para qualificar o cuidado e tornar o idoso mais consciente sobre suas necessidades. Objetivos: Identificar as atividades de lazer realizadas pelos idosos que frequentam o AME Idoso, analisar a atitude dos idosos face ao lazer, avaliar a capacidade funcional dos idoso, avaliar a satisfação com a vida dos idosos, associar a atitude dos idosos face ao lazer com a capacidade funcional, associar a atitude dos idosos face ao lazer com a satisfação com a vida, associar a satisfação com a vida com a capacidade funcional dos idosos que frequentam o AME Idoso. Subprojeto 3- Influência da literacia na adesão às orientações posturais de idosos com dor lombar crônica - Os Serviços Emergência (SE) funcionam acima da sua capacidade de suporte, geralmente com deficiência no gerenciamento e no planejamento, e com excesso de demanda no atendimento de pacientes com baixa complexidade clínica. A alta demanda nestas unidade é agravada, também, pela procura de pessoas em situação de urgência, juntamente com aquelas em condições de saúde não graves, dificultando o estabelecimento de prioridades. A dor lombar baixa é uma das queixas comuns no SE. Enquanto as crises agudas se resolvem rapidamente, os sintomas residuais são recorrentes e comuns. Ela também representa um aumento na demanda por atendimento, econômico e social, o que caracteriza um problema em termos de intervenção, sofrimento individual e absenteísmo no trabalho. Uma pesquisa desenvolvida nos Estados Unidos da América (EUA) concluiu que, a dor lombar está entre as cinco principais queixas apresentadas no SE. A dor lombar é uma das formas mais comuns e com alto custo dentre as queixas álgicas musculoesqueléticas. A população mundial cresceu rapidamente nos últimos 50 anos, houve um aumento da expectativa de vida e uma diminuição das taxas de natalidade e, acredita-se que nas próximas duas décadas os idosos ultrapassem 30 milhões de pessoas, correspondendo a 13% da população mundial. Em 2025 o Brasil ocupará a sexta colocação em relação ao número de idosos em sua população, contando com 32 milhões. Apesar do envelhecimento não estar, necessariamente, relacionado às doenças e incapacidades, o idoso, por experienciar mecanismos fisiológicos que alteram a sua capacidade física, torna-se um forte candidato a apresentar queixas de lombalgia. A literacia em saúde é definida como a habilidade de realizar leituras básicas e realizar tarefas numéricas necessárias no ambiente ligado a saúde. Alguns grupos apresentam um risco maior de terem uma literácia em saúde inadequada, incluindo as desvantagens socioeconômicas, os imigrantes e os idosos. Uma literacia em saúde inadequada pode desproporcionalmente afetar a saúde dos idosos, não somente pela falha na educação, mas também porque os idosos necessitam de mais cuidados médicos, utilizam com mais frequência os serviços de saúde e estão mais propensos a precisarem de cuidados terapêuticos mais complexos. Objetivos: Associar o nível de literacia com a adesão às orientações posturais e de exercícios para os idosos com dor lombar crônica, caracterizar o perfil sociodemográfico dos idosos com dor lombar atendidos no Serviço de Emergência; correlacionar a categoria da classificação de risco com a intensidade da dor lombar dos idosos que procuram o Serviço de Emergência, avaliar a literacia em saúde dos idosos com queixa de dor lombar crônica no Serviço de Emergência por meio da aplicação do questionário Short Assessment of Health Literacy for Portuguese-Speaking Adults; avaliar a intensidade da dor lombar no atendimento ao idoso, e após 15 e 30 dias de utilização da cartilha com as orientações posturais e com os exercícios; caracterizar a analgesia recebida pelos idosos com dor lombar no dia atendimento, e após 15 e 30 dias. Subprojeto 4- O Brasil tem apresentado importantes mudanças no perfil demográfico e na estrutura etária populacional devido à queda na taxa de mortalidade e elevação da expectativa de vida para 75,8 anos, em 2016. Os avanços das tecnologias da área da saúde, a valorização da atenção primária à saúde, o desenvolvimento de políticas públicas saudáveis voltadas aos idosos e o novo paradigma da promoção da saúde têm contribuído para o envelhecimento ativo e com qualidade de vida. O processo de envelhecimento muitas vezes pode estar associado às doenças crônicas que influenciam negativamente na longevidade e na qualidade de vida do idoso culminando no declínio da capacidade funcional. O declínio funcional com a consequente perda da autonomia, ou seja, a capacidade de determinar e executar seus próprios desígnios são um dos fatores que podem acarretar em depressão nos idosos além da falta ou a perda de contatos sociais, história de depressão pregressa, viuvez, eventos de vida estressantes, institucionalização em casas asilares, baixa renda, insatisfação com o suporte social, ansiedade, falta de atividades sociais, nível educacional baixo e uso de medicação antidepressiva.

Envelhecimento humano e risco de quedas

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Subprojeto 1: A população idosa crescerá de tal forma, que o Brasil futuramente ocupará o sexto país do mundo com maior número de idosos, podendo alcançar cerca de 15 milhões de pessoas com 60 anos ou mais no ano de 2020 passando de 7,4% do total em 2013 para 26,7% do total em 2060. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera idosos, pessoas a partir de 65 anos nos países desenvolvidos e 60 anos naqueles em desenvolvimento. O elevado crescimento da população idosa está relacionado as mudanças demográficas e epidemiológicas, diante disso observa-se a necessidade de se realizar pesquisas com foco nessa população e, consequentemente aos problemas a que estão expostas como, por exemplo, a ocorrência de quedas, sendo considerada uma das principais causas de morbidade e mortalidade por causas externas entre os idosos. A queda é definida como um deslocamento não intencional do corpo para um nível inferior à posição inicial, sem correção de tempo hábil e é determinada por circunstâncias multifatoriais que comprometem a estabilidade postural. A OMS define as quedas como “vir a inadvertidamente ficar no solo ou em outro nível inferior, excluindo mudanças de posição intencionais para se apoiar em móveis, paredes ou outros objetos”. As principais causas ocasionadas por esse evento podem ser agrupadas em fatores intrínsecos, aqueles relacionados com as alterações fisiológicas decorrentes do processo de envelhecimento, idade, gênero, fragilidade, como comorbidades e efeitos de medicamentos, e os fatores extrínsecos, que estão relacionados ao ambiente, mobiliário no quarto ou banheiro, uso de dispositivos de auxílio de marcha, estruturas prediais, uso excessivo de álcool, sedentarismo, iluminação do ambiente. Revisão sistematizada da literatura analisou a prevalência, os fatores de risco, as consequências associadas aos acidentes por quedas em idosos. Os 41 artigos analisados por essa revisão verificaram que mais de um terço dos idosos da comunidade com mais de 65 anos caem anualmente e os casos aumentam quando os mesmos possuem idade entre 70 e 80 anos. A idade avançada e a presença da síndrome da fragilidade aumentam o número de ocorrência e recorrência dos acidentes por quedas. As idosas caem três vezes mais do que os idosos, porém as taxas de mortalidade relacionada as quedas são maiores entre os homens. O artigo de revisão ainda salienta que os acidentes por quedas possuem como principal consequência as fraturas, lacerações e lesões de tecidos moles. As fraturas ocasionam diminuição da funcionalidade e são consideradas a primeira causa de mortes por causa externa nesta faixa etária. Os custos relacionados ao tratamento das fraturas em idosos depende das políticas de saúde de cada país e as suas realidades socioeconômicas. Conhece-se que no Brasil os gastos no Sistema Único de Saúde (SUS) são crescentes com tratamentos, medicamentos e reabilitações para os idosos. A pesquisa, também, descreveu como consequência das quedas, os idosos podem desenvolver a síndrome pós-queda que está associada ao isolamento, dependência, perda da autonomia, imobilização e depressão, pois, por medo de caírem novamente ou sofrerem a primeira queda, restringem-se das suas atividades de vida diária, redução na capacidade funcional e, consequentemente, piora na qualidade de vida. Com o processo de envelhecimento, as pessoas idosas tendem a apresentar mais doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) e a utilizar múltiplos medicamentos para tratá-las. Parece haver uma associação entre o uso de medicamentos e o risco de quedas em idosos, pois os medicamentos podem diminuir o alerta e a função psicomotora, causar fraqueza muscular, tontura, arritmia, hipotensão postural. A relação entre o uso de fármacos e queda pode ocorrer por dosagens inapropriadas, por efeitos adversos e por interações medicamentosas. Estima-se que 70% das pessoas idosas fazem uso de medicamentos e cerca de 20% destas consomem em média três medicamentos concomitantes. A polifarmácia, definida como o uso de cinco ou mais medicamentos, pode propiciar o aumento do uso de medicamentos inadequados, induzindo à subutilização de medicamentos essenciais para o adequado controle de condições prevalentes nos idosos, a possibilidade de erros de administração como os esquecimentos dos horários de administração dos medicamentos prescritos. A prevalência de doenças crônicas não transmissíveis que requerem a associação de vários medicamentos e a forma como é realizada a assistência à saúde do idoso, por diferentes especialistas que desconhecem o seu histórico medicamentoso, explica em muitas situações a polifarmácia. O idoso encontra desta forma uma barreira para a adesão aos seus tratamentos, na medida em que tornam complexos os esquemas terapêuticos, e a possibilidade da ocorrência de interações medicamentosas e reações adversas. Revisão sistemática da literatura com o objetivo de verificar a associação entre diferentes classes de medicamentos e polifarmácia com o risco de quedas recorrentes em idosos com 65 anos ou mais vivendo na comunidade, encontrou 18 artigos, dos quais apresentam o uso de antidepressivos, sedativos ou hipnóticos e antiepilépticos foram as classes de medicamentos relacionadas com o risco aumentado de acidentes por quedas. O uso de quatro ou mais medicamentos diariamente tem a possibilidade de ocasionar duas vezes mais quedas em idosos. O estudo salienta ser importante equilibrar as classes medicamentosas, principalmente, entre os idosos que já apresentaram mais de uma queda. A fisiologia do idoso, cuja reserva funcional é diminuída, o processo de absorção, distribuição, metabolismo e excreção dos medicamentos é diferenciado, assim como o efeito do fármaco no organismo do idoso, pois, o medicamento depende de alterações em mecanismos homeostáticos e de modificações em receptores e sítios de ação. Diante disso, a polifarmácia pode ocasionar reações adversas relacionadas as interações medicamentosas, ou seja, quando uma droga potencializa ou diminui o efeito da ação terapêutica de outras ou modificam a ação de outro medicamento sucessivamente ou simultaneamente. Devido as altas taxas de mortalidade em decorrência dos acidentes por quedas, pesquisa com o objetivo de analisar a tendência temporal de internações e de mortalidade por quedas em idosos, no Brasil e capitais dos estados, no período de 1996 a 2012, com delineamento de pesquisa ecológico de séries temporais, sendo que a coleta de dados foi realizada no Sistema de Informação Hospitalar do Sistema Único de Saúde (SIH-SUS) e foi obtida pelo Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM-MS) identificou 66.876 óbitos por quedas e 941.923 pessoas com 60 anos ou mais internadas com diagnósticos secundário associados aos acidentes por quedas. Entre os anos de 1996 e 2012, a taxa de mortalidade aumentou de 1,25 para 3,75 por 10.000 idosos com incremento de 15% ao ano. As capitais com as maiores taxas de mortalidade em 2012 foram: Vitória (7,98), Goiânia (7,52) e Florianópolis (7,03). As taxas de internações aumentaram drasticamente de 2,58 para 41,37 por 10.000 idosos, sendo assim, as capitais com as maiores taxas de internações em 2012 foram: São Paulo (51,83), Natal (48,13) e Belo Horizonte (46,36). A relação entre os laços sociais e a saúde, especificamente a adesão medicamentosa e a prevenção do risco de quedas entre os idosos, podem acontecer através de redes sociais e do apoio social. As redes sociais são definidas como as relações que permeiam o indivíduo e as suas caraterísticas são: por exemplo, a disponibilidade e frequência de contato com amigos e parentes, ou como os grupos de pessoas com quem há contato ou alguma forma de participação social, por exemplo, grupos religiosos ou associações. O apoio social é o grau de como as relações interpessoais correspondem a determinadas funções na vida do idoso (por exemplo, apoio emocional, material e afetivo), salientando a importância de observar o grau de satisfação do indivíduo com a disponibilidade e qualidade dessas funções, ou seja, como a informação que leva o indivíduo a acreditar que é querido, amado e estimado, e que faz parte de uma rede social com compromissos mútuos. O apoio social ocorre em um processo dinâmico e complexo que engloba a interação do indivíduo com sua rede social e as trocas estabelecidas entre eles. Por meio dessas interações, o indivíduo pode satisfazer parte de suas necessidades sociais. Importante observar a percepção do grau de identificação ou vínculo entre o indivíduo e os grupos formais e informais a que pertence (ambiente de trabalho, área de moradia, família, por exemplo), ou seja, é relevante considerar como os idosos percebem o apoio social recebido e a sua disponibilidade, pois, dificuldades cognitivas e afetivas podem comprometer essa percepção. Embora o apoio social dependa das funções desempenhadas por grupos ou pessoas significativas para o indivíduo, seu valor está diretamente relacionado à capacidade de este perceber o apoio social recebido. Essa percepção se traduz na crença de que o idoso é estimado e de que as pessoas se interessam por ele, estando disponíveis quando ele precisar. Desse modo, identificar os fatores associados ao risco de quedas em pessoas idosas pode auxiliar no planejamento da assistência de enfermagem e da equipe multidisciplinar que, uma vez trabalhadas, podem minimizar ou evitar a ocorrência de quedas, além da implementação de políticas públicas que visem evitar a ocorrência desse tipo de evento. Objetivos: Avaliar o risco de quedas nos idosos utilizando a “Fall Risk Score” (FRS); Identificar a ocorrência das interações medicamentosas potenciais na farmacoterapia utilizada pelos idosos atendidos no Ambulatório Médico de Especialidades do Idoso (AME Idoso) com o suporte do banco de dados Micromedex®; Avaliar a adesão medicamentosa e as barreiras para a adesão dos idosos atendidos no AME através do teste de Morisky e Green (TMG) e o Brief Medical Questionnaire.

Cronobiologia e turnos de trabalho

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Descrição. Os seres vivos sofrem alterações no seu comportamento e nas suas funções orgânicas ao longo das 24 horas. O presente estudo visa analisar a relação entre o ciclo vigília sono dos trabalhadores da enfermagem nos turnos (diurno e noturno) e os níveis de estresse bem as alterações nos sinais vitais como, por exemplo, a pressão arterial. Na tentativa de compreender estas relações será realizada a correlação das funções cognitivas nos diferentes turnos de trabalho e a descrição das características fisiológicas envolvidas (hipertensão arterial). Subprojeto 1: Prevalência de Burnout em enfermeiros atuantes em urgência pré-hospitalar móvel. Descrição. Tem como objetivo investigar os níveis de estresse no s profissionais da saúde que atuam em unidades de atendimento de urgência. Determinar a correlação da prevalência de Burnout em enfermeiros atuantes em urgência pré-hospitalar móvel. O pesquisado responderá a um formulário de coleta de dados com questões objetivas, não necessariamente sendo respondido na presença do pesquisador. Início: 2012 Situação: concluido. Subprojeto 2: Estudo comparativo das alterações eletrocardiográficas entre enfermeiros que trabalham em turnos alternados e fixos. Descrição. O trabalho em turnos esta associado a vários problemas de saúde nos trabalhadores submetidos a esse sistema de trabalho. Entre os mais antigos grupos profissionais que trabalham em sistemas de turnos encontram-se os dos serviços de saúde, dentre os quais os enfermeiros. Diversos estudos sugerem uma relação entre trabalho em turnos e doenças cardiovasculares. Início: 2008 Situação: em andamento.

Diabetes mellitus

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Realiza investigações para a avaliação da atenção à pessoa com diagnóstico de diabetes mellitus, desde a prevenção até a reabilitação de complicações crônicas decorrentes do diagnóstico tardio e mau controle metabólico e baixa adesão ao tratamento. Sub projeto 2.1 diabetes e envelhecimento Concluído. Sub projeto: 2.2,:Determinantes sociais e risco na manifestação do Diabetes mellitus e de úlceras de extremidades inferiores: Descrição: o objeto desta investigação consiste em conhecer as características clínicas, epidemiológicas de pessoas com diagnóstico de diabetes mellitus do tipo 2, visando estimar o risco de desenvolvimento de neuropatia, ulcerações e amputações em um estudo de base populacional na atenção básica do município de Uberaba MG.. Situação: concluído Natureza: pós doutorado. Subprojeto 2.3. Educação para o autocuidado em diabetes mellitus na Estratégia de Saúde da Família: analisa a interferência das ações de educação no autocuidado para o controle do diabetes mellitus Início: 2012 . Situação: CONCLUÍDO. Subprojeto 2.4. Projeto Educativo para avaliação dos pés de pessoas com diabetes mellitus junto aos Graduandos de Enfermagem. Descrição: criou uma ferramenta midiática para os graduandos de enfermagem, com o objetivo de desenvolver o raciocínio clínico e os passos para a implantação da educação em saúde na dimensão coletiva por meio de ferramenta virtual de ensino, baseando-se em consensos e diretrizes internacionais e nacionais para os cuidados com os pés de pessoas com DM. Situação: CONCLUÍDO. Subprojeto 2.5. Construção e validação de um curso à distância para a atenção básica: pilares da gestão dos cuidados com os pés de pessoas com DM: elabora, criar e validar um curso na modalidade de Educação a Distância, utilizando ambiente virtual de aprendizagem Moodle, por meio da internet, direcionado para enfermeiros da atenção básica para a gestão dos cuidados na área dos DM, com ênfase nos pés para profissionais que atuam na Atenção Básica em saúde Início 2013 Situação: concluído. Subprojeto 2.6: Modelo de gestão do cuidado à pessoas com diabetes mellitus com risco de ulcerações crônicas; implantação do programa de gestão de prevenção e cuidados à pessoas com DM; desenvolver um algoritmo para atenção secundária no atendimento de pessoas com DM, visando prevenir e atuar nas neuropatias periféricas decorrente da doença. Concluído. Subprojeto 2.7: Prevalência de dor neuropática em indivíduos com Diabetes Mellitus tipo II e intervenção fisioterapêutica na cidade de São João da Boa Vista-SP. Situação: em andamento. Subprojeto 2.8: Desenvolvimento de um equipamento gerador de gás ozônio para usos múltiplos em Saúde Pública e Meio Ambiente. Descrição: desenvolver um equipamento portátil ou protótipo do equipamento, facilmente transportável, de funcionalidade simples para uso múltiplo por populações excluídas e de fácil manutenção, seja elétrica ou do sistema de geração de ar comprimido para a geração de gás ozônio. Um equipamento que garanta um produção estável e máxima de gás ozônio, atendendo os requisitos de durabilidade e segurança. Rehabilitation Technologies for Prevention of Musculoskeletal and Foot Dysfunctions of People with Diabetes Mellitus Descrição: Considerando as diversas alterações musculoesqueléticas dos pés e tornozelos em pessoas com polineuropatia diabética (PND) e a necessidade do autocuidado a fim de evitar disfunções e complicações mais graves, como a formação de úlcera e amputação, a inclusão de um protocolo de exercícios com foco no fortalecimento da musculatura dos pés, no qual a pessoa possa auto gerenciar, pode se apresentar como um método eficiente de prevenção para esta população. Objetivos: O principal objetivo deste projeto é investigar a aderência e a eficácia do uso de dois tipos de tecnologias de reabilitação ? uma cartilha e o Software SOPeD - na biomecânica do pé-tornozelo durante o andar, aspectos clínicos do PND, função do pé-tornozelo, qualidade da vida e equilíbrio funcional. O objetivo secundário deste projeto é implementar essas duas modalidades de tecnologia de reabilitação ? a cartilha e o Software SOPeD, para o gerenciamento de PND em unidades de atenção primária. Métodos: O projeto será constituído de dois ensaios clínicos controlados para prevenção e cuidados dos pés - FootCAre (FOCA trial) afim de investigar a aderência e a eficácia do uso de tecnologias de reabilitação e os efeitos nas respostas biomecânicas do tornozelo e pé durante a marcha e nas respostas clínicas da PND (sensibilidade tátil e vibratória, equilíbrio funcional e funcionalidade dos pés. Para os ensaios clínicos as ferramentas de intervenção serão uma Cartilha e um Web-software especificamente desenvolvido para esse fim. Situação: em andamento. 2.9. Indicadores sociais e cicatrização de pessoas com ulceras cutâneas crônicas. Adoção da escala Push para uma coorte de pessoas atendidas em um centro de assistência e educação em enfermagem. Situação: em andamento.

Avaliação da colonização e infecção por microrganismos em populações especiais

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

As infecções e colonizações por microrganismos especialmente multirresistentes é um desfio global, pois a disponibilidade de tratamentos é bastante limitada no caso de doenças negligenciadas e emergentes e a resistência microbiana também representa um importante problema de saúde pública. Objetivos: Identificar os fatores de riscos para infecção, mortalidade relacionada e perfil de resistência. Acreditamos que os resultados deste estudo poderão trazer contribuição clínica importante e contribuir com achados que possam diminuir a morbimortalidade relacionada à infecção que acomete esta população de pacientes, além de criar um ambiente de compartilhamento de informações e tecnologias diagnósticas desde a caracterização de antígenos até o emprego de novos testes moleculares contribuindo para preencher esta importante lacuna na área de saúde. Projeto 1. 1 INFECÇÃO NEONATAL POR ESTREPTOCOCO AGALACTIAE E ESCHERICHIA COLI A sepse é um importante desafio para a redução das taxas de mortalidade infantil, apesar das recomendações para o rastreio e profilaxia durante a gravidez a doença invasiva é um importante contribuinte para mortalidade nesta população. Método: Estudo caso-controle, que será realizado no período de 2008 a 2018 no Hospital São Paulo pareamento 1:2. As análises univariadas, serão realizadas comparando-se as variáveis entre os grupos (caso e controle). A associação entre infecção e as variáveis categóricas serão testadas com o teste do qui-quadrado ou exato de Fisher e a associação entre as variáveis contínuas e a presença de infecção será feita utilizando-se os testes “t” de Student ou Mann-Whitney, conforme apropriado. Na análise das associações serão calculadas as razões de chance (odds ratios) com os respectivos intervalos de confiança ao nível de 95%. Fomento: CNPq Universal: 424806/2016-9, faixa A. Produção relacionada Apresentação em congresso internacional: - Reference Number: 0174_0255_000310 Submission Title: Early-onset Neonatal Sepsis by group B Streptococcus agalactiae and Escherichia coli Thank you for completing the acceptance decision step for your abstract "Early-onset Neonatal Sepsis by group B Streptococcus agalactiae and Escherichia coli" to 2018 International Conference on Emerging Infectious Diseases (ICEID 2018). Projeto 1.2 MEDIDAS DE PREVENÇÃO DE INFECÇÃO NEONATAL POR STREPTOCOCCUS DO GRUPO B: ESTUDO CLÍNICO E ANALISE DE CUSTO-EFETIVIDADE Descrição: O estudo clínico irá identificar a colonização em gestantes e os fatores de risco para a transmissão neonatal através de um estudo caso-controle e o estudo de análise de custo-efetividade através de modelos matemáticos e simulações computacionais a aplicabilidade nacional com a inclusão das medidas preventivas relacionadas ao rastreamento universal e profilaxia oportuna. A proposta é verificar em um estudo clínico a prevalência e os principais fatores de riscos maternos para a colonização por GBS e os desfechos neonatais e verificar através de modelos matemáticos e simulações computacionais a aplicabilidade nacional com a inclusão das medidas preventivas relacionadas ao rastreamento universal e profilaxia para GBS, desta maneira oferecer uma atenção ao parto e nascimento adequado. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Projeto 1.3 MANEJO CLÍNICO DOS RECÉM-NASCIDOS COM SÍFILIS CONGÊNITA Descrição: A sífilis na gestação e a sífilis congênita apresenta um aumento significativo no número de casos, nos últimos anos, o que a torna um desafio e enfrentamento para o Brasil e para o mundo.O manejo clínico dos Recém-nascidos com diagnóstico de Sífilis Congênita atende o que Ministério da Saúde Preconiza e identificar aspectos de organização dos serviços. OBJETIVO GERAL - Avaliar o diagnóstico, tratamento e seguimento clínico dos Recém-Nascidos com Sífilis Congênita em Montes Claros, Minas Gerais, São Paulo e Brasil. Objetivos Específicos: Avaliar o manejo dos recém-nascidos com sífilis congênita e resultados dos exames complementares: Raios-X de ossos longos, Líquido-Cefalorraquidiano (LCR) e Exame de Fundo de Olho; Identificar as principais repercussões clínicas observadas nos recém-nascidos de puérperas com diagnóstico de sífilis: peso, Apgar, complicações neonatais e sinais e sintomas da sífilis precoce; Avaliar a prevalência de sífilis gestacional e a incidência de sífilis congênita; Comparar os dados de sífilis congênita obtidos com os dados oficiais. Em andamento

Desenvolvimento e aplicações diagnósticas para doenças infecciosas

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Diversas linhas de pesquisa na Unifesp enfocam agentes infecciosos, como estudos de vírus (HIV, Dengue, Zika, Influenza) bactérias e fungos patogênicos além de protozoários parasitas. Existe grande potencial de atração de grupos internacionais para o estabelecimento de novas técnicas de diagnóstico e prognóstico, muitas já feitas em redes internacionais. Este projeto procurará criar um ambiente de compartilhamento de informações e tecnologias diagnósticas desde a caracterização de antígenos até o emprego de novos testes moleculares contribuindo para preencher esta importante lacuna na área de saúde. Subprojeto 1: O Controle de infecção em unidades de medicina diagnóstica extra-hospitalar. Descrição: Considerando o conceito de desospitalização e o aumento de procedimentos invasivos realizados no ambiente extra-hospitalar. Este projeto tem o objetivo de construir indicadores para avaliação das unidades de medicina diagnóstica. Trata-se de uma pesquisa observacional através do acompanhamento dos procedimentos de biópsia de próstata, broncoscopia e gastrostomia percutânea. O estudo será realizado através da observação de práticas exercidas pela equipe assistencial devido a possíveis complicações destes procedimentos. Os resultados obtidos neste estudo serão utilizados para instrumentalizar a atividade existente do enfermeiro de controle de infecção nas unidades de diagnóstico, bem como elaborar protocolos adaptados a esta realidade.. Subprojeto 2: Prevenção de infecção de sítio cirúrgico em trauma ortopédico após implementação de bundle em unidade de urgência e emergência em um hospital da cidade de são paulo. Descrição: Implementar e avaliar um bundle de medidas de prevenção de infecção de sítio cirúrgico ortopédico bem como o seu impacto nos indicadores gerenciados. Os indicadores de processos relacionados à assistência à saúde são fatores primordiais na prevenção de infecções relacionadas à assistência à saúde bem como o seu impacto na qualidade da assistência prestada após a implementação e acompanhamento/manutenção. Motivados pela relevância desta problemática, os achados poderão ser utilizados por gestores de hospitais, equipe médica e serviços de controle de infecção. As medidas de prevenção poderão ser implementadas com base nas diferentes realidades institucionais, acurando possíveis falhas em seus processos, melhorando a qualidade dos seus serviços, fundamentado em evidência científica, com diretrizes clínicas elaboradas.. Situação: Em andamento Projeto 3. Identificação, implantação e implementação de indicadores de desempenho para sistema de farmacovigilância do instituto Butantan Descrição: A Farmacovigilância é uma ciência cujos objetivos referem-se à identificação, avaliação, compreensão e prevenção de efeitos adversos ou quaisquer problemas relacionados ao uso de medicamentos. Estes eventos adversos são conhecidos através da busca ativa pelos fabricantes ou notificações por profissionais de saúde ou população geral, responsáveis por nutrir um sistema de informações para geração de sinais de alerta. Um bom sistema de Farmacovigilância identifica os riscos e fatores de risco associados ao uso de medicamentos no menor tempo possível, de modo que desfechos indesejáveis possam ser evitados ou minimizados. Quando notificada de maneira eficaz, a informação gerada permite o gerenciamento do risco baseado em evidências, contribui para que cada paciente receba uma terapia ótima e ajuda a garantir a aceitação e a eficácia dos programas de Saúde Pública. Situação: Em andamento Subprojeto 4: fatores de risco associados à excreção oral de citomegalovírus em transplantados renais. A Doença Renal Crônica (DRC), é caracterizada pela perda lenta, progressiva e irreversível das funções renais. Com a Doença Renal Crônica Terminal instalada, o rim não executa mais suas funções metabólicas, endócrinas e de excreção, o que leva o paciente ao quadro urêmico e à necessidade de um método de terapia renal substitutiva (TRS). Dentre os métodos de TRS disponíveis atualmente, temos basicamente a diálise e o transplante renal. Apesar dos inúmeros avanços no processo de transplantação, no pós-transplante renal, os pacientes podem apresentar diversas complicações, como disfunção inicial do enxerto, rejeição, complicações infecciosas por bactérias, vírus e fungos. Vale ressaltar que as infecções continuam sendo a principal causa de mortalidade nesta população, e 62,6% dos transplantados desenvolvem pelo menos um episódio infeccioso, especialmente aquelas causadas por vírus da família Herpes, como o Citomegalovírus, por exemplo. Nos últimos anos, alguns estudos tem demonstrado a detecção de diversos herpesvírus na saliva de portadores de DRCT e em receptores de transplante renal. No entanto, identifica-se uma lacuna na literatura, visto que não há trabalhos publicados que elucidem a ocorrência de excreção oral de CMV. Diante disso, faz-se necessário estabelecer a excreção oral de herpesvírus em diferentes momentos do pós-transplante e relacionar este fenômeno com as variáveis clínicas relacionadas ao enxerto, ao receptor e ao doador, a fim de caracterizar os fatores de risco e fatores protetores para tal ocorrência. Trata-se de um estudo observacional, longitudinal, prospectivo, analítico, do tipo coorte, o qual será desenvolvido com a população de transplantados renais no Hospital do Rim (Hrim), São Paulo – SP.

Práticas em saúde baseadas em evidências para redução do estresse para os trabalhadores de saúde

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Os trabalhadores de saúde constituem um grupo vulnerável, uma vez que estão expostos a sobreposição de riscos ocupacionais em serviços de saúde, oriundos de fatores físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e psicossociais. Objetivo: avaliar as intervenções para redução do estresse. Metodologia: Revisão Sistemática. Analise estatística: Review Manager 5, fornecido pela The Cochrane Collaboration, será utilizado na análise estatística. Para as variáveis dicotômicas, risco relativo (RR) com respectivo intervalo de confiança de 95% será calculado pelo dos modelos randômico e fixo.

O empoderamento das famílias de crianças com condições crônicas de saúde por meio da informação

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Estudos de desenvolvimento de materiais informativos sobre doenças e tratamentos para crianças/adolescentes com condições crônicas de saúde e suas famílias; e de medida dos efeitos da aplicação dos materiais produzidos para o enfrentamento da experiência de doença pela criança e família. Serão desenvolvidos na Linha de Pesquisa Fundamentos, Métodos, Processos e Tecnologias em Enfermagem e Saúde. Subprojeto 1. Construção e validação de álbum seriado sobre retinoblastoma. Descrição. A informação é fundamental para a família enfrentar o diagnóstico e o tratamento de uma criança com retinoblastoma. Um material informativo no formato de álbum seriado foi desenvolvido como uma das ações do projeto de extensão PromoFam: cuidado centrado na família em oncologia pediátrica. Objetivo: validar o álbum seriado. Método: estudo metodológico de construção de material informativo para família de criança com retinoblastoma. Situação: Concluído. Subprojeto 2: Os efeitos do uso de um jogo de tabuleiro no enfrentamento do câncer infantil. O uso do jogo com propósito educativo vem se inserindo há algum tempo nos ambientes de educação em saúde. Os jogos mantêm uma relação estreita com a construção do conhecimento e tem influência como elemento motivador no processo de ensino - aprendizagem, favorecendo um ambiente agradável, planejado e enriquecido, que possibilita a aprendizagem de várias habilidades. Apesar da literatura internacional já apontar benefícios com o uso desse recurso, há pouca pesquisa comparando métodos de educação para crianças com câncer utilizando tecnologias de informações confrontadas com métodos tradicionais de aprendizagem. Nesse sentido, esse estudo tem o objetivo de avaliar os efeitos do uso de um jogo de tabuleiro no enfrentamento do câncer infantil por crianças. Trata-se de um estudo de intervenção em que se utiliza método misto para conduzir o processo de coleta e análise de dados quantitativos e qualitativos. Doutorado Início: 2014. Situação: Concluído. Subprojeto 3. Estudo de recepção de um manual informativo sobre Leucemia Linfoide Aguda para famílias de crianças/adolescentes. Objetivo: avaliar a utilidade do manual na perspectiva da família da criança/adolescente diagnosticado com essa condição crônica de saúde. Método: estudo de abordagem qualitativa. Referencial teórico Cuidado Centrado na Familia. Referencial Metodológico: Análise qualitativa de conteúdo. Situação: em andamento.

Estudos baseados em evidências: análise da aplicabilidade de métodos sistematizados na prática clínica

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Desenvolvimento de pesquisas junto ao Grupo de Estudos e Pesquisas em Saúde Baseada em Evidências e Estratégias de Ensino do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de São Carlos em parceria com pesquisadores de outras universidades, inclusive internacionais. Em busca de subsidiar as ações assistenciais prestadas por profissionais da saúde a pacientes portadores de doenças cardiovasculares e∕ou críticos, serão realizadas pesquisas ancoradas por diferentes delineamentos metodológicos (ensaios clínicos, revisões da literatura, processos de validação de instrumentos).

Diferentes aspectos que envolvem a segurança do paciente em situação de emergência: conhecendo cenário e atores.

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Os serviços de urgência e emergência têm como objetivo oferecer tratamento imediato aos pacientes acometidos por enfermidades agudas, as quais não poderiam ser resolvidas em outros níveis assistenciais. Segundo levantamento realizado no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde existe 5.107 hospitais gerais no país, dos quais 371 são prontos-socorros gerais. Estes números tornam-se ínfimos diante das superlotações vivenciadas na atualidade e, essa situação ainda mais preocupante considerando a estimativa de estudos norte americanos de que, até 2027, haverá um aumento de 46% da demanda por leitos hospitalares, causado pelo aumento da expectativa de vida da população. Neste contexto de superlotação, alta demanda e profissionais estressados com a sobrecarga de trabalho, diversos fatores podem impactar na segurança dos pacientes. Conhecer o cenário e os atores contribuir pode contribuir para a implantação de medidas que minimizem os riscos aos pacientes. Este estudo tem como objetivos: identificar os principais diagnósticos de enfermagem utilizados nos serviços de emergência; identificar a ocorrência de potenciais interações medicamentosas em prescrições médicas de idosos internados no Serviço de Emergência; caracterizar a população atendida no serviço de emergência; avaliar a adequação do dimensionamento de enfermagem na sala de emergência; avaliar a cultura de segurança da instituição; avaliar a precisão da classificação de risco, assim como avaliar escores para identificação da gravidade dos pacientes e garantir a segurança do paciente no Serviço de Emergência.

O atendimento do idoso no serviço de emergência

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Mundialmente, os serviços de emergência tornaram-se a porta de entrada do sistema de saúde. A superlotação e a fragmentação do atendimento tem sido alguns dos problemas enfrentados por estas unidades, A modificação do perfil populacional, reflete na demanda destes serviços, que atualmente tem uma grande demanda de pacientes e idosos e portadores de doenças crônicas. Este estudo tem por objetivo conhecer os diferentes aspectos que envolvem o atendimento da população de idosos nos Serviços de Emergência. Este conhecimento fundamentará um atendimento de qualidade e com segurança para esta vulnerável população.

Avaliação e desenvolvimento de profissionais de saúde e enfermagem

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

O principal desafio na distribuição de córneas realizada por uma Central de Transplantes é a otimização da utilização dos tecidos e o tempo deste processo. Subprojeto 1: Título: Distribuição de tecido ocular no Estado de São Paulo: análise sobre motivo de descarte de córneas. Descrição: Objetivo: identificar os motivos de recusa de córneas ofertadas no Estado de São Paulo (IC). Início: 2014 Situação: concluído. Subprojeto 2. Título: CAUSAS DE PERDA DE POTENCIAIS DOADORES DE ÓRGÃOS E TECIDOS NOS PRINCIPAIS HOSPITAIS NOTIFICADORES DO ESTADO DE SÃO PAULO. Início; 2016. Situação: em andamento.

História do ensino, pesquisa e construção do conhecimento em Enfermagem

 

Pesquisador Responsável da Escola Paulista de Enfermagem

 

Abarca estudos sobre a história do ensino e pesquisa em Enfermagem, com ênfase em Gerenciamento e Administração e no âmbito nacional e internacional. Contempla, também, pesquisas sobre a construção do conhecimento em diversas áreas da Enfermagem.

© 2013 - 2019 Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

Campus São Paulo  •  Rua Napoleão de Barros, 754 - 2° Andar - Vila Clementino  •  04024-002 São Paulo - SP

posgraduacao.epe@unifesp.br